Segredos obscuros e sujos por trás de contos de fadas antigos

Segredos obscuros e sujos por trás de contos de fadas antigos

Presumido inocente, mas segredos obscuros e sujos estão embutidos nas histórias de ninar contadas às crianças. Os contos de fadas são narrativas mágicas que penetram profundamente nas mentes das crianças, deixando marcas em seu subconsciente que podem moldar suas vidas cotidianas. De acordo com Bruno Bettelheim, o psicólogo infantil do século 20 e autor sobre autismo, as culturas antigas não tinham linhas rígidas: “separando os mitos do folclore e dos contos de fadas; todos estes juntos formam a literatura de sociedades pré-letradas. ”

Os contos de fadas dos Irmãos Grimm (1916)

Os contos de fadas contêm mensagens bem refinadas de natureza espiritual que não apenas emulam verdades sobre como viver a vida, mas contêm versões diluídas de algumas ocorrências históricas bastante sombrias. Envolvendo crimes sociais como incesto, estupro, canibalismo e bestialidade, os contos de fadas originais eram muito mais sombrios e tanto é o caso que muitos seriam terríveis demais para a geração do floco de neve de hoje consumir.

Ilustração em Os contos de fadas de Charles Perrault 1628-1703; Clarke, Harry, 1889-1931, ilustrador. Londres: Harrap (1922).

As origens antigas dos contos de fadas

As histórias originais que inspiraram contos de fadas posteriores foram contadas oralmente ou dramaticamente reencenadas, mas nunca foram escritas. Isso causa muita obscuridade e incerteza na determinação não apenas de suas origens, mas de seu curso de desenvolvimento. De acordo com um artigo recente da BBC, pesquisadores de universidades em Lisboa, Portugal e em Durham, Inglaterra, afirmam que alguns contos de fadas datam de mais de 6.500 anos.

Essas histórias também trocam abertamente enredos, motivos, personagens e eventos uns com os outros e, à medida que as viagens globais aumentaram, eles se misturaram com histórias de terras estrangeiras. o Noites arábes foi compilado por volta de 1500 DC e filósofos taoístas chineses, como Liezi e Zhuangzi, contaram contos de fadas em suas obras filosóficas, mas os primeiros contos de fadas ocidentais famosos são os de Esopo, escritos por volta do século 6 aC na Grécia antiga.

Nos primeiros estágios da cultura, as histórias antigas eram carregadas de temas mágicos e sobrenaturais, por exemplo, O asno de ouro ou As metamorfoses de Apuleio, que segundo Agostinho de Hipona: “o único romance romano antigo em latim que sobreviveu em sua totalidade”. O protagonista da história, Lúcio, no final do romance, é revelado como tendo nascido em Madaurus, a cidade natal de Apuleio e o enredo gira em torno de sua "curiosidade" ( curiositas) e desejo ardente de experimentar e praticar magia.


Tengami é um jogo de aventura atmosférico ambientado em um livro pop-up japonês. Dobre um slide do mundo de papel lindamente trabalhado para resolver quebra-cabeças e descobrir segredos. Faça uma viagem serena pelo Japão de contos de fadas antigos que ganham vida por meio de visuais impressionantes, jogabilidade única e música assustadora. Experimente florestas escuras, santuários abandonados e cachoeiras de montanha tranquilas enquanto você procura descobrir o segredo por trás da solitária cerejeira que morre.

Tengami é um jogo dentro de um livro pop-up e joga como nada antes. Alcance diretamente o mundo para virar, dobrar e deslizar partes do mundo para mergulhar mais fundo em sua misteriosa jornada.

Uma bela e original trilha sonora do renomado compositor David Wise acompanha sua aventura. Ele é mais conhecido por seu trabalho na série Donkey Kong Country.

O mundo de Tengami é construído como um livro pop-up tridimensional autenticamente dobrável com uma tecnologia totalmente nova criada apenas para este jogo. Tudo o que é visto no jogo pode ser recriado na vida real com apenas papel, tesoura e cola.

Tengami no Wii U suporta postagem e compartilhamento no Miiverse, bem como um conjunto de selos exclusivos.

O suporte a idiomas está disponível para inglês, alemão, francês, italiano, espanhol, português do Brasil, japonês, coreano, chinês simplificado, chinês tradicional, russo, dinamarquês, sueco e turco.


Time Lord Fairy Tales (antologia)

Time Lord Fairy Tales é uma coleção de contos de 2015. Várias histórias apresentam várias encarnações do Doutor, enquanto outras apresentam diversos monstros e vilões. A maioria das histórias do livro é inspirada em contos de fadas do mundo real.

Em 2016, Time Lord Fairy Tales: Edição Slipcase foi publicado com cada história recebendo sua própria capa de estojo e uma nova história adicionada: As roupas novas do imperador Dalek.


Se o sapato servir, talvez não corte o dedo do pé: Cinderela e contos semelhantes

Ash por Malinda Lo

& ldquoNo despertar da morte de seu pai, Ash é deixada à mercê de sua cruel madrasta. Consumida pela tristeza, sua única alegria vem à luz do fogo moribundo da lareira, relendo os contos de fadas que sua mãe uma vez lhe contou. Em seus sonhos, algum dia as fadas irão roubá-la, como dizem que fazem. Quando ela conhece a fada negra e perigosa Sidhean, ela acredita que seu desejo pode ser realizado. & Rdquo

Felizmente por Chauncey Rogers

& ldquoLaure é um menino de rua adolescente que está tentando fugir. Onde o resto do mundo vê uma história de amor encantadora, Laure vê a incompetência real e uma oportunidade de explorá-la. Ela tem riqueza e uma saída de uma vida que detesta, se ao menos conseguir enganar a família real e sobreviver para contar a história. & Rdquo

Cinder por Marissa Meyer

& ldquoCINDER, um mecânico talentoso de Nova Pequim, também é um ciborgue. Ela foi insultada por sua madrasta e culpada pela súbita doença de sua meia-irmã. Mas quando sua vida se entrelaça com o belo Príncipe Kai & rsquos, ela se vê no centro de uma violenta luta entre os desejos de uma rainha do mal e uma tentação perigosa.

Geekerella por Ashley Poston

& ldquoA geek Elle Wittimer vive e respira Starfield, a clássica série de ficção científica que ela cresceu assistindo com seu falecido pai. Então, quando ela vê um concurso de cosplay para um novo filme de Starfield, ela tem que se inscrever. O prêmio? Um convite para o ExcelsiCon Cosplay Ball e um encontro com o ator escalado para interpretar o Príncipe Carmindor da Federação na reinicialização. Com as economias de seu show no caminhão de comida Magic Pumpkin e seu velho traje de pai, Elle & rsquos determinada a vencer & mdash a menos que suas irmãs de criação cheguem lá primeiro. & Rdquo

Deerskin por Robin McKinley (Pele de burro)

& ldquoQuando a princesa Lissla Lissar atinge a idade adulta, fica claro para todo o reino que em sua beleza ela é a imagem de sua mãe morta, a rainha. Mas essa semelhança a força a fugir da luxúria e da loucura de seu pai e na dor e no horror daquela fuga ela se esquece de quem ela é e do que foge: esquece quase tudo, exceto o amor e a lealdade de seu cachorro, Ash, que a acompanha. Mas um encontro casual na estrada leva a um emprego em outro canil king & rsquos, onde o príncipe se apaixona pela nova empregada do canil & hellipand um dia ele conta a ela sobre uma princesa chamada Lissla Lissar, que tinha um cachorro chamado Ash. & Rdquo


Personagens

Erlking

O Erlking é o assunto principal da história. O narrador, uma jovem inocente, se depara com

ele enquanto caminhava pela floresta em um dia de outubro. Ela imediatamente fica sujeita à atração mágica dele, que ele também usa para encantar e domar os animais da floresta ao seu redor. O Erlking mora sozinho em uma cabana na floresta e vive da generosidade da natureza. Embora pareça, de certa forma, estar em harmonia com a natureza, ele também exerce certa tirania sobre ela. Mais significativamente, ele atrai os pássaros para si com as belas canções de sua flauta e depois os prende em gaiolas, que mantém em sua casa.

Como o ambiente natural ao seu redor, o Erlking é atraente e ameaçador. A narradora é atraída para uma relação sexual com ele que ela descreve como terna e brutal. Embora pareça representar um modelo de dominação masculina, seu poder transcende as fronteiras de gênero. Seu jovem amante o retrata alternadamente como uma avassaladora figura materna que a engoliria e depois a daria à luz e como um açougueiro que a esfola como um coelho. Ela o descreve como gentil, mas também afirma que ele pretende causar "dano grave" a ela, e ela percebe que ele pode prendê-la, junto com suas outras mulheres-pássaros. Ela se sente presa por ele, mas não lhe atribui malícia, como se ele fosse uma força da natureza ou um animal apenas seguindo seus instintos.

Narrador

A jovem, que narra a maior parte da história na primeira pessoa, encontra o Erlking e, sob seu poder, perde o controle de sua própria identidade. Os leitores aprendem pouco sobre ela, exceto como ela se sente sujeita ao estranho fascínio do Erlking. Ela é inocente quando entra pela primeira vez na clareira encantada do Erlking, mas entra abruptamente em um relacionamento sexual com ele, ao qual é obrigada a retornar, apesar do perigo que isso representa para sua liberdade e senso de identidade. Seus olhos a “devoram” e suas “peles” amorosas, ao mesmo tempo “consolando-a [ing] e devastando-a”.

Os pássaros canoros que o Erlking mantém em gaiolas em sua casa refletem a situação do narrador. Como ela, eles são atraídos para o Erlking e depois aprisionados por ele. Ela vê como seu relacionamento com ele a torna pequena e ela antecipa que ele a enjaulará como seus outros pássaros. Isso tem uma dimensão psicológica - sugerindo até que ponto a vontade e o senso de identidade dela são oprimidos por ele - e também mágico - sugerindo que ele tem o poder de realmente transformá-la em um pássaro. No final da história, em um trecho narrado na terceira pessoa, a jovem liberta todos os pássaros, que voltam a ser moças que, como ela, foram seduzidas pelo Erlking. Assim, apesar de seu encantamento pelo Erlking, a jovem vê uma alternativa: ela projeta estrangulando o Erlking e substituindo a música de pássaros enjaulados pela de seu cabelo, amarrado em um violino.


Nomes míticos e folclóricos

Abatwa - Tidas como as menores criaturas da forma humana que existem, essas pequenas pessoas coexistem pacificamente com as formigas nos formigueiros da África do Sul e vivem de seus forrageiros com raízes de gramíneas e outras plantas. Eles são muito tímidos e evasivos, mas tendem a se revelar para crianças muito pequenas, bruxos e mulheres grávidas.

Aeval - Uma Rainha Faery do sudoeste de Munster. Em seu distrito, foi lançado um debate sobre se os homens estavam satisfazendo as necessidades sexuais das mulheres. Em um tribunal à meia-noite, Aeval ouviu os dois lados e então decretou que os homens estavam errados e os sentenciou a superar seu pudor e ceder às necessidades da mulher. (Kisma)

Angiaks - filhos dos mortos-vivos da tradição esquimó. Em tempos difíceis, bebês indesejados eram levados para a neve pelos anciãos tribais para morrer expostos. A menos que a tribo se mudasse para um novo terreno de caça, eles frequentemente se encontrariam assombrados por este pequeno e miserável fantasma.

Ankou - a versão fada do ceifador. Às vezes, ele é retratado como uma figura benevolente e reconfortante.

Antropófagos - uma fada canibal. Ele não tem cabeça, mas seus olhos estão sobre seus ombros e uma boca pode ser encontrada em seu torso. Sua falta de nariz lhe permite comer carne humana sem engasgar.

Asparas - Geralmente mulheres, também conhecidas como dançarinas do céu. Eles abençoam os humanos em fases importantes de suas vidas e costumam ser vistos em casamentos. Eles vivem em figueiras e às vezes aparecem para estudiosos ou cientistas, os seduzem e exaurem, garantindo que eles não se aventurem em áreas que o mundo espiritual considera inadequadas.

Asrai - são pequenas e delicadas fadas femininas que derretem em uma piscina de água quando capturadas ou expostas à luz solar.

Aughisky - (Agh-iski) Eles são a versão irlandesa do Each-Uisge.

Bean-Nighe - (ben-neeya) Semelhante ao do Banshee. The Washing women é o tipo de Banshee que assombra os riachos solitários da Escócia e da Irlanda. Lavando as vestes manchadas de sangue dos que estão prestes a morrer. Diz-se que esses espíritos são os fantasmas de mulheres que morreram no parto e que estão fadados a cumprir sua tarefa até o dia em que normalmente teriam morrido.

Barguest - Uma espécie de Bogie. Ele tem chifres, dentes e garras perigosos e olhos de fogo. Pode assumir várias formas, mas geralmente é um cachorro preto peludo. Com a morte de uma figura proeminente, ele reúne todos os cães da comunidade e os conduz em procissão pelas ruas, uivando.

Bauchan - também Bogan. Um tipo de Hobgoblin. Como a maioria das fadas, eles gostam de truques, às vezes são perigosos e às vezes são úteis.

Bendith y Mamau (ben-dith uh momay) - Bênção da Mãe, que era o nome das fadas do país de Carmarthenshire, no País de Gales, esse ditado tornou-se uma prece proferida para afastar o mal.

Black Annis - Veja Hags.

Homens Azuis do Minch - - Eles moram no estreito entre Long Island e as Ilhas Shiant. Eles são responsáveis ​​por tempestades repentinas e naufrágios, mas suas tentativas de naufrágio podem ser frustradas se você for um rimador experiente. Alguns pensam que podem ser anjos caídos.

Bodach - também Bugbear ou Bug-A-Boo. Eles descem pelas chaminés para sequestrar crianças travessas.

Boggart - Brownies que se tornaram malvados.

Bogie - Este é o nome genérico de alguns tipos diferentes de Goblins. Seus temperamentos variam de benigno a malévolo.

Bogles - Geralmente goblins de natureza maligna, embora estejam mais dispostos a fazer mal a mentirosos e assassinos.

Bokwus - Um espírito temível nas grandes florestas de abetos do noroeste da América. Ele só é visto de relance, mas foi visto usando pinturas faciais totêmicas. Os caçadores estão muito cientes de sua presença. Ele gosta de empurrar os pescadores das margens para se afogarem, levando a alma da vítima para sua casa na floresta

Homem Moreno dos Muirs - Protetor de feras.

Brownie - Seu território se estende pelas Terras Baixas da Escócia e pelas Terras Altas e Ilhas em todo o norte e leste da Inglaterra e nas Terras Médias. Com uma variação linguística natural, ele se torna o BWCA de Gales, o Highland Bodach e o Manx Fenodoree. No West Country, Pixies ou Pisgies ocasionalmente desempenham os papéis de um brownie e mostram algumas das mesmas características, embora sejam essencialmente diferentes. Brownies de borda são os mais característicos. São homenzinhos, com cerca de um metro de altura, vestidos de maneira muito esfarrapada com roupas marrons, com rostos morenos e cabeças peludas, que saem à noite para fazer o trabalho que foi deixado por fazer pelos criados. Eles se responsabilizam pela fazenda ou casa em que moram: colhem, ceifam as ovelhas, evitam que as galinhas deitem fora, fazem recados e dão bons conselhos quando necessário. Um brownie pode se tornar pessoalmente ligado a um membro da família.

Bugul-Noz - Ele é um habitante da floresta, um pastor. Ele é muito feio e sabe disso, mas anseia por companhia humana.

Bwca - O nome galês para o Brownie. Eles têm temperamentos um pouco mais desagradáveis ​​e tendem a ter acessos de raiva se seu trabalho for criticado. Eles também desprezam fofoqueiros e pessoas com nariz comprido.

Cannered-Noz - Versão bretã do Bean-Sidhe.

Cluricaun - Após seu dia de trabalho, o Leprechaun aproveita uma noite de folia e então se torna conhecido como Cluricaun (kloor-a-kawn). Ele invade adegas de vinho e é conhecido por fazer passeios bêbados sob o luar nas costas de ovelhas ou cães pastores.

Coblynau - Goblin da mina galesa. Primos dos Cornish Knockers. Essas criaturas, usando ferramentas de mineração, são vistas trabalhando diligentemente nas faces da costura. A batida de suas picaretas e martelos dá sorte, um sinal de que há um forte conteúdo de minério.

Corrigan - Espíritos malignos da natureza encontrados na Bretanha, frequentemente associados a fantasmas dos mortos.

Cururipur - Um poderoso espírito sul-americano que era dono da selva e tortura caçadores de tartarugas, já que as tartarugas são suas amigas

Daoine Maithe - "The Good People" Semelhante aos gentios, foi dito que eles estavam próximos ao céu na queda, mas não caíram. Alguns pensam que eles são um povo que espera a salvação.

Disir - esses são espíritos que se ligam a um lugar particular, geralmente feito pelo homem, como casas. Principalmente casas velhas. Geralmente são espíritos ancestrais femininos.

Duergar - Esta é uma forma maliciosa de anão do norte da Inglaterra. Eles se divertem em enganar as pessoas para que morram.

Anões - Alemanha / Ilha de Rugen / montanhas suíças. Baixas, mas de constituição forte, são geralmente barbudos e de aparência envelhecida, isso porque atingem a maturidade quando têm apenas três anos de idade e têm barba grisalha aos sete. Suas casas são as montanhas da Escandinávia e da Alemanha, onde mineram metais preciosos para trabalhar em armas e armaduras e outros artefatos que muitas vezes são dotados de magia. Eles não podem aparecer acima do solo por um raio de sol e se transformarão em pedra. Outros relatos dizem que eles passam o dia como sapos.

Dybbuk - um espírito demoníaco judeu capaz de possuir humanos.

Each-Uisge - (Ech-ooshkya) Eles são semelhantes ao Kelpie, mas muito mais perigosos. Eles habitam lagos e mares e comerão suas vítimas depois de despedaçá-los, exceto o fígado, que deixam. Se forem cavalgados para o interior, podem cavalgar com segurança, mas se sentirem o menor sopro da brisa marítima.

Ekimmu - Um dos uttuku, espíritos malignos ou vingativos dos antigos assírios, o ekimmu apareceu gemendo e chorando do lado de fora de uma casa para sinalizar uma morte iminente, bem como um Banshee.

Ellyllon - O nome dado aos elfos galeses. Eles são fadas minúsculas e diáfanas cujo alimento são cogumelos e manteiga de fada, uma substância fungóide encontrada nas raízes de velhas árvores e em fendas de calcário. Sua rainha é Mab.

Elfos - Na mitologia escandinava, o povo das fadas eram elfos e eram divididos em duas classes, os elfos claros e os elfos negros, como a Corte Seelie e Unseelie. Na Escócia, o povo fada de tamanho humano era frequentemente chamado de elfos e Faeryland era Elfame na Inglaterra, era o menor Trooping Fay que era chamado de elfos, e o nome era particularmente aplicado a pequenos meninos fadas.

ErlKonig - ele é o & quotElf King & quot na Alemanha. Ele é conhecido por alertar as pessoas sobre suas mortes pendentes. A forma como ele aparece irá transmitir a essa pessoa como ela vai morrer.

Fachan, o - Das Terras Altas Ocidentais da Escócia.

Fays - O nome do dialeto em Northumberland.

Fair Family ou Fair Folk - O nome eufemístico usado pelos galeses para as fadas. (Veja Tylwyth Teg.)

Fariseus ou fariseus - O nome Suffolk para fadas. As crianças Suffolk costumavam ser confundidas entre os fariseus e as menções bíblicas dos fariseus.

Fary - O nome do dialeto em Northumberland.

Feeorin - Uma pequena fada que é indicada como sendo, de casaco verde, geralmente de cabeça vermelha e com os traços habituais de fada do amor à dança e à música.

Honorários - As fadas da Alta Bretanha.

Fenoderee - Um tipo de Brownie da Ilha de Man. Um trabalhador voluntário de força prodigiosa, o Fenoderee realiza muitos trabalhos para os fazendeiros do Homem. O Fenoderee era um membro da Ferrishyn - a tribo fada do Homem, até que ele cometeu o erro de se ausentar do festival de outono para cortejar uma garota mortal. Sua boa aparência lhe foi tirada e ele se tornou a criatura feia e solitária que é agora.

Feriers ou Ferishers - Outro nome Suffolk para as fadas.

Balsas - O nome usual para as fadas Shetland e Ocadian.

Ferrishyn (Ferrishin) - Um nome manx para a tribo fairie no singular é & quotferrish & quot. Eles são as Fadas Agrupadas do Homem, embora não pareça haver qualquer distinção entre eles e os Sleih Beggey. Eles são menos aristocráticos do que as fadas da Irlanda e do País de Gales, e não têm rei ou rainha fada nomeados. Eles eram pequenos, geralmente descritos como um metro de altura, embora às vezes tenham um pé. Eles podiam ouvir tudo o que era dito fora de casa. Cada vento que soprava levava o som a seus ouvidos, e isso tornava as pessoas muito cuidadosas em falar deles de maneira favorável.

Fetes - Os destinos da Alta Bretanha.

Fir Darrig - (Fear dearg) adora fazer piadas de natureza um tanto macabra e, portanto, provavelmente é mais seguro humorá-lo.

Foawr (fooar) - Equivalente Manx de Fomorianos / gigantes das Terras Altas, arremessadores de pedras.

Frairies - The Norfolk e Suffolk, versão local da palavra & quotfairy & quot.

Fyglia - uma espécie de espírito pessoal. Freqüentemente, eles assumem a forma animal. Os nativos americanos os chamam de & quotfetches & quot e os usam como totens. Eles servem principalmente como guardiões pessoais.

Gans - Os xamãs índios apaches oferecem orações aos Gans, pedindo-lhes que afastem os maus espíritos e atraiam a boa fortuna.

Gentry, o - A tribo mais nobre de todas as fadas da Irlanda. Uma grande raça que veio dos planetas e geralmente aparece em branco. Os irlandeses costumavam abençoar os Gentry por medo de danos de outra forma.

Ghillie Dhu - Uma fada solitária escocesa que habita alguns arbustos de bétula. Suas roupas são feitas de folhas e musgo.

Glaistig, o - é uma fada da água e é em parte mulher sedutora e em parte cabra. Os atributos de cabra que ela tenta esconder sob um vestido verde longo e esvoaçante. O Glaistig atrai os homens para dançarem com ela antes que ela se alimente, como um vampiro, de seu sangue. Sua natureza é tipicamente perversa das fadas, pois ela também pode ser benigna e cuidar gentilmente de crianças ou idosos. Ela também às vezes cria gado para fazendeiros.

Goblins - Uma raça de seres pequenos, morenos e maliciosos - embora 'goblin' como um termo seja freqüentemente usado como um nome geral para os habitantes mais feios de Faerie. Eles às vezes aparecem na forma de animais, o que reflete apropriadamente sua natureza bestial. Eles são os ladrões e vilões de Faerie, companheiros dos Mortos, especialmente no Halloween.

Golem - a Espírito zumbi judeu que deve vingar uma morte injusta.

Bons Vizinhos - Um dos nomes escoceses e irlandeses mais comuns para as fadas.

Pessoas boas - Os irlandeses freqüentemente se referiam ao seu Sidhe dessa maneira. (Veja Daoine Maithe)

Conceder - um pequeno cavalo que fica de pé, cada Grant está preso a um lugar particular e quando ele sente o perigo vai girar pela cidade gritando avisos.

Crianças verdes, o - As fadas são registradas nas crônicas medievais com esse nome.

Green Lady of Caerphilly, The - Assume a aparência de Ivy quando ela não está caminhando pelos castelos em ruínas que ela assombra.

Greencoaties - O nome das fadas que moram no país de Lincolnshire Fen.

Greenies - O nome eufemístico usado para as fadas em Lancashire, associado às fadas jacobinas.

Vizinhos cinzentos, o - Um dos nomes eufemísticos para as fadas dado pelos Shetlanders aos Trows, os pequenos goblins vestidos de cinza que os Shetlanders costumavam apaziguar e temer, usando contra eles muitos dos meios usados ​​em todas as ilhas como proteção contra as fadas.

Guillyn Veggey - The Little Boys é um termo Manx para as fadas que vivem na Ilha de Man.

Gwragedd Annwn, The - são fadas da água galesas, lindas donzelas do lago que ocasionalmente tomam mortais para serem seus maridos. Uma lenda conhecida conta a história de um jovem que costumava pastar seu gado perto de um pequeno lago perto das Montanhas Negras. Um dia ele viu uma criatura encantadora remando suavemente de um lado para o outro em um barco dourado na superfície do lago. Ele se apaixonou profundamente por ela e ofereceu-lhe um pouco do pão que trouxera de casa para a refeição do meio-dia. Ela respondeu que o pão estava muito duro e desapareceu nas profundezas. A mãe do jovem deu a ele um pouco de massa não assada para levar com ele no dia seguinte e ele ofereceu para a fada, mas ela respondeu que era muito mole e novamente desapareceu. No terceiro dia, ele pegou um pão leve, que passou. Três figuras surgiram do lago, e um velho com uma linda filha de cada lado dele. As meninas eram idênticas e o pai disse ao jovem fazendeiro que estava disposto a lhe oferecer a filha por quem estava apaixonado, se ele pudesse indicá-la. O fazendeiro teria desistido em desespero, mas um moveu ligeiramente seu pé e ele, reconhecendo seu chinelo, pegou sua mão. O jovem fazendeiro foi avisado de que perderia a esposa se algum dia batesse nela três vezes sem causa. O Gwragedd Annwn tinha algumas maneiras curiosas de fadas que choravam em casamentos e riam de funerais, o que levou seu marido a bater nela, e ela foi forçada a deixá-lo. Embora seus filhos ela tivesse deixado para trás todos os seus ensinamentos de fadas, eles se tornaram grandes médicos.

Gwyllion (gwithleeon) - As malvadas fadas das montanhas do País de Gales. Eles são espíritos femininos horríveis que emboscam e enganam os viajantes à noite nas estradas da montanha. Eles eram amigos e patronos das cabras e podiam, de fato, assumir a forma de cabra.

Hags - que habitam as ilhas britânicas, que parecem personificar o inverno, são provavelmente sobreviventes das deusas mais antigas. Algumas se transformam, como o inverno na primavera, de velhas horríveis e feias em belas jovens donzelas, e outras, como Black Annis, são canibais.

Henkies - Um dos nomes dados aos Trows de Orkney e Shetland.

Hobgoblin - Usado pelos puritanos e em tempos posteriores para espíritos duendes perversos, mas seu uso mais correto é para os espíritos amigáveis ​​do tipo Brownie. Hobgoblin era considerado uma palavra de mau agouro. & quotHob & quot e & quotLob & quot são palavras que significam o mesmo tipo de criatura que o Hobgoblin. Em geral, são bem-humorados e prontos para ajudar, mas gostam de fazer piadas.

Anfitrião, O - Ver Tribunal Unseelie.

Huacas - O mito inca fala de Huacas, formas de pedra de espíritos ou seres divinos que vigiavam os campos.

Huldafolk - os huldafolk são faeriefolk escandinavos bastante reclusos.

Hyster-sprites - Fadas de Lincolnshire e East Anglian / pequenas e cor de areia, com olhos verdes.

Jack-In-Irons - Um gigante de Yorkshire que assombra estradas desertas.

Jenny Greenteeth - Yorkshire River Hag que afoga crianças.

Jimmy Squarefoot - Aparência assustadora, mas relativamente inofensiva.

Kachina - Espíritos ancestrais dos índios Pueblo na América do Norte. Os Hopi também acreditavam em kachinas, acreditando que eram as almas de mortos virtuosos.

Kelpie, o - é uma fada escocesa da água. Embora às vezes apareça sob a forma de um homem peludo, é mais frequentemente visto na forma de um cavalo jovem. O Kelpie assombra rios e riachos e, depois de deixar humanos desavisados ​​montá-lo, vai se lançar na água e dar-lhes um mergulho. Cada-Uisge (ech-ooshkya) ou Aughisky (agh-iski), como é conhecido na Irlanda, habita mares e lagos e é muito mais perigoso.

Killmoulis, o - Brownie particularmente feio que assombra fábricas. Ele é caracterizado por um nariz enorme e sem boca. Para comer, ele provavelmente enfia a comida no nariz. Embora um Killmoulis trabalhe duro para o moleiro, ele adora fazer piadas e pode, portanto, ser um obstáculo em vez de uma ajuda.

Klaboutermannikin - eles habitam as figuras de proa de navios, dando-lhes orientação e proteção.

Klippe - O nome Forfarshire para uma fada.

Kobolds - Esta é a versão alemã do Knockers. Eles são conhecidos por causar problemas para os mineiros e anular seu progresso. Para manter os mineiros na dúvida, eles ocasionalmente os ajudam.

Korred - Guardiões bizarros e caprichosos das pedras monolíticas da Bretanha, mas geralmente bem-humorados.

Kubera - Rei dos Yakshas, ​​o deus da riqueza. Geralmente representado como uma figura de anão com uma barriga, carregando uma bolsa de dinheiro ou romã e sentada em um homem.

Kul - Um espírito aquático dos esquimós no Ártico, Kul pode ser malévolo, mas geralmente ajuda os povos do norte na pesca. Como forma de agradecimento, costuma-se oferecer-lhe alguns dos peixes caughts no início da temporada.

Leannan Sidhe - Isso tem duas definições.

Leprechaun - Geralmente descrito como um sapateiro de fada, esta criatura é um sujeito de gorro vermelho que anda em torno de fontes puras e é conhecido por assombrar porões. Ele passa o tempo bebendo e fumando. Um ramo do Leprechaun é conhecido como Fir Darrig, que é um brincalhão, ambos são das Fadas Solitárias. Leprechauns também foram associados ao Gnomo elemental da Terra, e quando assim feito, é descrito como um rapazinho alegre vestido todo de verde, em vez de usar um boné vermelho, um avental de couro, roupas desbotadas e sapatos com fivela, e o menino , que tem sangue de fada, consegue ganhar uma riqueza de tesouros de uma caverna subterrânea, mantém seu lucro em segredo e é o fundador de uma família próspera.

Li'l Fellas, o - Outro nome eufemístico Manx para The Good Neightbours.

Little Folk - Veja Sleight Beggey.

Pequenos povos dos índios Passamaquoddy, os - Existem dois tipos de Pequenos entre os índios Passamaquoddy, os Nagumwa-suck e Mekumwasuck. Ambos os tipos têm 60 a 90 centímetros de altura e são grotescamente feios. Os índios Passamaquoddy, que viviam perto da fronteira com o Canadá, costumavam migrar para o oceano no verão e ir para o interior no inverno. Quando eles se moviam, suas fadas se moviam com eles. O pequeno povo só pode ser visto pelos índios. Eles vivem na floresta e estão vestidos de maneira fantástica e individual. Seus rostos estão cobertos de pelos, o que parece estranho aos índios. A tradição oral diz que eles eram feitos de pedra.

Lunantishess - As tribos que guardam os abrunheiros ou abrunhos na Irlanda, não permitem que você corte gravetos no dia 11 de novembro (o primeiro dia de novembro) ou no dia 11 de maio (o primeiro dia de maio).

Ly Erg - Esta fada anseia por ser um soldado. Ele se veste como um e não pode ser distinguido dos soldados humanos, exceto por suas mãos manchadas de vermelho, vermelhas do sangue que derramou.

Mazikeen - também conhecido como shideem ou shehireem, essas fadas judias sabem muito sobre magia e encantamento. Eles nasceram quando Adão e Eva foram excomungados por 130 anos por comerem da árvore do conhecimento. Os espíritos femininos se deitaram com Adão e os espíritos masculinos com Eva, e dessas uniões nasceram os Mazikeen. Eles são uma posição entre homens e anjos. Eles têm asas e podem voar, prever o futuro e gostam de festejar e beber, casar e ter filhos. Eles também podem mudar de forma.

Sereias - Atraia os amantes humanos com suas canções de encantamento. Eles causam tempestades de destroços de navios e são mais freqüentemente vistos penteando seus longos cabelos enquanto se admiram em espelhos.

Merrows - Os sereianos irlandeses são chamados de Merrows e podem ser diferenciados de outras fadas do mar por usarem gorros de penas vermelhas para se impulsionar para suas casas nas profundezas. Se seus bonés forem roubados, eles não podem mais retornar para suas casas aquáticas. As fêmeas Merrow são muito bonitas e, como outras sereias, aparecem antes das tempestades como um presságio, mas são gentis por natureza e muitas vezes se apaixonam por pescadores mortais. Isso pode ser parcialmente explicado pela extrema feiura dos homens Merrows. Apesar de seu aspecto chato, os machos também têm suas características redentoras, pois geralmente são joviais em caráter.

Mooinjer Veggey (vegar moo-in-jer) - The Little People é um termo familiar Manxman para as fadas que moram na Ilha de Man vêem Sleigh Beggey.

Mãe Holle - Uma velha que mora no fundo de poços antigos. Ela faz justiça e pode ajudá-lo com orientação e adivinhação, se gostar de você.

Mumiai - mais conhecido por perseguir camponeses, especialmente aqueles das castas mais baixas, que roubaram de seus vizinhos ou demonstraram seus hábitos sujos. Os Mumiai jogam seus pertences para o alto, quebram suas cerâmicas e pisam em seus jardins, finalmente forçando-os a se mudarem de suas aldeias.

Muryans - Muryan é a palavra da Cornualha para formiga. A crença da Cornualha sobre as fadas era que elas eram as almas dos antigos povos pagãos, boas demais para o Inferno e ruins para o Céu, que gradualmente diminuíram de seu tamanho natural e foram diminuindo até se tornarem do tamanho de formigas, após o que eles desapareceram deste estado e ninguém sabia o que aconteceu com eles.

Nagas - Os Nagas são humanos da cintura para cima e serpentes da cintura para baixo e costumam ser vistos usando capuzes ou com sete ou mais cabeças. Ambos os sexos são extraordinariamente belos e várias famílias reais indígenas afirmam ser descendentes deles. Eles mordem humanos que são maus ou estão destinados a morrer prematuramente. Os budistas os consideram como divindades menores e guardiães das portas.

Nuckelavee - é certamente a mais terrível das fadas do mar da Escócia. Um cavalo monstruoso com patas que fazem parte de nadadeiras, uma boca enorme e um olho de fogo e, saindo de suas costas unidas a ele pela cintura, um torso hediondo com braços que quase alcançam o solo, encimado por uma cabeça maciça que rola de lado para o lado como se seu pescoço fosse muito fraco para mantê-lo em pé. Pior do que isso é a aparência horrível da carne da criatura, pois ela não tem pele. Sangue preto correndo por veias amarelas, tendões brancos e músculos vermelhos poderosos estão expostos. O Nuckelavee tem aversão à água doce corrente e o perseguido só precisa atravessá-la para escapar.

Nunnehi - Versão cherokee dos elfos. Eles vivem em cidades subterrâneas. Nunnehi ficam tristes com o sofrimento sofrido pelos Cherokee e ocasionalmente oferecem ajuda. Nunnehi liderou o Cherokee para Pilot Knob, Carolina do Norte, onde eles passaram pelo reino de Nunnhei e estavam seguros.

Oannes - Seres com cabeça de peixe de outro mundo, estes eram considerados deuses do mar pelos antigos caldeus. Oannes vivia entre os homens durante o dia, construindo a grande civilização suméria e ensinando arte, ciência e religião, enquanto à noite voltavam ao Golfo Pérsico para nadar no oceano.

Ohdows - uma raça de pessoas pequenas e bem formadas com as características dos nativos americanos que vivem no subsolo da América do Norte. Eles usam sua magia para subjugar os espíritos da terra que causam terremotos.

Pessoas idosas, o - Outro nome da Cornualha para as fadas.

Pechs ou Pehts - Os nomes das terras baixas escocesas para fadas e são confundidos na tradição com os pictos, o povo misterioso da Escócia que construiu os arbustos pictos e possivelmente também as torres redondas de pedra. Os Pechs foram considerados construtores de castelos tremendos e foram creditados com a construção de muitos dos castelos antigos. Eles não podiam suportar a luz do dia e, portanto, só trabalhavam à noite, quando se refugiavam em seus brugh ou & quotsitheans & quot ao nascer do sol. Parece provável que alguma memória histórica de uma raça aborígine contribuiu com um fio para o cordão torcido da tradição das fadas.

Peg Powler - Uma das muitas bruxas verdes com dentes afiados que arrastam suas vítimas para sepulturas aquáticas.

Povo da Paz - Os irlandeses freqüentemente se referiam ao Sidhe dessa maneira. A palavra sidhe significa paz. Veja Daoine Sidhe em Faery Lineage.

Pessoas nas colinas, o - Fadas que vivem sob os montes verdes, ou tumuli, por toda a Inglaterra.

Phooka - um goblin irlandês com uma variedade de formas de feras rudes. Ele às vezes aparece como um cachorro ou um cavalo, ou mesmo como um touro, mas geralmente é negro como o azeviche com olhos brilhantes. Como o pônei aparentemente amigável, desgrenhado e balançante, Phooka oferece ao viajante incauto uma carona bem-vinda, mas uma vez montado ele é levado para um galope selvagem e aterrorizante pelo país mais úmido e espinhoso, eventualmente para ser jogado de cabeça na lama ou depositado em um fosso. A risada é da Phooka enquanto ele galopa para longe.

Imagens - Os povos originais que moravam na costa nordeste da Irlanda. Eles foram chamados de & quotCruithne & quot e migraram da Gália ou Galia (França). Quando as ondas conquistadoras de invasores chegaram à Irlanda, eventualmente os pictos se retiraram para a floresta e viveram em cavernas e fortes subterrâneos. Eles eram um povo pequeno e escuro e se tornaram conhecidos como o povo clássico das fadas. Veja Pechs.

Porcos - Veja Pixies.

Pixies, ou Pigsies, ou Piskies - Estas são as fadas do West Country pertencentes a Somerset, Devon e Cornwall. Existem várias tradições sobre o tamanho, aparência e origem dos Pixies, mas todos os relatos concordam sobre eles serem vestidos de verde e sobre seu hábito de enganar os viajantes.

Planta Rhys Dwfen (planta hree thoovn) - O nome de família de uma tribo de povo das fadas que habitava uma pequena terra que era invisível por causa de certas ervas que cresciam nela. Eram gente bonita, com estatura bem abaixo da média, e era costume frequentar o mercado de Cardigan e pagar preços tão altos pelas mercadorias que o comprador comum não poderia competir com eles. Eles foram honestos e resolutos em suas negociações e gratos às pessoas que os trataram com bondade.

Polevik - uma fada polonesa, ele aparece como uma cabra de dois pés e ajuda a trazer a colheita.

Portunes - Pequenas fadas agrícolas.Tinham o hábito de trabalhar nas fazendas e, à noite, quando as portas se fechavam, explodiam o fogo e, tirando rãs do peito, as assavam na brasa e as comiam. Pareciam homens muito velhos, com rostos enrugados e casacos remendados.

Puck - Graças a Shakespeare, o mais famoso dos travessos hobgoblins que mudam de forma. Ele está intimamente relacionado com o galês Pwca e o irlandês Phooka.

Rakshasas - goblins demônios mutantes. Eles podem aparecer como monstros, animais ou belas mulheres para seduzir os homens santos e depois comê-los. Eles têm presas laterais, olhos feios, sobrancelhas onduladas desajeitadas, cabeças de touro, barrigas inchadas, cabelo emaranhado e mãos apontando para trás. Eles podem causar lepra, ressuscitar mortos e regenerar membros decepados.

Boné vermelho - é um dos mais malvados dos antigos Goblins da Fronteira. Ele mora em antigas torres e castelos em ruínas, principalmente aqueles com uma história de maldade. Ele tinge seu boné com sangue humano.

Roane - nome irlandês para o Selkie.

Seelie Court - Bendita Corte Nome do gentil anfitrião das fadas, ou fada benovolente da polaridade positiva, e geralmente é usado para descrever as fadas escocesas. As fadas malignas eram às vezes chamadas de Corte Unseelie.

Selkies - Os mares ao redor de Orkney e Shetland abrigam os Selkies ou Seal-Faeries (conhecidos como Roane na Irlanda). Uma mulher Selkie é capaz de descartar sua pele de foca e desembarcar como uma bela donzela. Se um humano conseguir capturar essa pele, a Selkie pode ser forçada a se tornar uma boa esposa, embora melancólica. No entanto, se ela alguma vez encontrar sua pele, ela imediatamente retorna ao mar, deixando o marido definhar e morrer. Os machos levantam tempestades e erguem barcos para vingar a matança indiscriminada de focas.

Shellycoat - Um bogie escocês que assombra riachos de água doce e é enfeitado com conchas que fazem barulho quando ele se move. Ele tem prazer em enganar e confundir os viajantes e desencaminhá-los.

Sidhe, Sith ou Si (shee) - O nome gaélico para fairie, tanto na Irlanda quanto nas Terras Altas da Escócia. Seres muito altos que parecem brilhar ou parecer opalescentes. Os seres brilhantes pertencem ao reino terreno, enquanto os seres opalescentes pertencem ao mundo celestial. Como acontece com qualquer prática xamânica, existem três grandes mundos que podemos ver enquanto ainda estamos no corpo: o celestial, o terreno e o submundo.

Folk em movimento silencioso - As fadas escocesas que vivem em colinas verdes e nas montanhas das Terras Altas. Veja Still-folk.

Sleigh Beggey (trenó beargar) - O pequeno povo. Um nome dado às fadas na língua Manx.

Sluagh (slooa) - O mais formidável povo das fadas das Terras Altas. O anfitrião dos Mortos Imperdoáveis. Por alguns estudiosos, eles são considerados os anjos caídos, não os mortos, mas em geral seus relatos correspondem de perto àqueles dados por Alexander Carmichael em 'Carmina Gadelica'

Pequenos povos da Cornualha, o - As fadas às vezes eram faladas dessa maneira na Cornualha.

Fadas Solitárias - As fadas, que são principalmente criaturas malignas ou agourentas, compõem este grupo, embora possa haver alguns espíritos da natureza ou deuses minguados entre eles. Uma exceção é o Brownie e suas variantes - embora haja poucos grupos familiares entre os Brownies - alguns pensam que eles eram inaceitáveis ​​em Faeryland por causa de sua aparência irregular e descuidada, e que eles foram para a Corte Seelie quando estavam devidamente vestidos. No entanto, esta é apenas uma escola de pensamento sobre o assunto. Outras criaturas, como o Lepracaun, Pooka e Bean Si, também compõem este grupo.

Spriggans - Grotesco e de formato feio. Embora muito pequenos, eles têm a capacidade de se inflar em formas monstruosas, o que levou os humanos a acreditarem que eram fantasmas de velhos gigantes. Além de sua função útil como guardiões do tesouro da colina, os Spriggans são um grupo infame de vilões, ladrões habilidosos, totalmente destrutivos e muitas vezes perigosos. Eles são capazes de roubar casas humanas, sequestrar crianças (e deixar um repulsivo bebê Spriggan em troca) causando redemoinhos para destruir campos de milho, arruinando plantações e todos os tipos de outras travessuras desagradáveis.

Sprites - Um nome geral para fadas e outros espíritos como Sylphs e nerieds.

Still-Folk - O nome escocês para as fadas das Terras Altas. Veja Folk em Movimento Silencioso.

Eles mesmos, eles ou eles que estão nele - Os nomes manx mais comuns usados ​​no lugar da palavra & quotfairy & quot, que geralmente era considerada uma palavra de azar. Às vezes é dito que "se" são as almas daqueles que se afogaram no dilúvio de Noé.

Tiddy Ones, Tiddy Men ou Tiddy People - Os espíritos da natureza do fenman de Lincolnshire, também chamados de Yarthkins ou Estranhos. A maioria deles era indiferenciada, uma massa flutuante de influências e poderes, em vez de indivíduos. Aquele entre eles pessoalmente conhecido e quase amado foi o Tiddy Mun, que foi invocado em tempos de enchente para retirar as águas.

Tokolosh - Tokolosh, uma fada sul-africana, é um espírito taciturno que vive ao lado de riachos, jogando pedras na água nas noites tranquilas. Ele é famoso por assustar viajantes solitários, geralmente saltando sobre um pequeno animal ou pássaro e estrangulando-o de modo que o grito de pânico do pobre animal alarme o viajante. Ele é descrito como sendo algo parecido com um babuíno, mas menor e sem cauda, ​​e coberto com cabelo preto.

Trolls - Moradores das cavernas, fadas escandinavas que odeiam a luz do sol.

Agrupando Fay ou Faery - O Faery foi dividido em duas classes principais: tropas e solitárias. É uma distinção válida em todas as ilhas britânicas e, de fato, válida onde quer que as crenças das fadas sejam mantidas. O grupo de fay pode ser grande ou pequeno, amigável ou sinistro. Eles tendem a usar jaquetas verdes, enquanto o Solitary Faery usa jaquetas vermelhas. Eles podem variar desde o Heróico Fada ao perigoso e malévolo Sluagh, ou até Fadas Diminutivas que incluem os minúsculos espíritos da natureza que fazem os anéis das fadas com sua dança e aceleram o crescimento das flores.

Trows - Viva nas ilhas Shetland, semelhante aos trolls escandinavos e, como eles, tem aversão à luz do dia. Eles são frequentemente observados executando uma curiosa dança assimétrica chamada 'Henking'

Tylwyth Teg (terlooeth teig) - A família justa. O nome mais incomum para fadas galesas, embora às vezes sejam chamadas de Bendith Y Mammau, em uma tentativa de evitar suas atividades de sequestro invocando um nome eufemístico. Eles têm cabelos louros e adoram cabelos dourados. Eles dançam e fazem anéis de fadas. Eles são como os Daoine Sidhe, e vivem no subsolo ou embaixo d'água. As fadas donzelas são facilmente conquistadas como esposas e viverão com maridos humanos por algum tempo. O perigo de visitá-los em seu próprio país reside na miraculosa passagem do tempo em Faeryland. Eles dão riquezas aos seus favoritos, mas esses dons desaparecem quando falados sobre eles.

Corte Unseelie - Tribunal não abençoado Eles nunca são, em nenhuma circunstância, favoráveis ​​à humanidade. Eles compreendem o Slaugh, ou The Host, isto é, o bando dos mortos não santificados. A Corte Unseelie é a fada maligna da polaridade negativa, composta de fadas solitárias.

Urisk - é uma fada solitária escocesa que assombra piscinas solitárias. Freqüentemente, ele procura companhia humana, mas sua aparência peculiar aterroriza aqueles de quem se aproxima.

Verry Volk - O nome das fadas em Gower de Gales, pequenas pessoas vestidas de escarlate e verde.

Virikas - Com nunca mais de 45 centímetros de altura, essas desagradáveis ​​entidades espectrais podem ser reconhecidas por sua cor vermelha flamejante e seus dentes horrivelmente pontiagudos e manchados de sangue. Eles se reúnem fora das casas dos homens que logo morrerão e tagarelarão com entusiasmo. Para evitar isso, as pessoas podem erguer um pequeno santuário em sua homenagem e queimar presentes diários de flores e especiarias para eles.

Water Leaper - Ataca pescadores galeses.

Wee Folk - Um dos nomes escoceses e irlandeses para as fadas.

Senhoras brancas, o - O uso de Damas Brancas tanto para fantasmas quanto para fadas é uma indicação da estreita conexão entre as fadas e os mortos. As Damas Brancas eram descendentes diretas dos Tuatha De Danann.

Wichtlein - do sul da Alemanha se comportam da mesma maneira que os goblins. Eles anunciam a morte de um mineiro tocando três vezes. Quando um desastre está para acontecer, eles são ouvidos cavando, batendo e imitando o trabalho dos mineiros.

Will O 'the Wisp - Ninguém tem certeza do que são essas distantes bolas de fogo flutuantes, mas geralmente são associadas e às vezes são consideradas fadas nas Ilhas Britânicas. Às vezes, eles são considerados almas de crianças que morreram e gostam de causar danos.

Yakshas - Espíritos benevolentes da natureza, eles são os guardiões dos tesouros escondidos na terra e nas raízes das árvores. Seu governante é Kubera, que vive em uma montanha no Himalaia. Eles são divindades de cidades, distritos, lagos e poços, e acredita-se que tenham se originado de um culto dos antigos dravidianos.

Yann-an-Od - Velho pastor bondoso que cuida de ovelhas. Ele pode ter sido um rei das fadas. Ele é bastante tímido com os humanos.

Yumboes - Localizada na Ilha de Goree, ao sul da Península de Cabo Verde, no Senegal, na África Ocidental. Eles têm 60 centímetros de altura, pele perolada e cabelos prateados. Eles também são chamados de & quotBakhna Rakhna & quot, que se traduz em & quotThe Good People. & Quot. Eles gostam de dançar e festejar ao luar e vivem em magníficas residências subterrâneas nos Paps, grupos de colinas a cerca de três milhas da costa. Os hóspedes em suas casas relatam mesas ricamente decoradas e criados invisíveis, exceto por suas mãos e pés. Eles gostam de comer peixe.


Filmes baseados em contos de fadas antigos

Fantasy Adventure. O aclamado diretor Tim Burton traz seu estilo vivamente imaginativo ao amado clássico de Roald Dahl Charlie e a Fábrica de Chocolate, sobre o excêntrico chocolatier Willy Wonka (Depp) e Charlie, um menino de bom coração de uma família pobre que vive à sombra da extraordinária fábrica de Wonka . Há muito isolado de sua própria família, Wonka lança um concurso mundial para selecionar um herdeiro para seu império de doces. Cinco crianças sortudas, incluindo Charlie, sacam ingressos dourados das barras de chocolate Wonka e ganham uma visita guiada à lendária fábrica de doces que nenhum estranho viu em 15 anos. Deslumbrado por uma visão incrível após a outra, Charlie é atraído para o mundo fantástico de Wonka nesta história surpreendente e duradoura.

Atores: Angelina Jolie, Elle Fanning, Sharlto Copley

Malévola explora a história não contada da Disney e o vilão mais icônico do clássico A Bela Adormecida e os elementos de sua traição que acabam transformando seu coração puro em pedra. Impulsionada por vingança e um desejo feroz de proteger os mouros que ela preside, Malévola cruelmente coloca uma maldição irrevogável sobre o rei humano e a criança recém-nascida Aurora. Conforme a criança cresce, Aurora é pega no meio de um conflito fervilhante entre o reino da floresta que ela aprendeu a amar e o reino humano que guarda seu legado. Malévola percebe que Aurora pode ter a chave para a paz na terra e é forçada a tomar medidas drásticas que mudarão os dois mundos para sempre.

Atores: Nicholas Hoult, Eleanor Tomlinson, Ewan McGregor, Stanley Tucci, Ian McShane, Bill Nighy

Uma guerra milenar é reiniciada quando um jovem agricultor involuntariamente abre um portal entre o nosso mundo e uma temível raça de gigantes. Libertados na Terra pela primeira vez em séculos, os gigantes há muito banidos lutam para recuperar a terra que perderam, forçando o jovem Jack (Nicholas Hoult) a entrar na batalha de sua vida para detê-los. Lutando por um reino, seu povo e pelo amor de uma corajosa princesa, ele fica cara a cara com os guerreiros imparáveis ​​que ele pensava que só existiam na lenda. . . e tem a chance de se tornar uma lenda.

Atores: Matt Damon, Heath Ledger, Peter Stormare, Lena Headey, Monica Bellucci

Matt Damon e Heath Ledger se unem para trazer a você uma das aventuras mais fantásticas do ano neste conto mágico baseado na vida de lendários contadores de histórias. Will e Jake Grimm (Damon e Ledger) deslumbram pequenas cidades com seu folclore imaginativo e ilusões elaboradas, mas quando os irmãos viajam para uma floresta encantada real, eles encontram muitos dos personagens fantásticos e situações emocionantes encontradas em seus contos de fadas amados!

Atores: Amanda Seyfried, Gary Oldman

Valerie (Amanda Seyfried) está apaixonada pelo taciturno estranho Peter (Shiloh Fernandez), mas seus pais arranjaram para que ela se casasse com o rico Henry (Max Irons). Não querendo se perder, Valerie e Peter estão planejando fugir juntos quando descobrem que a irmã mais velha de Valerie foi morta pelo lobisomem que ronda a floresta escura ao redor de sua aldeia. Por anos, as pessoas mantiveram uma trégua incômoda com a besta, mas o lobo aumentou o risco tirando uma vida humana. Famintos por vingança, as pessoas chamam o famoso caçador de lobisomem, Padre Solomon (Gary Oldman), para ajudá-los a matar o lobo. Mas a chegada de Salomão traz consequências inesperadas, pois ele avisa que o lobo, que assume a forma humana durante o dia, pode ser qualquer um deles. O pânico toma conta da cidade quando Valerie descobre que ela tem uma conexão única com a besta - uma que inexoravelmente os aproxima, tornando-os suspeitos. e isca.

Atores: Mia Wasikowska, Johnny Depp, Anne Hathaway

Desça pela toca do coelho com Alice para uma aventura fantástica! Convidativo e mágico, Alice no país das maravilhas é uma reviravolta criativa em uma das histórias mais amadas de todos os tempos. Alice (Mia Wasikowska), agora com 19 anos, retorna ao mundo caprichoso em que entrou quando era criança e embarca em uma jornada para descobrir seu verdadeiro destino. Este País das Maravilhas é um mundo além da sua imaginação e diferente de tudo que você já viu antes. Os personagens extraordinários que você amou ganham vida mais ricos e coloridos do que nunca. Há o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp), a Rainha Branca (Anne Hathaway), a Rainha Vermelha (Helena Bonham Carter), o Coelho Branco (Michael Sheen) e muito mais. Uma experiência cinematográfica triunfante, Alice no país das maravilhas é um banquete incrível para seus olhos, ouvidos e coração que cativará públicos de todos os tamanhos.

Branca de Neve e O Caçador

Atores: Charlize Theron, Chris Hemsworth, Kristen Stewart, Bob Hoskins

Do produtor de Alice no país das maravilhas vem uma nova visão que transforma um conto lendário em um épico de ação e aventura. A malvada Rainha Ravenna (vencedor do Oscar e vencedora do regimento Charlize Theron) governará para sempre se puder tirar a vida de Branca de Neve (Kristen Stewart), então ela despacha o Caçador (Chris Hemsworth) para rastreá-la. Mas o perverso governante nunca imaginou que o Caçador treinaria a garota para se tornar uma guerreira valente, hábil na arte da guerra. Repleto de batalhas intensas e efeitos visuais espetaculares, Snow White & amp the Huntsman é uma experiência emocionante que não pode ser perdida & rdquo & ndash Shawn Edwards, Fox-TV.

Atores: Meryl Streep, Emily Blunt, Anna Kendrick, Chris Pine, Johnny Depp

Into the Woods é uma reviravolta moderna nos amados contos de fadas dos Irmãos Grimm, entrelaçando os enredos de algumas histórias de escolha e explorando as consequências dos desejos e buscas dos personagens & rsquo. Este musical bem-humorado e sincero segue os contos clássicos de Cinderela (Anna Kendrick), Chapeuzinho Vermelho (Lilla Crawford), Jack e o pé de feijão (Daniel Huttlestone) e Rapunzel (MacKenzie Mauzy) e mdashall unidos por uma história original envolvendo um padeiro e sua esposa (James Corden e Emily Blunt), o desejo de formar uma família e a interação com a bruxa (Meryl Streep) que os amaldiçoou. Rob Marshall, o talentoso cineasta por trás do Oscar & ldquoChicago & rdquo e Disney & rsquos & ldquoPirates of the Caribbean: On Stranger Tides & rdquo comanda o filme, que é baseado no musical original vencedor do Tony & ldquoChicago & rdquo, que também escreveu o roteiro, e o lendário compositor Stephen Sondheim, que fornece a música e as letras.

Alice através do espelho

Atores: Mia Wasikowska, Johnny Depp, Anne Hathaway, Sacha Baron Cohen

Alice (Mia Wasikowska) passou os últimos anos seguindo os passos de seu pai e rsquos e navegando em alto mar. Ao retornar a Londres, ela se depara com um espelho mágico e retorna ao reino fantástico do Mundo Subterrâneo e seus amigos. Lá ela descobre que o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp) perdeu sua grandeza, então a Rainha Branca (Anne Hathaway) a envia em uma missão para pegar emprestada a Cronosfera, um globo metálico dentro da câmara do Grande Relógio que dá energia a todos os tempos. Voltando ao passado, ela embarca em uma corrida perigosa para salvar o Chapeleiro antes que o tempo acabe.

João e Maria: caçadores de bruxas

Atores: Jeremy Renner, Gemma Arterton, Famke Janssen, Peter Stormare

Depois de sentir o gosto pelo sangue quando crianças, Hansel (Jeremy Renner) e Gretel (Gemma Arterton) se tornaram os melhores vigilantes, o inferno inclinado à retribuição. Agora, sem o conhecimento deles, Hansel e Gretel se tornaram os caçados e devem enfrentar um mal muito maior do que as bruxas. seu passado.

Charlie e a fábrica de chocolate

Fantasy Adventure. O aclamado diretor Tim Burton traz seu estilo vivamente imaginativo para o amado clássico de Roald Dahl Charlie e a Fábrica de Chocolate, sobre o excêntrico chocolatier Willy Wonka (Depp) e Charlie, um menino de bom coração de uma família pobre que vive à sombra da extraordinária fábrica de Wonka . Há muito isolado de sua própria família, Wonka lança um concurso mundial para selecionar um herdeiro para seu império de doces. Cinco crianças sortudas, incluindo Charlie, sacam ingressos dourados das barras de chocolate Wonka e ganham uma visita guiada à lendária fábrica de doces que nenhum estranho viu em 15 anos. Deslumbrado por uma visão incrível após a outra, Charlie é atraído para o mundo fantástico de Wonka nesta história surpreendente e duradoura.


Folclore e mitologia Textos Eletrônicos

    Folk and Mythology Electronic Texts, página 2.

    . Os alienígenas nessas lendas não são homens do espaço sideral, mas o povo subterrâneo: fadas, trolls, elfos e semelhantes.
    1. A Noiva Recuperada (Irlanda).
    2. Tirada por Good People (Irlanda).
    3. Vinte anos com boas pessoas (Irlanda).
    4. Ethna, a Noiva (Irlanda).
    5. Jamie Freel and the Young Lady (Irlanda).
    6. Ned the Jockey (País de Gales).
    7. O Velho e as Fadas (País de Gales).
    8. Uma visita a Fairyland (País de Gales).
    9. Quatro anos em Faery (Ilha de Man).
    10. A esposa perdida de Ballaleece (Ilha de Man).
    11. On Fairies (Inglaterra).
    12. The Lost Child (Inglaterra).
    13. The Fairies 'Hill (Escócia).
    14. The Stolen Lady (Escócia).
    15. Tocando os Elementos (Ilhas Shetland).
    16. A Noiva Envelhecida (Dinamarca).
    17. Um ferreiro resgata uma mulher capturada de um troll (Dinamarca).
    18. A Ninfa do Mar (Suécia).
  1. Os três conselhos (Irlanda).
  2. Os três conselhos que o rei de solas vermelhas deu a seu filho (Irlanda).
  3. O Highlander recebe três conselhos do fazendeiro inglês (Escócia).
  4. As três admoestações (Itália).
  5. O Príncipe que Adquiriu Sabedoria (Índia).
    . A versão clássica de Joseph Jacobs de 82 fábulas e incluída na Harvard Classics, vol. 17, parte 1. Este site faz parte do Great Books Online: bartleby.com. , editado por John R. Long. . Uma seleção de fábulas que retratam a relação entre crianças e adultos.
  1. Velhos nas fábulas de Esopo.
  1. The Broken Pot (Índia, O Panchatantra).
  2. O Pobre Homem e o Frasco de Óleo (Índia, Bidpai).
  3. A história do devoto que derramou o pote de mel e óleo (Índia / Pérsia).
  4. O que aconteceu com o asceta quando ele perdeu o mel e o óleo (Kalilah e Dimnah).
  5. O Daydreamer (Índia, Cecil Henry Bompas).
  6. Sheik Chilli (Índia, Alice Elizabeth Dracott).
  7. O faquir e seu pote de manteiga (1001 noites).
  8. O conto do barbeiro de seu quinto irmão (1001 noites).
  9. Sonhando acordado (1001 noites, recontado por Joseph Jacobs).
  10. A leiteira e seu balde (Esopo).
  11. História de uma velha levando leite para o mercado em um vaso de barro (França, Jacques de Vitry).
  12. O que aconteceu a uma mulher chamada Truhana (Espanha, Príncipe Don Juan Manuel).
  13. A leiteira e o pote de leite (França, Jean de La Fontaine).
  14. Lazy Heinz (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  15. Lean Lisa (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  16. Buttermilk Jack (Inglaterra, Thomas Hughes).
  17. O Rapaz e a Raposa (Suécia, Gabriel Djurklou).
  18. O camponês e os pepinos (Rússia, Leão Tolstói).
  19. The Milkmaid and Her Bucket (EUA, Ambrose Bierce).
  20. The $ 30,000 Bequest (EUA, Mark Twain).
  1. The Quary Thieves (recontado por Andrew Lang).
  2. Ali Baba e os Quarenta Ladrões (traduzido por Richard F. Burton).

de Gesta Danorum de Saxo Grammaticus. Este relato, escrito por volta de 1185, mas baseado na tradição oral mais antiga, descreve os mesmos jogadores e eventos que foram imortalizados por William Shakespeare em seu A Tragédia de Hamlet, Príncipe da Dinamarca, escrito por volta de 1602.

  1. Hans Christian Andersen: Contos de fadas e histórias. Uma excelente home page com o escritor mais famoso da Dinamarca. Estão incluídos aqui uma lista cronológica dos contos de fadas folclóricos de Andersen, textos eletrônicos da maioria das histórias e links para informações adicionais.
  2. A página inicial da H. C. Andersen. Links para as obras de Andersen em dinamarquês. Este site é patrocinado pela Biblioteca Real Dinamarquesa. , um tesouro de informações (em dinamarquês e em inglês) do H. C. Andersen Centre em Odense, Dinamarca.
  1. Androcles (Esopo).
  2. O Escravo e o Leão (Esopo).
  3. Androcles e o Leão (Joseph Jacobs).
  4. O Leão e o Santo [São Jerônimo] (Andrew Lang).
  5. Da Lembrança dos Benefícios (Gesta Romanorum).
  6. O Leão e o Espinho (Ambrose Bierce).
  1. Esposa do Macaco Chonguita (Filipinas).
  2. The Dog Bride (Índia).
  3. O Gato Que Se Tornou Rainha (Índia).
  4. The Mouse Maiden (Sri Lanka).
  5. A Pele do Sapo (Geórgia).
  6. O Sapo Tsarevna (Rússia).
  7. The Frog (Áustria / Itália).
  8. O Noivo do Sapo (Alemanha).
  9. Boneca na grama (Noruega).
  10. The She-Wolf (Croácia).
  11. Links para contos adicionais do tipo 402.
  1. O urso que se casou com uma mulher (Tsimshian).
  2. A garota que se casou com o corvo (Thompson [Ntlakyapamuk]).
  3. A mulher que se tornou um cavalo (Thompson [Ntlakyapamuk]).
  4. A Mulher Que Virou Cavalo (Skidi Pawnee).
  5. A Mulher Urso (Okanagon).
  6. O Homem Peixe (Salish).
  7. O homem que se casou com um urso (Nez Perc & eacute).
  8. Da mulher que amou uma serpente que viveu em um lago (Passamaquoddy).
  1. A Fábula da Formiga e da Sygalle [Cigala, Gafanhoto] (Esopo, Caxton, 1484).
  2. An Ant and a Grasshopper (Anianus, L'Estrange, 1692).
  3. Uma formiga, anteriormente um homem (Aesop, L'Estrange, 1692).
  4. A formiga e o gafanhoto (Esopo, Croxall, 1775).
  5. A formiga e o gafanhoto (Aesop, Bewick, 1818).
  6. A formiga e o gafanhoto (Aesop, James, 1848).
  7. The Ant and the Grasshopper (Aesop, Jacobs, 1894).
  8. The Grasshopper and the Ants (Aesop, Jones, 1912).
  9. O gafanhoto e a formiga (La Fontaine, 1668).
  10. O gafanhoto e a formiga (Ambrose Bierce, 1899).
  11. As formigas e o gafanhoto (Ambrose Bierce, 1899).
  12. The Story of the Little Red Hen (EUA, 1874).
  1. A Pedra dos Judeus (Áustria).
  2. A garota que foi morta por judeus (Alemanha).
  3. Pfefferkorn, o judeu em Halle (Alemanha).
  4. A Expulsão dos Judeus da Prússia (Alemanha).
  5. Os Filhos Sangrentos dos Judeus (Alemanha).
  6. O Judeu Preso em Magdeburg (Alemanha).
  7. A Capela do Corpo Santo em Magdeburg (Alemanha).
  8. O Judeu Perdido (Alemanha).
  9. A História de Judas (Itália).
  10. Malchus na Coluna (Itália).
  11. Buttadeu (Sicília).
  12. O Judeu Eterno no Matterhorn (Suíça).
  13. O Judeu nos Espinhos (Alemanha).
  1. Concepção e nascimento de Arthur.
  2. Arthur é o rei escolhido.
  3. Arthur recebe a Espada Excalibur da Senhora do Lago.
  4. Arthur casa-se com Guinevere.
  5. Arthur mata um gigante no Mont-Saint-Michel.
  6. Traição de Mordred.
  7. Morte de Arthur.
  • Histórias carecas: contos populares sobre homens calvos.
    1. Um homem e duas esposas (Aesop - L'Estrange, tipo 1394).
    2. O Homem e Suas Duas Esposas (Aesop - Jacobs, tipo 1394).
    3. O homem de meia-idade entre duas idades e suas duas amantes (Jean de La Fontaine, tipo 1394).
    4. A Peruca De Um Cavaleiro Explodida (Avianus).
    5. O Careca e a Mosca (Esopo, tipo 1586).
    6. O pedante, o careca e o barbeiro (Europa, tipo 1284).
    7. O Tolo Careca e o Tolo Que O Pelotou (Índia).
    8. O Calvo e o Restaurador do Cabelo (Índia).
    9. Como São Pedro Perdeu o Cabelo (Alemanha, tipo 774J).
    10. Old Hanrahan (Irlanda).
    11. Como o Sr. Buzzard pode ter uma cabeça calva (afro-americano).
  1. Peer Gynt e os Trolls (Noruega).
  2. O gato no Dovrefjell (Noruega).
  3. O Gato de Norrhult (Suécia).
  4. O Troll e o Urso (Dinamarca).
  5. O Kobold e o Urso Polar (Alemanha).
  6. The Cat Mill (Alemanha).
  7. O Water Nix no moinho de óleo perto de Frauendorf (Alemanha).
  8. O Homem da Água (Morávia).
  9. Kelpie e o Javali (Escócia).
  1. Pele de urso (Hans Jakob Christoffel von Grimmelshausen, Alemanha).
  2. Pele de urso (Jacob e Wilhelm Grimm, Alemanha).
  3. O Diabo como Parceiro (Suíça).
  4. Hell's Gatekeeper (Áustria).
  5. Never-Wash (Rússia).
  6. Don Giovanni de la Fortuna (Sicília).
  7. A recompensa da bondade (Filipinas).
  8. Tabernáculo do Rei (País de Gales).

    . Contos populares do tipo 207C, nos quais uma serpente ou um cavalo velho abandonado obtém justiça puxando uma corda de sino.
    1. Da vicissitude de tudo o que é bom e, especialmente, de uma justiça justa (Gesta Romanorum).
    2. O Imperador Carlos Magno e a Serpente (Suíça).
    3. O Sino de Atri (Henry Wadsworth Longfellow, Tales of a Wayside Inn).
    4. The Dumb Plaintiff (Alemanha).

  1. Piscina Bomere (1) (Shropshire).
  2. Piscina Bomere (2) (Shropshire).
  3. Kentsham Bell (Herefordshire).
  4. A Sereia de Marden (Herefordshire).
  5. Igreja dos Sinos de Forrabury (Cornualha).
  6. O Bosham Bell (Sussex).
  7. The Whitby Abbey Bells (Yorkshire).
  8. Whitby: Submarine Bells (Yorkshire).
  9. O carrilhão enterrado (Yorkshire).
  10. A Legend of Semewater (Yorkshire).
  11. Simmerwater [Semerwater] (Yorkshire).
  12. Os sinos de Brinkburn (1) (Northumberland).
  13. Os sinos de Brinkburn (2) (Northumberland).
  14. Rostherne Mere (Cheshire).
  15. A Legend of Rostherne Mere (Cheshire).

, um conto de trapaceiro clássico do tipo 1535 da Noruega.

  1. O pastor de porcos que se casou com uma princesa (Europa).
  2. As marcas de nascença da princesa (Dinamarca).
  3. O Menino Porco e a Princesa (Alemanha).
  4. A filha do nobre e o pastor (Alemanha).
  5. Três cabelos dourados (Wendish).
  6. A filha do imperador e o pastor de porcos (eslavo).
  7. O pastor e a filha do rei (Sérvia).
  8. The Enchanted Lambs (Russia).
  9. O Príncipe Mais Jovem e a Princesa Mais Jovem (Hungria).
  10. Os rivais (Bucovina).
  11. The Pearl Queen (Alemanha).
  12. O pastor de suínos (Hans Christian Andersen).
  13. O Pequeno Alfaiate Inteligente (Jacob e Wilhelm Grimm).
  1. Os cegos e o elefante (The Ud & # 257na).
  2. Sobre os homens cegos e o caso do elefante (Sanai, O Jardim Fechado da Verdade).
  3. Todas as religiões conduzem a Deus: quatro homens cegos e um elefante (Ramakrishna)
  4. Os cegos e o elefante: uma fábula hindu (John Godfrey Saxe).
  5. O rei e os elefantes (Leo Tolstoy).

, um conto popular europeu do tipo 303.

  1. A Luz Azul (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  2. The Deserter with the Tinderbox (Áustria, J. R. B & uumlnker).
  3. O Homem de Ferro (Alemanha, August Ey).
  4. Os Três Cães (Alemanha, Georg Schambach e Wilhelm M & uumlller).
  5. O Soldado e a Caixa de Fogo (Alemanha, Wilhelm Busch).
  6. Os gigantes e o Tinderbox (Alemanha, Heinrich Pr & oumlhle).
  7. A flauta transversal (Alemanha, Carl e Theodor Colshorn).
  8. The Tinderbox (Dinamarca, Hans Christian Andersen).
  9. Lars, meu rapaz! (Suécia, G. Djurklo).
  10. Sir Buzz (Índia, Flora Annie Steel).
  1. Bluebeard (França, Charles Perrault).
  2. King Bluebeard (Alemanha).
  3. Don Firriulieddu (Itália).
  4. O menino e seus cães (afro-americano, Joel Chandler Harris).
  5. Blue-Beard (Carolina do Norte, EUA).
  6. O pretendente escolhido (Antígua, Índias Ocidentais Britânicas).
  7. A garota brahman que se casou com um tigre (Índia).

. Um conto popular da Noruega, coletado em meados do século XIX por Peter Christen Asbj & oslashrnsen e J & oslashrgen Moe. O cinto mágico neste conto é uma reminiscência do cinto de força do deus nórdico Thor, conforme descrito em The Prose Edda de Snorri Sturluson.

  1. The Decameron Web. Patrocinado pelo Departamento de Estudos Italianos da Brown University. . Contos do tipo 1678.. Contos do tipo 1423.
  2. A parábola dos três anéis. Contos do tipo 920E. (digite 887).
  1. Definições de dicionário.
  2. Monstros imaginários (Inglaterra).
  3. Nomes de duendes (Inglaterra).
  4. Peg Powler (Inglaterra).
  5. The Bogey Man (Inglaterra).
  6. The Fairies (Irlanda).
  7. Uma rima que dizemos enquanto pulamos (Irlanda).
  8. O Caçador Noturno (Alemanha).
  9. The Rye-Mother (Alemanha).
  10. Frau Trude (Alemanha).
  11. Salão da Madre Hinne (Alemanha).
  12. Crianças assustadoras (Alemanha).
  13. Butzemann (Alemanha).
  14. O diabo pega uma criança (Áustria).
  15. O Pai de Coração Duro (Áustria).
  1. Filippo Balducci e seu filho (abstraído de The Decameron por Giovanni Boccaccio).
  2. Um jovem monge queria ter um ganso (Alemanha).
  3. Um jovem inexperiente (Itália, The Faceti & aelig de Poggio).
  1. O Peido Histórico (1001 noites).
  2. O Hodja como enviado aos curdos (Turquia).
  3. Como até Eulenspiegel se tornou Aprendiz de Furrier (Alemanha).
  4. Till Eulenspiegel e o Innkeeper em Colônia (Alemanha).
  1. Os Músicos da Cidade de Bremen (Alemanha).
  2. O ladrão e os animais da fazenda (Alemanha / Suíça).
  3. A Ovelha e o Porco Que Montaram Casa (Noruega).
  4. Os Animais e o Diabo (Finlândia).
  5. Os coristas de São Gudule (Flandres).
  6. A História do Animal de Estimação Branco (Escócia).
  7. The Bull, the Tup, the Cock, and the Steg (Inglaterra).
  8. Jack e seus camaradas (Irlanda).
  9. Como Jack foi buscar sua fortuna, versão 1 (EUA).
  10. Como Jack foi buscar sua fortuna, versão 2 (EUA).
  11. O Cachorro, o Gato, o Asno e o Galo (EUA).
  12. Benibaire (Espanha).
  13. A recompensa do mundo (África do Sul).
  1. The Hurds (tipo 1451, Alemanha).
  2. Escolhendo uma Noiva (tipo 1452, Alemanha).
  3. O Teste do Queijo (tipo 1452, Suíça).
  4. A Chave do Armazém na Roca (tipo 1453, Noruega).
  5. O pretendente (tipos 1450, 1453 e 1457 na Dinamarca).

The Blood Brothers, um conto popular europeu do tipo 303.

  1. As Sete Pombas (Itália, Giambattista Basile).
  2. A Maldição das Sete Crianças (Itália).
  3. Os Irmãos Enfeitiçados (Romênia).
  4. Os Doze Irmãos (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  5. Os Sete Corvos (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  6. Os Seis Cisnes (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  7. Os Doze Patos Selvagens (Noruega, Peter Christen Asbj & oslashrnsen e J & oslashrgen Engebretsen Moe).
  8. Os Cisnes Selvagens (Dinamarca, Hans Christian Andersen).
  9. A irmã mais nova: a história de Suyettar e os nove irmãos (Finlândia).
  10. Os Doze Gansos Selvagens (Irlanda).
  11. A irmã e seus sete irmãos (basco).
  12. Udea e seus sete irmãos (Líbia).
    . Escrituras e contos populares.
    1. Caim e Abel (Gênesis).
    2. A História dos Dois Filhos de Adão (O Alcorão).
    3. Caim e Abel (lenda judaica).
    4. Kabil e Habil (Palestina).
    5. Caim e Abel (Turquia).
    6. Caim e Abel (Turquia [armênio]).
    7. Abel e Caim (Itália).
    8. A primeira sepultura (Polônia).
    9. Os Tesouros de Caim (Romênia).
  1. Gato e rato em parceria (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm), tipo 15.
  2. Mouse e Mouser (Inglaterra), digite 111.
  3. Belling the Cat (Aesop), digite 110.
  4. O Gato e os Ratos (Esopo), digite 113 *.
  5. O gato hipócrita (Tibete), tipo 113B.
  6. O gato e os ratos (Tibete), digite 113B.
  7. O gato como homem santo (Palestina), digite 113B.
  8. O Town Mouse e o Field Mouse (Romênia), tipos 112 e 113B.
  9. O Cão, o Gato e o Rato (Romênia), digite 200.
  10. O Gato e o Rato (Inglaterra), digite 2034.
  11. Gato e rato (Alemanha), digite 2034.
  12. Por que o gato mata ratos (Nigéria).

, um conto popular da Itália do tipo 333A sobre uma menina descuidada que é devorada por uma bruxa.

  1. Piolho e Pulginha (Alemanha).
  2. Titty Mouse e Tatty Mouse (Inglaterra).
  3. O Galo Que Caiu na Cuba de Fabricação (Noruega).
  4. O Gato e o Rato (Itália).
  5. A morte e o enterro do pobre Hen-Sparrow (Paquistão).
  1. The Pancake (Noruega).
  2. The Runaway Pancake (Alemanha).
  3. The Thick, Fat Pancake (Alemanha).
  4. Dathera Dad (Inglaterra).
  5. O Bolo Maravilhoso (Irlanda).
  6. The Wee Bunnock (Escócia [Ayrshire]).
  7. The Wee Bannock (Escócia [Dumfriesshire]).
  8. The Wee Bannock (Escócia [Selkirkshire]).
  9. A Raposa e o Pequeno Bonnach (Escócia).
  10. The Gingerbread Boy (EUA).
  11. The Johnny-Cake (EUA).
  12. The Little Cakeen (EUA).
  13. O Diabo na Assadeira (Rússia).
  1. A velha e seu porco (Inglaterra).
  2. Moorachug e Meenachug (Escócia).
  3. A esposa e seu arbusto de bagas (Escócia).
  4. The Wifie an Her Kidie (Escócia).
  5. Babá que não quis ir para casa para jantar (Noruega).
  1. O rato transformado procura um noivo (Índia).
  2. A Story on Caste (Índia).
  3. Os ratos e sua filha (Japão).
  4. A Bridegroom for Miss Mole (Coréia).
  5. O marido mais poderoso do mundo (França do Norte da África).
  6. O Ratão que Procurou uma Mulher (Marie de France).
  7. O rato se metamorfoseou em uma empregada doméstica (Jean de La Fontaine).
  8. A história do rato e sua jornada para Deus (Romênia).
  1. A lebre tímida e a fuga das feras (Índia).
  2. O vôo das feras (Tibete).
  3. The Story of Chicken-Licken (Inglaterra).
  4. Henny-Penny e seus companheiros de viagem (Escócia).
  5. Henny-Penny (Inglaterra / Austrália).
  6. O Fim do Mundo (Irlanda)
  7. O galo e a galinha que foram para Dovrefjell (Noruega).
  8. O pequeno frango Kluk e seus companheiros (Dinamarca).
  9. O Fim do Mundo (Flandres).
  10. O irmão Coelho faz alguns exercícios (afro-americano).

(brincadeiras infantis com narrativas de contos em cadeia.

  1. Mudanças: um ensaio de D. L. Ashliman. . Um poema de James Russell Lowell.
  2. O Changeling. Uma balada de John Greenleaf Whittier.
  3. Lendas trocadas das Ilhas Britânicas. Histórias da Inglaterra, País de Gales, Ilha de Man, Escócia e Irlanda.
  4. Lendas alemãs dos trocados. Histórias de países de língua alemã. . Histórias da Suécia, Noruega, Dinamarca, Ilhas Faroe e Islândia.
  1. Cura para entorse (Irlanda).
  2. Thread de entorse (Irlanda).
  3. Straining Thread (Irlanda).
  4. The Wristing or Wresting Thread (Ilhas Orkney).
  5. Quando uma pessoa sofreu uma entorse (Ilhas Shetland).
  6. Link para o segundo Incantation Merseburg - Merseburger Zauberspruch - (Alemanha).
  1. Salomão e as Duas Mulheres (Bíblia, Primeiro Livro dos Reis).
  2. O Iugement do kynge Salamon (Geoffroy de La Tour Landry).
  3. O futuro Buda como um juiz sábio (Os contos de Jataka).
  4. A questão sobre o filho (Ummaga Jataka).
  5. O Brahman e suas duas esposas (conto popular em télugo).
  1. The Cinder Maid (reconstruído a partir de várias fontes europeias por Joseph Jacobs).
  2. Cinderela ou, The Little Glass Slipper (França).
  3. Cinderela (Alemanha).
  4. Katie Woodencloak (Noruega).
  5. O Jarro Quebrado (Inglaterra).
  6. Ashey Pelt (Irlanda).
  7. Fair, Brown e Trembling (Irlanda).
  8. O Carneiro Cinzento Afiado (Escócia).
  9. Rashin-Coatie (Escócia).
  10. O Gato-lar (Portugal).
  11. Cinderela (Itália).
  12. Little Saddleslut (Grécia).
  13. Conkiajgharuna, a Pequena Rag Girl (Geórgia).
  14. Pepelyouga (Sérvia).
  15. The Wonderful Birch (Rússia).
  16. O Baba Yaga (Rússia).
  17. A Madrasta Má (Caxemira).
  18. Maria e o chinelo dourado (Filipinas).
  19. The Poor Turkey Girl (nativo americano, Zuni).
  20. O rebanho de perus (nativo americano, Zuni).
  21. The Indian Cinderella (Native American).
  22. Link para The Green Knight (Dinamarca).
  23. Link para o pai que queria se casar com sua filha. Contos populares do tipo 510B.
  1. As roupas do Brahman (Índia).
  2. Nasreddin Hodja em um festival nupcial (Turquia).
  3. Coma, minhas roupas! (Itália).
  4. Heróis que pareciam quando estavam vestidos (Islândia).
  1. Boné Branco (Islândia).
  2. O Sudário (Rússia).
  3. O Fígado Roubado (Polônia).
  4. Ahlemann (Alemanha).
  5. O Homem da Forca (Alemanha).
  6. O vestido de enterro (Alemanha).
  7. The Audacious Girl (Alemanha).
  8. A Perna de Ouro (Alemanha).
  9. Saddaedda (Itália).
  10. O Braço de Ouro (Inglaterra).
  11. A Taça de Ouro (Inglaterra).
  12. Teeny-Tiny (Inglaterra).
  13. Dê-me meus dentes (Inglaterra).
  14. O Velho na Casa Branca (Inglaterra).
  15. A Ghost Story (afro-americano, Joel Chandler Harris).
  16. Como contar uma história: o braço de ouro (afro-americano, Mark Twain).
  1. The Cruel Crane Ultrapassado (Índia, O Jataka).
  2. A garça que gostava de carne de caranguejo (Índia, O Panchatantra).
  3. A garça e o caranguejo (Índia, O livro de Kalilah e Dimnah).
  4. The Crane and the Makara (Índia, The Kath & aacute Sarit S & aacutegara).
  5. O Booby e o Caranguejo (Índia, O Hitopadesa).
  6. O guindaste e o peixe (Índia).
  7. O guindaste, o caranguejo e os peixes (Índia).
  8. O Castigo do Pelicano (Malásia).
  9. A garça e o caranguejo (Sri Lanka).
  10. A história de um peixe no lago (As 1001 Noites).
  11. Os peixes e o corvo-marinho (Jean de La Fontaine).
  12. A garça, os peixes e o caranguejo (Leo Tolstoi).

    .
    1. A construção da Terra.
    2. Idiomas confusos em uma montanha.
    3. Ordem de Vida e Morte.
    4. Por que as pessoas morrem para sempre.
    5. O primeiro casamento.
    6. O velho lidera uma migração.
    7. Velho e o Grande Espírito.

  1. Como o mundo foi feito.
  2. A Criação (Igorot).
  3. Como a Lua e as Estrelas surgiram (Bukidnon).
  4. Origem (Bagobo).
  5. A História da Criação (Bilaan).
  6. No começo (Bilaan).
  7. Os Filhos do Limokon (Mandaya).
  8. A História da Criação (Tagalog).
  1. A Origem do Wrekin (Inglaterra).
  2. Bomere Pool (Inglaterra).
  3. A Origem do Lago Tis (Dinamarca).
  4. A Origem da Ilha Hiddensee (Alemanha).
  1. Origem das Pessoas Ocultas (Islândia).
  2. Quando Satanás foi expulso do céu (Suécia).
  3. Origem do povo subterrâneo em Amrum (Alemanha).
  4. Origem dos Espíritos Elementais na Boêmia (Boêmia).
  5. Origem das Fadas (País de Gales).
  1. O Fazendeiro e o Diabo na Ilha dos Popefigs (França, Fran & ccedilois Rabelais).
  2. O Troll enganado (Dinamarca).
  3. O Urso e a Raposa fazem parceria (Noruega).
  4. A raposa e o lobo plantam aveia e batata (Escócia).
  5. O fazendeiro e o bicho-papão (Inglaterra).
  6. O Bogie e o Fazendeiro (Inglaterra).
  7. Jack o 'Kent e o Diabo: The Tops and the Butts (Inglaterra).
  8. Th 'Man an' th 'Boggard (Inglaterra).
  9. Paddy Always on Top (Irlanda).
  10. Acima do solo e sob o solo (EUA).
  11. O Camponês e o Diabo (Alemanha).
  12. São João e o Diabo (Itália / Áustria).
  13. O camponês e o urso (Rússia).
  14. Mercúrio e o Viajante (Esopo).

, conforme registrado pelo escritor romano Lucius Apuleius.

    . Contos do tipo 592.
    1. O Judeu nos Espinhos (Alemanha).
    2. Eles dançam ao som do cachimbo (Áustria).
    3. Little Freddy and His Fiddle (Noruega).
    4. Os Dons do Mágico (Finlândia).
    5. Jack Horner Magic Pipes (Inglaterra).
    6. O Friar e o Menino (Inglaterra).
    7. The Golden Harp (País de Gales).
    8. Cecilio, o Servo de Emilio (Filipinas).
    9. Cochinango (Filipinas).
  1. A parábola da semente de mostarda (uma parábola budista).
  2. A morte de um neto muito querido (uma parábola budista de O udana).
  3. Ubbiri: Por que chorar pelas oitenta e quatro mil filhas (uma parábola budista).
  4. A camisa do enterro (Jacob e Wilhelm Grimm).
  5. Lágrimas de uma mãe (Thomas de Cantimpr & eacute).
  6. Let the Dead Rest (Alemanha).
  7. Mães Enlutadas (Alemanha).
  8. The Sad Little Angel (Alemanha).
  9. Pesar excessivo pelos mortos (Inglaterra).
  1. A criança de Torke está morta / A criança de Kilian está morta (Alemanha).
  2. H & uumlbel e Habel (Alemanha).
  3. Prilling and Pralling Is Dead (Alemanha).
  4. Pingel está morto! (Alemanha).
  5. A Garota Desconhecida (Alemanha).
  6. Rei Pippe está morto! (Dinamarca).
  7. O Troll que se transformou em gato (Dinamarca).
  8. O Cat of the Carman's Stage (Irlanda).
  9. O Rei dos Gatos (Irlanda).
  10. O Rei dos Gatos (Escócia).
  11. O Rei dos Gatos (Inglaterra).
  12. Dildrum, Rei dos Gatos (Inglaterra).
  13. Mally Dixon (Inglaterra).
  14. Gato de Johnny Reed (Inglaterra).
  15. Le Petit Colin (Guernsey).

, uma lenda folclórica da Suíça com um final bastante diferente do conhecido conto de fadas "Branca de Neve e os Sete Anões" dos irmãos Grimm.

  1. Death's Messengers (recontado por D. L. Ashliman).
  2. Mensageiros da Morte (Hans Wilhelm Kirchhof, Wendunmuth).
  3. Mensageiros da Morte (Jacob e Wilhelm Grimm).
  4. Um velho que estava disposto a adiar a morte (Laurentius Abstemius).
  5. Nosso Senhor e o Pai da Igreja (Transilvânia).
  6. O Velho e o Médico (Rumi, The Masnavi).
  7. Spanish Moss (Geórgia, EUA).
  1. Como o diabo se casou com três irmãs (Itália).
  2. O sapateiro e suas três filhas (basco).
  3. Sua galinha está na montanha (Noruega).
  4. Fitcher's Bird (Alemanha).
  5. A Noiva da Lebre (Alemanha).
  6. Os três baús: a história do velho malvado do mar (Finlândia).
  7. The Widow and Her Daughters (Escócia).
  8. Peerifool (Escócia).
  9. A Sala Secreta (EUA).
  10. Zerendac (Palestina).
  11. A Noiva do Tigre (Índia).
  1. Michael Scott (Escócia).
  2. Mitchell Scott (Inglaterra).
  3. Donald Duival e o Diabo (Inglaterra).
  4. A Wild Legend (Escócia).
  5. O diabo e o mestre-escola em Cockerham (Inglaterra).
  6. Tregeagle (Inglaterra).
  7. The Devil's Mill (Irlanda).
  8. O sapateiro, o alfaiate e o marinheiro (Alemanha).
  9. The Cheated Devil (Alemanha).
  1. The Brahmar & acirckshas and the Hair (Índia)
  2. Tapai e o Brahman (Índia)
  3. O Diabo e o Fazendeiro (Inglaterra)
  4. Enganando o Diabo (Alemanha)
  1. Ridicularizando o Diabo (Martinho Lutero).
  2. O Camponês e o Diabo (Martin Montanus).
  3. Fart de Timmermann (Alemanha).
  4. Enganando o Diabo (Alemanha).
  5. The Cheated Devil (Alemanha).
  6. O nó quadrado (Prússia Oriental).
  7. A Story (Irlanda).
  8. Uma história engraçada (Irlanda).
  1. A ponte Sachsenh & aumluser em Frankfurt (Alemanha).
  2. Catedral e ponte de Bamberg (Alemanha).
  3. A Ponte do Diabo no Lago Galenbeck (Alemanha).
  4. A Ponte do Diabo (Áustria).
  5. A ponte Taugl (Áustria).
  6. A Ponte do Diabo (Suíça).
  7. A Ponte do Diabo (Suíça / França).
  8. A Lenda da Ponte do Diabo (Toscana, Itália).
  9. A Ponte do Diabo em Martorell (Catalunha, Espanha).
  10. A Ponte do Diabo em Cardiganshire (País de Gales).
  11. A Ponte do Diabo (País de Gales).
  12. A Ponte do Diabo (País de Gales).
  13. A Ponte do Diabo em Kirkby (Inglaterra).
  14. A ponte em Kentchurch (Inglaterra).
  15. A Ponte do Diabo (Inglaterra).
  16. Ponte de Kilgrim (Inglaterra).
  1. O Miller e o Alfaiate (Inglaterra).
  2. The Bag of Nuts (Derbyshire, Inglaterra).
  3. Saco de Nozes de Mãe Elston (Devonshire, Inglaterra).
  4. Tom Daly e o Fantasma Comedor de Nozes (Irlanda).
  5. Dividing the Souls (Virgínia, EUA).
  6. Dividing the Souls (Carolina do Norte, EUA).
  1. O sapateiro que se tornou médico (atribuído a Esopo).
  2. Harisarman (Índia).
  3. O tesouro roubado (Índia).
  4. The Four Jogis (Índia).
  5. Caranguejo (Itália).
  6. Doctor Know-All (Alemanha).
  7. Doctor Cure-All (Irlanda).
  8. Black Robin (País de Gales).
  9. Médico e detetive (Dinamarca).
  10. O Queimador de Carvão (Noruega).
  11. João, o Conjurador (Espanha).
  12. Boa sorte de Suan (Filipinas).
  1. Os Três Sonhos (Petrus Alphonsi).
  2. Os três viajantes (o Masnavi).
  3. Jesus, Pedro e Judas (o Toledot Yeshu).
  4. Dos Engodos do Diabo (Gesta Romanorum).
  5. História cômica de três sonhadores. (Espanha).
  6. A história do "Pão dos Sonhos" Mais uma vez (EUA).
  7. Os três viajantes e a carga (W. A. ​​Clouston).
  1. Um homem que encontrou ouro durante o sono (Poggio Bracciolini).
  2. Os sonhos de Hodja que encontrou um tesouro (atribuído a Nasreddin Hodja).
  1. O homem arruinado que ficou rico novamente por meio de um sonho (As 1001 Noites).
  2. Um Homem de Bagdá (Pérsia).
  3. Sonho de Numan (Turquia).
  4. Como o Junkman viajou para encontrar um tesouro em seu próprio quintal (Turquia).
  5. O mascate de Swaffham (Inglaterra).
  6. The Swaffham Legend (Inglaterra).
  7. Um sapateiro em Somersetshire (Inglaterra).
  8. Castelo Upsall (Inglaterra).
  9. Castelo Dundonald (Escócia).
  10. Eles próprios (Ilha de Man).
  11. Sonhando com Tim Jarvis (Irlanda).
  12. A Ponte do Kist (Irlanda).
  13. O sonho do tesouro sob a ponte em Limerick (Irlanda).
  14. A Kerry Man (Irlanda).
  15. Tesouro em Ardnaveagh (Irlanda).
  16. O sonho do tesouro na ponte (Alemanha).
  17. O Pinheiro de Steltzen (Alemanha).
  18. Um bom sonho (Suíça).
  19. O Sonho do Tesouro (Áustria).
  20. O sonho da ponte Zirl (Áustria).
  21. The Golden Fox (República Tcheca / Áustria).
  22. A Igreja em Errits & oslash (Dinamarca).
  23. O tesouro em Translet (Dinamarca).
  1. A Ovelha, o Cordeiro, o Lobo e a Lebre (Tibete).
  2. O Lambikin (Índia).
  3. O Pescador e o Peixinho (Esopo).
  4. O Cão e o Lobo (Bohemia).
  5. Sr. Hawk e irmão Coelho (Afro-América).
  1. A sorte de Edenhall (1). Uma lenda das fadas de Cumberland, Inglaterra.
  2. Salão da Sorte do Éden (2). Outra versão da lenda acima.
  3. Salão da Sorte do Éden (3). Uma terceira versão da lenda acima.
  4. Salão da Sorte do Éden (4). Uma quarta versão da lenda acima.
  5. Das Gl & uumlck von Edenhall. Uma balada alemã de Ludwig Uhland.
  6. A sorte de Edenhall. Uma tradução para o inglês da balada de Uhland, de Henry Wadsworth Longfellow.
  1. As roupas novas do imperador (Dinamarca, Hans Christian Andersen).
  2. O pano invisível (Espanha).
  3. Como Eulenspiegel pintou os antepassados ​​do Landgrave de Hessen (Alemanha).
  4. Fio Fino (Rússia).
  5. O Miller com o Polegar de Ouro (Inglaterra).
  6. O Novo Turbante do Rei (Turquia).
  7. O Rei e a Garota Esperta (Índia).
  8. The Invisible Silk Robe (Sri Lanka).
  1. A lebre tímida e o vôo das feras (Índia, Os contos de Jataka).
  2. O vôo das feras (Tibete, Anton Schiefner).
  3. The Story of Chicken-Licken (Inglaterra, James Orchard Halliwell-Phillipps).
  4. Henny-Penny e seus companheiros de viagem (Escócia, Robert Chambers).
  5. Henny-Penny (Inglaterra / Austrália).
  6. O Fim do Mundo (Irlanda, Patrick Kennedy).
  7. O galo e a galinha que foram para Dovrefjell (Noruega, Peter Christen Asbj & oslashrnsen e J & oslashrgen Moe).
  8. O pequeno frango Kluk e seus companheiros (Dinamarca, Benjamin Thorpe).
  9. O Fim do Mundo (Flandres, Jean de Bossch & egravere).
  10. O irmão Coelho faz alguns exercícios (afro-americano, Joel Chandler Harris).
    . Lendas migratórias do tipo 5050.
    1. Um Redentor para os Elfos? (Suécia).
    2. Salvation for the Neck (Suécia).
    3. A Ninfa da Água (Suécia).
    4. As perspectivas do Huldre-Folk for Salvation (Noruega).
    5. Os Trolls desejam ser salvos (Dinamarca).
    6. O clérigo e os anões (Dinamarca).
    7. Quando deixarmos de existir. (Um trecho de "A Pequena Sereia" de Hans Christian Andersen).
    8. Uma narrativa de Ross-shire (Escócia).
    9. Ceia do sacerdote (Irlanda).
    10. O Padre Tardido (Irlanda).
    11. O primeiro incêndio no gramado (Irlanda).
  1. Uma Fada Pegada (Inglaterra).
  2. Skillywidden the Fairy (Inglaterra).
  3. Colman Gray (Inglaterra).
  4. Uma Mulher Pegou uma Fada (País de Gales).
  5. O Maravilhoso Arado (Alemanha).
  6. Krach & oumlhrle! Onde você está? (Alemanha).
  7. Link para The Leprechaun: Fairy Shoemaker da Irlanda, contos adicionais sobre fadas capturadas.
  1. O chifre de Oldenburg (Alemanha, Hermann Hamelmann).
  2. O chifre de Oldenburg (Alemanha, Adalbert Kuhn e Wilhelm Schwartz).
  3. Os anões de Osenberg (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  4. The Stolen Cup (Alemanha, Karl M & uumlllenhoff).
  5. Copas da Igreja (Alemanha / Dinamarca, Karl M & uumlllenhoff).
  6. The Altar Cup em Aagerup [& Aringgerup] (Dinamarca, Thomas Keightley).
  7. Svend F & aeliglling and the Elle-Maid (Dinamarca, J. M. Thiele).
  8. The & Oumliestad [& Oslashyestad] Horn (Noruega, Benjamin Thorpe).
  9. Os Trolls comemoram o Natal (Suécia, Benjamin Thorpe).
  10. Origem do nome nobre de Trolle (Suécia, Benjamin Thorpe).
  11. The Fairy Banquet (Inglaterra, William de Newburgh).
  12. The Fairy Horn (Inglaterra, Gervase de Tilbury).
  13. A história do chifre de fada (Inglaterra, Ernest Rhys).
  14. The Rillaton Gold Cup (Inglaterra, Sabine Baring-Gould).
  15. The Luck of Edenhall [Eden Hall] (Inglaterra).
  16. A Taça das Fadas de Kirk Malew (Ilha de Man, George Waldron).
  17. A Taça de Prata (Ilha de Man, Sophia Morrison).
  18. O Porco Trowie (Escócia, John Nicolson).

. Lendas da Ilha Escocesa do Céu sobre um presente de uma amante das fadas.

  1. As fadas e a corcunda (Escócia).
  2. O Corcunda de Willow Brake (Escócia).
  3. A lenda de Knockgrafton (Irlanda).
  4. O palácio em Rath (Irlanda).
  5. Um conto de fadas no antigo estilo inglês (Thomas Parnell).
  6. Billy Beg, Tom Beg e as Fadas (Ilha de Man).
  7. As Fadas e os Dois Corcundas: Uma História da Picardia (França)
  8. O Alfaiate do Brocken (Alemanha).
  9. Os Dons dos Espíritos da Montanha (Alemanha).
  10. Os presentes dos pequenos (Alemanha).
  11. Os Dois Irmãos Corcundas (Itália).
  12. As Duas Jubarte (Itália).
  13. Os Elfos e o Vizinho Invejoso (Japão).
  14. Como um ancião perdeu sua esposa (Japão).
  15. O Velho com o Wen (Japão).
  16. A história de Hok Lee e os anões (China).
  1. Dos Habitantes Subterrâneos (Escócia).
  2. Roubo de fadas (Escócia).
  3. Fairy Control over Crops (Irlanda).
  4. Fadas no Dia de Maio (Irlanda).
  5. The Sidhe (Irlanda).
  6. A Taça de Prata (Ilha de Man).
  7. As Três Vacas (Inglaterra).
  8. Um Festival "Verry Volk" (País de Gales e Bretanha).
  9. Riechert the Smith (Alemanha).
  1. De castidade (Gesta Romanorum).
  2. O Homem Engatado a um Arado (França / Alemanha).
  3. Conrad von Tannenberg (Alemanha).
  4. O Harpista Tsaritsa (Rússia).
  5. O tocador de alaúde (Rússia).
  6. Uma história contada por um hindu (Índia).
  7. Link para Andreas Grein de Purbach, uma lenda relacionada sobre a escravidão turca de Burgenland, Áustria.
  1. Doralice (Itália, Giovanni Francesco Straparola).
  2. A Ursa (Itália, Giambattista Basile).
  3. Pele de burro (França, Charles Perrault).
  4. Ass-Skin (Basque, Wentworth Webster).
  5. All-Kinds-of-Fur, também conhecido como "Allerleirauh" (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm, versão de 1812, com link para a versão de 1857).
  6. Cinder Blower (Alemanha, Karl Bartsch).
  7. Kaiser Heinrich na Montanha Sudemer (Alemanha, A. Kuhn e W. Schwartz).
  8. Broomthrow, Brushthrow, Combthrow (Áustria, Theodor Vernaleken).
  9. A Filha do Imperador na Tenda dos Porcos (Romênia, Arthur e Albert Schott).
  10. Fair Maria Wood (Itália, Thomas Frederick Crane).
  11. Maria Wood (Itália, Rachel Harriette Busk).
  12. All-Kinds-of-Fur (Grécia, J. G. von Hahn).
  13. A Princesa Que Não Se Casaria com Seu Pai (Portugal, Consiglieri Pedroso).
  14. A Pele de Cavalo (Portugal, Francisco Adolpho Coelho).
  15. O rei que desejava se casar com sua filha (Escócia, J. F. Campbell).
  16. Morag a Chota Bhain - Margery White Coats (Escócia, J. F. Campbell).
  17. Rashen Coatie (Escócia, Peter Buchan).
  18. A Princesa e a Vaca Dourada (Inglaterra, Isabella Barclay).
  19. The Story of Catskin (Inglaterra, James Orchard Halliwell).
  20. A princesa em peles de gato (Irlanda, Patrick Kennedy).
  21. A Bela Princesa (Lituânia, August Schleicher).
  22. Pele de porco (Pequena Rússia [Ucrânia], Alexander Afanasyev).
  23. Kniaz Danila Govorila (Rússia, Alexander Afanasyev).
  24. Seggu-Jataka: Como um verdureiro devoto testou a virtude de sua filha (Índia, O Jataka).
  1. Doutor Johann Faustus (Alemanha, abstraído do Livro do Fausto de 1587).
  2. Doctor Faust em Neu-Ruppin (Alemanha).
  3. Dr. Faust no Castelo de Boxberg (Alemanha).
  4. Dr. Faust em Erfurt (Alemanha).
  5. Dr. Faust e Melanchton em Wittenberg (Alemanha).
  6. Dr. Faust em Anhalt (Alemanha, Ludwig Bechstein).
  7. Como o Doutor Faust voltou à vida (Alemanha).
  8. Faustschl & oumlssl (Áustria).
  9. Doutor Faust no Castelo Waardenburg (Holanda).
  10. Livro dos Feitiços do Inferno de Fausto (Alemanha).
  11. Hell-Master do Dr. Faust (Alemanha).
  12. O Pacto (Áustria).
  13. Um estudioso se atribui ao diabo (Dinamarca).
  14. Doctor Faustus Was a Good Man (1) (uma canção infantil da Inglaterra).
  15. Doctor Faustus Was a Good Man (2) (uma canção infantil da Inglaterra).
  16. Dule upon Dun (Inglaterra).
  17. Devil Compacts (Escócia).
  18. Dafydd Hiraddug and the Crow Barn (País de Gales, Elias Owen).
  19. Obras literárias selecionadas baseadas na lenda de Fausto.
  20. Trabalhos musicais selecionados baseados na Lenda de Fausto.
  1. O pescador e sua esposa (Alemanha).
  2. Hanns Dudeldee (Alemanha).
  3. O velho, sua esposa e os peixes (Rússia).
  4. The Stonecutter (Japão).
  5. The Bullock's Balls (Índia).
  1. Os marinheiros disseram que viram o holandês voador (John MacDonald, 1790).
  2. A história do holandês voador (Uma viagem para New South Wales, 1795).
  3. A Common Superstition of Mariners (Escócia, 1803).
  4. Escrito em Passing Dead-Man's Island (Thomas Moore, 1804).
  5. The D & aeligman-Frigate (Sir Walter Scott, 1813).
  6. Vanderdecken's Message Home (Revista Blackwood's Edinburgh, 1821).
  7. The Flying Dutchman (The Voyage of H.M.S. Leven, 1823).
  8. A Fábula do Holandês Voador (Heinrich Heine, As memórias de Herr von Schnabelewopski, 1833).
  9. O Holandês Voador do Mar Tappan (Washington Irving Wolfert's Roost, 1855).
  10. The Rotterdam (Escócia, 1859).
  11. O Navio Espectro de Porthcurno (Cornualha, Inglaterra, 1865).
  12. Encontramos o Holandês Voador (O cruzeiro do navio de Sua Majestade "Bacante", 1881).
  13. O navio fantasma (James William Buehl, 1891).
  14. Links para textos adicionais.
  1. O Mosquito e o Carpinteiro (Os Contos de Jataka).
  2. O Amigo Tolo (O Panchatantra).
  3. O Gardner e o Urso (Bidpai).
  4. O Menino Estúpido (Sri Lanka).
  5. Os Sete Reis Magos de Buneyr (Paquistão).
  6. O Careca e a Mosca (Esopo).
  7. O Urso e o Amador de Jardinagem (Jean de La Fontaine).
  8. Fortunio (Giovanni Francesco Straparola).
  9. Giuf & agrave e o Juiz (Itália).
  10. A Omelete Pequena (Itália).
  11. Permissão concedida, mas provavelmente arrependida (Suíça).
  12. Foolish Hans (Áustria-Hungria).
  13. The Blockhead and the Judge (Inglaterra).
  14. O conto da banheira de manteiga (Islândia).
  15. The Seven Crazy Fellows (Filipinas).
  16. Os macacos e as libélulas (Filipinas).
  1. O Tecelão de Duas Cabeças (O Panchatantra).
  2. Os três desejos (1001 noites).
  3. Os desejos ridículos (França, Charles Perrault).
  4. A Salsicha (Suécia, Gabriel Djurklou).
  5. Loppi e Lappi (Estônia, Friedrich Kreutzwald).
  6. Os desejos (Hungria, W. Henry Jones e Lewis L. Kropf).
  7. Os Três Desejos do Woodman (Inglaterra, Thomas Sternberg).
  8. Os Três Desejos (Inglaterra, Joseph Jacobs).
  9. The Monkey's Paw (Inglaterra, W. W. Jacobs).
  1. O Simplório com Dez Asnos (Turquia).
  2. O Hodja e Seus Oito Burros (Turquia).
  3. Johha não consegue contar o burro que está montando (Palestina).
  1. Hans Dumb (Alemanha).
  2. Michel estúpido (Alemanha).
  3. Lazy Lars, Who Won the Princess (Dinamarca).
  4. Emelyan, o Louco (Rússia).
  5. Halfman (Grécia).
  6. Juvadi e a Princesa (Itália).
  7. Pedro, o Louco (Giovanni Francesco Straparola, As Noites Facetious).
  8. Peruonto (Giambattista Basile, O pentamerone).
  1. Os Doze Homens de Gotham (Inglaterra).
  2. Os cinco viajantes viajantes (Alemanha).
  3. Os Sete Reis Magos de Buneyr (Paquistão).
  4. O Camponês Perdido (Caxemira).
  5. Como os homens Kadambawa se contavam (Sri Lanka).
  1. Os peixes que eram muito inteligentes (Índia, o Panchatantra).
  2. O Corvo e o Cisne (Índia, Mahabharata).
  3. Uma raposa e um gato (Aesop, Roger L'Estrange, 1692).
  4. A Raposa e o Gato (Aesop, Joseph Jacobs, 1894).
  5. O Gato e a Raposa (França, Jean de La Fontaine).
  6. A Raposa e o Gato (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  7. A Raposa de Sete Raciocínios e a Coruja de Uma Sagacidade (Romênia).
  8. A Raposa e Seu Saco Cheio de Raciocínios e o Ouriço-cacheiro (Romênia).
  9. A raposa e o ouriço (eslavo do sul).
  10. A Raposa e o Ouriço (Grécia).
  11. The Bear as Judge (Finlândia).
  12. Duas derrotas (Geórgia).
  13. Você sabe nadar? (Inglaterra).
  1. A Raposa e o Corvo (Esopo, 4 versões).
  2. Le Corbeau et le Renard (La Fontaine).
  3. O corvo e a raposa (La Fontaine).
  4. Jambu-Kh & # 257daka-J & # 257taka. (Índia).
  5. Anta-J & # 257taka (Índia).
  6. Auac e Lamiran (Filipinas).
  7. A Raposa e o Raven (China).
  1. Reynard e Bruin (Europa).
  2. A raposa engana o urso de sua tarifa de Natal (Noruega).
  3. The Fox and The Wolf (Holanda).
  4. O barril de manteiga (Escócia).
  5. Gato e rato em parceria (Alemanha).
  6. Senhor Coelho Nibbles Up the Butter (Afro-americano).
  1. A Raposa, o Lobo e o Cavalo (França, Jean de La Fontaine).
  2. Duas raposas e um cavalo (Escócia).
  3. O Lobo e o Alfaiate (Rússia).
  4. A Raposa e a Mula (Itália).

por Jacob e Wilhelm Grimm. Uma comparação das versões de 1812 e 1857.

  1. Frau Holle (Alemanha).
  2. Frau Holle e a Distaff (Alemanha).
  3. São José na Floresta (Alemanha).
  4. As Duas Meninas e o Anjo (Alemanha).
  5. As duas irmãs adotivas (Noruega).
  6. As Fadas (França).
  7. The Bucket (Itália).
  8. As Três Cabeças do Poço (Inglaterra).
  9. A velha e as duas criadas (Inglaterra).
  10. A Bruxa Velha (Inglaterra).
  11. Morozko (Jack Frost) (Rússia).
  12. Os Doze Meses (Rússia).
  13. Conkiajgharuna, a Pequena Rag-Girl (Geórgia).
  14. As duas irmãs adotivas (Romênia).
  15. Os Três Dons (Polônia).
  16. Mangita e Larina (Filipinas).
  17. The Bald Wife (Índia).
  18. Lazy Maria (EUA).

. Um conto popular russo do tipo 779J *.

. Um relato de um herói dinamarquês da Gesta Danorum por Saxo Grammaticus.

  1. The Frog King ou, Iron Heinrich (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  2. The Frog Prince (A primeira tradução inglesa [com um título alterado e um final revisado] do conto acima).
  3. O Príncipe Sapo (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  4. O Sapo Maravilhoso (Hungria).
  5. A Princesa e o Sapo (Irlanda).
  6. The Enchanted Frog (Alemanha).
  7. A Rainha que Procurou uma Bebida em um Certo Poço (Escócia).
  8. O Paddo (Escócia).
  9. O Bem do Fim do Mundo (Irlanda).
  10. O Bem do Fim do Mundo (Escócia).
  11. A donzela e o sapo (Inglaterra).
  12. The Frog Gentleman (Inglaterra).
  13. The Kind Stepdaughter and the Frog (Inglaterra).
  14. O Príncipe Sapo (Sri Lanka [Ceilão]).
  15. A Frog for a Husband (Coréia).
. Uma comparação das versões de 1812 e 1857.

. Uma comparação, no alemão original, das versões de 1812 e 1857.

  1. Duas rãs vizinhas (Esopo - Roger L'Estrange).
  2. Os dois sapos que eram vizinhos (Aesop - George Fyler Townsend).
  3. Duas rãs que queriam água (Esopo - Roger L'Estrange).
  4. As duas rãs (Aesop - George Fyler Townsend).
  5. Como uma tartaruga veio ao luto porque amava demais sua casa (O Jataka).
  6. Os Três Peixes (O Masnavi).
  • Gambara e os Barbas-longas (Langobards). Uma mulher inteligente, com a ajuda da deusa Frea (Frigg), engana Wodan (Odin) para abençoar sua tribo com a vitória.

    . Lendas migratórias do tipo 4025.
    1. Mãe Mina, na Dobra, Dobra (Islândia).
    2. Eu deveria ter me casado (Islândia).
    3. The Child Phantom (Suécia).
    4. Short-Hoggers o 'Whittinghame (Escócia).
    5. Belas flores no vale (Escócia).
    6. Lady Anne (Escócia).
    7. A Mãe Infanticida (Inglaterra).
    8. A Criança Chorando (Polônia).

  1. Dois Espíritos (Bélgica).
  2. Não perturbe o resto dos mortos (Alemanha).
  3. A Ghostly Council Meeting (Alemanha).
  4. O Sudário da Morte (Alemanha).
  5. O Scoffer de Herzberg (Alemanha).
  6. O Camponês e as Corujas (Alemanha).
  7. O Pregador e o Fantasma (Suécia).
  8. A Ghost Story (Irlanda).
  9. Meg of Meldon (Inglaterra).
  10. O Diabo Cavalheiro (Inglaterra).
  1. Biancabella (Giovanni Francesco Straparola, As Noites Facetious).
  2. Penta the Handless (Giovanni Battista Basile, Il Pentamerone).
  3. A Bela Filha do Estalajadeiro (Itália).
  4. A Garota sem Mãos (Itália / Áustria).
  5. Bela Madalena (Alemanha).
  6. A Garota sem Mãos (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm - 1812).
  7. A Garota sem Mãos (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm - 1857).
  8. A filha que foi prometida ao diabo (Alemanha).
  9. A Garota sem Mãos (Finlândia).
  10. A Garota sem Mãos (Hungria).
  11. Guilherme da Árvore (Irlanda).
  12. The Bad Madrasta (Irlanda).
  13. A Cruel Madrasta (Escócia).
  14. Anedota de uma mulher caridosa (As 1001 noites).
  15. A Garota sem Pernas (Somália).
  16. Bênção ou propriedade (suaíli).
  17. O Sol e a Lua (esquimó).
  18. Sol e Lua (esquimó).
  19. Santuário selvagem: a donzela sem mãos (link para um ensaio de Terri Windling com arte de Jeanie Tomanek).
  1. Padrinho Morte (Alemanha).
  2. Dr. Urssenbeck, Médico Morte (Áustria).
  3. O Menino com o Barril de Cerveja (Noruega).
  4. The Just Man (Itália).
  1. A galinha dos ovos de ouro (Esopo).
  2. O ganso e os ovos de ouro (Esopo).
  3. The Golden Mallard (de O Jataka ou, Histórias dos Antigos Nascimentos de Buda).
  4. The Lucky-Bird Hum & aacute (Caxemira).
  5. O Pato Que Pôs Ovos De Ouro (Rússia).
  6. The Golden Goose (Alemanha).

. O conto final dos Irmãos Grimm, uma história enigmática sem fim, sugerindo talvez que não haja uma palavra final na interpretação do conto popular.

  1. Os animais gratos e o homem ingrato (Índia, O Panchatantra).
  2. O viajante e o ourives (Índia, Kalila e Dimna).
  3. História dos Animais Gratos e da Mulher Ingrata (Índia, O Kathasaritsagara).
  4. Os animais gratos e o homem ingrato (Tibete).
  5. Vitalis e o Lenhador (Inglaterra, atribuído a Ricardo Coração de Leão (Richard Coeur de Lion).
  6. De Ingratidão (Gesta Romanorum).
  7. Adrian e Bardus (Inglaterra, John Gower).
  1. Andersen, Hans Christian. Reisekammeraten (Dinamarca).
  2. Andersen, Hans Christian. The Traveling Companion (Dinamarca).
  3. Asbj e oslashrnsen, Peter Christen. The Companion (Noruega).
  4. Campbell, J. F. The Barra Widow's Son (Escócia).
  5. Crane, Thomas Frederick. Fair Brow (Itália).
  6. Curtin, Jeremiah. Balançando a cabeça (Irlanda).
  7. Gale, James S. The Grateful Ghost (Coréia).
  8. Gerould, Gordon Hall. The Grateful Dead: A história de uma história popular.
  9. Groome, Francis Hindes. A Gratidão do Homem Morto (turco-cigano).
  10. Grundtvig, Svend. De tre Mark (Dinamarca).
  11. Grundtvig, Svend. Os três centavos (Dinamarca).
  12. Kennedy, Patrick. Jack the Master e Jack the Servant (Irlanda).
  13. Lorimer, D. L. R. e E. O. The Story of the Grateful Corpse (Irã).
  14. MacManus, Seumas. A neve, o corvo e o sangue (Irlanda).
  15. Spence, Lewis. O Homem de Honra (Bretanha).
  16. Steele, Robert. Sila Tsarevich e Ivashka com o Bata Branca (Rússia).
  17. Straparola, Giovanni Francesco (ou Gianfrancesco). Noite 11, fábula 2 de As Noites Facetious (Itália).
  18. Wolf, Johann Wilhelm. Des Todten Dank (Alemanha).
  19. Wratislaw, Albert Henry. O Espírito de um Homem Enterrado (Polônia).
  1. O Menino e os Filberts (Esopo).
  2. Capturando Macacos (Índia).
  3. O Macaco Ganancioso (Paquistão).
  4. The Monkey and the Nuts (EUA, Ambrose Bierce).

. Uma bibliografia de livros disponíveis gratuitamente na Internet.

    . Lendas da Alemanha e da Suíça sobre crianças rebeldes cujas mãos, após sua morte e sepultamento, se recusam a permanecer enterradas.
    1. A criança obstinada (Jacob e Wilhelm Grimm).
    2. A mão no túmulo (J. D. H. Temme).
    3. The Parent Murderer of Salzwedel (J. D. H. Temme).
    4. A mão em Mellenthin (A. Kuhn e W. Schwartz).
    5. Uma mão cresce do túmulo (A. Kuhn e W. Schwartz).
    6. Uma mão cresce do túmulo (três lendas, Karl Bartsch).
    7. A mão murcha na igreja de Bergen (A. Haas).
    8. A Mão Amaldiçoada (Karl Haupt).
    9. Uma mão cresce do túmulo (Bernhard Baader).
    10. A mão que cresceu do túmulo (J. G. Th. Gr & aumlsse).
    11. A mão de uma criança que atacou erroneamente uma mãe sai do túmulo (Friederich Wagenfeld).
    12. Uma mãe disciplina seu filho falecido (Suíça, Franz Niderberger).
  1. A Mão da Glória (Sabine Baring-Gould).
  2. A Mão da Glória (Francis Grose).
  3. The Inn of Spital on Stanmore (Inglaterra, Thomas e Katharine Macquoid).
  4. A Mão da Glória (três lendas da Inglaterra, Edwin Sidney Hartland).
  5. A Mão da Glória em Herefordshire (Inglaterra, Ella Mary Leather).
  6. Pé do Ladrão - Mão do Ladrão - Dedo do Ladrão (Holanda).
  7. Thieves 'Thumbs (Alemanha, Jacob Grimm).
  8. Thieves 'Lights (Alemanha, Ernst Moritz Arndt).
  9. Feitiço e Contra-feitiço (Alemanha, Adalbert Kuhn).
  10. Thieves 'Lights (duas lendas da Alemanha, Karl Bartsch).
  11. As mãos de crianças não batizadas (Suíça).
  12. O Dedo do Pecado (Polônia).

. The Girl without Hands: Tales of type 706.

  1. The Hanging Game (Inglaterra).
  2. Meninos tentam decapitar (Alemanha / Polônia).
  3. The Hanging Game (Suíça).
  4. Jogando no Hanging (China).

por Jacob e Wilhelm Grimm: uma comparação das versões de 1812 e 1857.

  1. Hansel e Gretel (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  2. Ninnillo e Nennella (Itália, Giambattista Basile).
  3. Little Thumb (França, Charles Perrault).
  4. Molly Whuppie (Inglaterra).
  5. Jan e Hanna (Polônia).
  6. Old Grule (Morávia).
  7. O menino e a madrasta má (Romênia).
  8. Juan e Maria (Filipinas).
  1. A Lebre e o Leão (Zanzibar).
  2. O Jacaré e o Chacal (Índia).
  3. Ei, House! (Afro-americano).

, uma lenda sobre a divindade pagã Hertha. Esta pode ser a deusa da terra mencionada por Tácito em seu Germania, escrito no ano 98.

. Um épico heróico da Alemanha do século oito.

  1. O Himphamp (Escandinávia).
  2. O Ferreiro e o Sacerdote (Alemanha).
  3. A história do Himphamp (Alemanha).
  4. Stupid Hans (Alemanha / Polônia).
  5. O conde e o ferreiro (Polônia).
  6. O Conto da Bacia (Inglaterra).
  7. Jack Horner e a esposa do estalajadeiro (Inglaterra).
  8. The Enchanted Piss-Pot (Inglaterra).
  9. O Plaisham (Irlanda).
  10. O filho do Raja e o filho do Kotwal (Índia).
  11. O Amor de Ares e Afrodite (Homero, A Odisséia).
  12. Vulcan, Mars, and Venus (Ovid, The Metamorphoses).
  13. Vulcan, Mars, and Venus (O Romance da Rosa).
  1. Rei Porco (Itália, Giovanni Francesco Straparola).
  2. Hans-My-Hedgehog, versão de 1814 (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  3. O Porco Selvagem (Alemanha).
  4. O ouriço que se casou com a filha do rei (Lituânia).
  5. Príncipe Ouriço (Rússia).
  6. O ouriço, o comerciante, o rei e o homem pobre (Hungria).
  7. O Porco Encantado (Romênia).
  1. A Raposa e o Cavalo (Alemanha).
  2. Reynard quer provar Horseflesh (Noruega).
  3. Fox e Wolf (Holanda).
  4. Irmão Fox Catches Mr. Horse (Africano América).
  5. The Fox and the Wolf (Native American - Chickasaw).
  1. O Homem e o Sátiro (Esopo).
  2. O Sátiro e o Viajante (Jean de La Fontaine).
  3. O camponês e os sátiros (Flandres).
  4. O Camponês e o Estudante (Alemanha).

(Noruega). Um conto popular do tipo 1408 em que um homem e uma mulher trocam de emprego durante o dia.

  1. Sacrifício humano entre os gauleses (França).
  2. Aun Sacrifica Nove Filhos a Odin (Suécia).
  3. O Templo Heathen em Uppsala (Suécia).
  4. Enterrado Vivo (Suécia).
  5. Da Peste na Jutlândia (Dinamarca).
  6. The H & oumlxter Ghost (Alemanha).
  7. Entombment (Alemanha).
  8. The Entombed Child (Alemanha).
  9. The Ghost na Spyker (Alemanha).
  10. Sacrificando Virgens aos Lagos (Alemanha).
  11. A velha igreja em Kohlst & aumldt (Alemanha).
  12. O nome Greene (Alemanha).
  13. An Infant Speaks (Alemanha).
  14. A Pedra Fundamental Protegida (Alemanha).
  15. Castelo de Plesse (Alemanha).
  16. Merlin, o mágico, resgata o rei Vortigern (País de Gales).
  17. Sacrifício Humano (Inglaterra).
  18. A Ponte de Londres Caiu (Inglaterra).
  19. A ponte de Magdeburg - Die Magdeburger Br & uumlcke (Alemanha).
  20. História da Ponte (Turquia - Cigana).
  21. Rumores de sacrifício da Fundação (Índia).
  22. Mbila (uma lenda de Kabyl).
  23. Como os canibais levaram o povo da montanha Insofan ao rio Cross (Nigéria).
  24. Jefté e sua filha (Livro dos Juízes).
    . A história da primeira missão cristã na Islândia, abstraída do épico medieval A saga de Njal.
  1. O Crocodilo, o Brahman e a Raposa (Índia, O Panchatantra do Sul).
  2. O Camel Driver e o Adder (Bidpai).
  3. O Brahman, o Tigre e os Seis Juízes (Índia).
  4. O Tigre, o Brahman e o Chacal (Índia).
  5. O fazendeiro, o crocodilo e o chacal (Paquistão).
  6. O Jovem e a Cobra (Paquistão).
  7. O julgamento do Chacal (Sri Lanka).
  8. The Unmannerly Tiger (Coreia).
  9. O agradecimento da cobra (judeu).
  10. Inside Again (Europa).
  11. Da Natureza e o Retorno da Ingratidão (Gesta Romanorum).
  12. A recompensa das boas ações (Dinamarca).
  13. A recompensa da bondade (Finlândia).
  14. O Homem, a Serpente e a Raposa (Grécia).
  15. Os Ingrates (Itália).
  16. O Leão, o Cavalo e a Raposa (Itália).
  17. Ingratidão é a recompensa do mundo (Morávia).
  18. A recompensa do mundo (Rússia).
  19. O Camponês, a Cobra e o Rei Salomão (Romênia).
  20. Irmão Lobo ainda está em apuros (afro-americano).
  1. As duas rãs
  2. O espelho de Matsuyama
  3. Visu, o Lenhador e o Velho Sacerdote
  4. Pequeno Peachling (Momotaro)
  5. O pardal-cortador de língua
  6. Uma Mulher e o Sino de Miidera
  7. O cortador de pedras
  8. Danzay & # 233mon, Chefe do Etas
  1. O Manto de Penas.
  2. A Noiva da Neve.
  3. Esposa de salgueiro.
  4. A borboleta branca.
  5. O Gato Vampiro.
  6. The Firefly.
  7. A princesa Peônia.
  1. O Futuro Buda como um Juiz Sábio.
  2. O Mosquito e o Carpinteiro.
  3. O Pato-real Dourado.
  4. A tartaruga que amou muito sua casa.
  5. Como um papagaio contou histórias de sua amante e teve o pescoço torcido.
  6. O Coração do Macaco.
  7. A tartaruga faladora.
  8. As pessoas que viram a árvore de Judas.
  9. A lebre tímida e o vôo das feras.
  10. Como uma mulher vaidosa renasceu como um verme de esterco.
  11. A linguagem dos animais.
  12. Sulasa e Sattuka.
  13. Como um filho ingrato planejou assassinar seu velho pai.

. Uma história de sacrifício humano do Antigo Testamento.

  1. A linguagem dos animais (de O Jataka ou, Histórias dos Antigos Nascimentos de Buda).
  2. O Rei e Sua Rainha Inquisidora (Índia).
  3. The Billy Goat and the King (Índia).
  4. Ramai e o Bonga (Índia).
  5. O Rei que Aprendeu a Fala dos Animais (Sri Lanka).
  6. O touro, o burro e o lavrador (de As 1001 Noites).
  7. O comerciante que conhecia a linguagem dos animais (Palestina).
  8. O Dom da Cobra: Língua dos Animais (Sérvia).
  9. A linguagem dos animais (Bulgária).
  10. A linguagem das feras (Bulgária).
  11. Curiosidade da Mulher (Hungria).
  12. O Cachorro e o Galo (Dinamarca).
  13. The Wicked Wife (Alemanha).
  14. Frederigo da Pozzuolo é pressionado por sua esposa a contar um segredo (Itália, Giovanni Francesco Straparola).
  1. Soletrações e designações variantes.
  2. Lepreghaun (Lady Morgan Sydney).
  3. O campo de Boliauns [Ragweed] (Thomas Crofton Croker).
  4. O sapatinho (Thomas Crofton Croker).
  5. Cluricaune ou Leprehaune (Thomas Crofton Croker).
  6. Os Três Leprechauns (Thomas Keightley).
  7. O Kildare Lurikeen (Patrick Kennedy).
  8. O Leprehaun (Lady Wilde).
  9. As fadas solitárias: Lepracaun, Cluricaun, Far Darrig (William Butler Yeats).
  10. O Criador de Brogues (Brampton Hunt).

    . Fábulas do tipo 92.
    1. O Leão e a Lebre (Índia, O Panchatantra).
    2. O Leão e a Lebre (Bidpai).
    3. O Leão cujo nome era Pingala (Índia).
    4. Singh Rajah [Rei Leão] e os Pequenos Chacais Astutos (Índia).
    5. A Matança dos Rakhas (Índia).
    6. O Leão e a Lebre (Índia).
    7. O Tigre e a Sombra (Malásia).
    8. O tigre e a lebre (Paquistão).
    9. O Tigre e a Raposa (Paquistão).
    10. A lebre e os leões (Tibete).
    11. O irmão Coelho vence o irmão Leão (afro-americano, Joel Chandler Harris).
    12. Lion Brooks No Rival (Afro-americano).

  1. O Leão, o Lobo e a Raposa (Esopo).
  2. O Leão, o Lobo e a Raposa (Jean de La Fontaine).
  3. The Hyena Outwitted (Índia).
  4. O Rei dos Tigres está doente (Malásia).
  1. A Esposa do Brahman e o Mangusto (Índia, O Panchatantra).
  2. O Cão, a Cobra e a Criança (Índia, O Livro do Sindibad)
  3. A Esposa do Brahman e o Mangusto (Índia, Georgiana Kingscote).
  4. O galgo, a serpente e a criança (Os Sete Mestres Sábios).
  5. Folliculus and His Greyhound (Gesta Romanorum).
  6. Beth Gellert (País de Gales, Joseph Jacobs).
  7. The Dog Gellert (País de Gales, Horace E. Scudder).
  8. O fazendeiro e seu cachorro (uma fábula moderna).
    a partir de Tales of a Wayside Inn.
  1. Baladas nórdicas de Henry Wadsworth Longfellow.
    • O Desafio de Thor.
    • Thangbrand, o Sacerdote.
    • O esqueleto em armadura.
    • Drapa de Tegner [sobre a morte de Balder, o Belo].
  1. Lying Tale (Inglaterra).
  2. Sir Gammer Vans (Inglaterra).
  3. One Dark Night (EUA).
  4. Knoist e seus três filhos (Alemanha).
  5. Os Três Irmãos (Itália).
  1. Livros sobre Arte Negra (Irlanda).
  2. O maravilhoso Michael Scott (Escócia).
  3. O Livro Mágico (Guben, Alemanha).
  4. O Livro Mágico e os Corvos (Guben, Alemanha).
  5. O Sexto e o Sétimo Livros de Moisés (Guben, Alemanha).
  6. O Sexto e o Sétimo Livros de Moisés (Meesow, Alemanha / Mieszewo, Polônia).
  7. O Sexto e o Sétimo Livros de Moisés (Chemnitz, Alemanha).
  8. O Sexto e o Sétimo Livros de Moisés (R & uumlgen, Alemanha).
  9. The Black Book (R & uumlgen, Alemanha).
  10. Livro dos Encantos do Inferno de Fausto (Zellerfeld, Alemanha).
  11. Hell-Master do Dr. Faust (Erzgebirge, Alemanha).
  12. O Livro de Cipriano (Dinamarca).
  13. O Livro da Magia (Rússia).
  1. O Homem e a Serpente (Esopo).
  2. A Cobra Dadora de Ouro (O Panchatantra).
  3. De bons conselhos (Gesta Romanorum).
  4. A Vingança da Cascavel (Nativo Americano, Cherokee).
  1. O Homem, o Menino e o Burro (Esopo).
  2. A décima nona história da senhora (Turquia).
  3. É difícil agradar a todos (Turquia).
  4. Do Homem Velho e Seu Filho Que Trouxe Seu Asse para o Towne para Sylle (Inglaterra).
  5. Um passeio incomum (Suíça / Alemanha).
  6. O Moleiro, Seu Filho e o Asno (Jean de La Fontaine).
  7. Le Meunier, filho fils et l '& acircne (Jean de La Fontaine).

(Noruega). Uma narração magistral de um conto popular tipo 313.

  1. Loki e o Mestre Construtor (de The Prose Edda de Snorri Sturluson.
  2. Rei Olaf e o Gigante (Noruega / Suécia).
  3. O Finn gigante e a Catedral de Lund (Suécia).
  4. Esbern Snare e a Igreja de Kalundborg (Dinamarca).
  5. The Builder Zi (Dinamarca).
  6. Quem construiu a Igreja Reynir? (Islândia).
  7. A Igreja do Diabo perto de Dembe (Polônia).
  8. Por que a Torre Norte da Catedral de Santo Estêvão permanece inacabada (Áustria).
  9. Os Dois Mestres Construtores em Wasserburg (Alemanha).
  10. O Mestre Construtor da Catedral de Würzburg (Alemanha).
  1. The Fair Melusina (Albânia).
  2. Melusina (França).
  3. A lenda da bela Melusina, a ancestral dos condes de Luxemburgo (Luxemburgo).
  4. Melusina - Lenda dos Soldados (Luxemburgo).
  5. The Mysterious Maiden M & eacutelusine (Luxemburgo).
  6. Melusina (Alemanha).
  7. Herr Peter Dimringer von Staufenberg (Alemanha).
  8. The Water Maid (Alemanha).
  9. A sereia de Brauhard (Alemanha).
  10. Melusina (Alemanha).
  1. A Esposa da Sereia (Ilhas Shetland).
  2. The Silkie Wife (Ilhas Shetland e Orkney).
  3. Herman Perk e a foca (Ilhas Shetland).
  4. A pele de foca (Islândia).
  5. Tocado por Ferro (País de Gales).
  6. Tom Moore e o Selo (Irlanda).
  7. A Senhora de Gollerus (Irlanda).
  1. O primeiro poema descreve as atividades de feiticeiras parecidas com valquírias, chamadas "as Idisi", que têm o poder de amarrar ou libertar guerreiros em batalha. Seguindo a narrativa estão as palavras de um breve encantamento ou feitiço entoado para libertar guerreiros capturados.
  2. O segundo poema conta como várias deusas tentam sem sucesso curar a perna ferida do cavalo de Balder. Wodan, com sua magia infalível, conhece o encanto certo, e o cavalo está curado. A narrativa termina com as palavras reais de um encantamento usado para curar membros quebrados. Este encantamento pré-cristão é semelhante aos amuletos contra entorses registrados na Irlanda e nas Ilhas Orkney e Shetland nos séculos XIX e XX.
  1. Midas (Grécia).
  2. As orelhas de cabra do imperador Trojan (Sérvia).
  3. O Rei com Orelhas de Cavalo (Irlanda).
  4. Orelhas de março (1) (País de Gales).
  5. Orelhas de março (2) (País de Gales).
  6. A Criança com Orelhas de um Boi (Índia).
  7. O Presidente Que Teve Chifres (Filipinas).
  1. The Troll Labour (Suécia, Peter Rahm).
  2. Esposa do clérigo (Suécia).
  3. A Serva e os Elfos (Alemanha, Jacob e Wilhelm Grimm).
  4. A madrinha (Suíça, Jacob e Wilhelm Grimm).
  5. A Mulher entre os Elfos (Alemanha, Karl Lyncker).
  6. Os anões na montanha Schalk (Alemanha, Carl e Theodor Colshorn).
  7. Uma Mulher Subterrânea em Trabalho de Trabalho (Alemanha, Karl Bartsch).
  8. Parteira para um Nixie (Alemanha, Adalbert Kuhn e Wilhelm Schwartz).
  9. A parteira de Hafoddydd (País de Gales, John Rhys).
  10. The Fairy Nurse (Irlanda, W. R. Wilde).
  11. A Enfermeira Fada (Irlanda, Patrick Kennedy).
  12. The Midwife of Listowel (Irlanda, Jeremiah Curtin).
  13. Fairy Pomada (Inglaterra, Anna Eliza Bray).
  14. Fairy Pomada (Inglaterra, Joseph Jacobs).
  1. O Menino Macaco (Índia).
  2. O Macaco e a Menina (Índia).
  3. O marido do macaco (Índia).
  4. Juan Vestindo Pele de Macaco (Filipinas).
  5. O Príncipe Encantado (Filipinas).
  6. Sr. Macaco, o Noivo (Louisiana Francesa).
  1. O Coração do Macaco (Índia, Jataka Tales).
  2. O Macaco e o Crocodilo (Índia, Suka Saptati ou, Setenta contos de um papagaio)
  3. O Dragão Tolo (China).
  4. O Macaco e a Água-viva (Japão).
  5. A Medusa e o Macaco (Japão).
  6. O Coração de um Macaco (África, Swahili).
  7. Irmão Coelho e o Comedor de Moela (afro-americano, Joel Chandler Harris).
  1. Nasreddin Hodja Rescues the Moon (Turquia).
  2. Os macacos e a lua (Tibete).
  3. A Lua na Lagoa do Moinho (Afro-americano, Joel Chandler Harris).
  4. Os Três Sillies (Inglaterra).

  • Toda mãe pensa que seu filho é o mais belo, fábulas do tipo 247.
    1. A Águia e a Coruja (Jean de La Fontaine).
    2. Resumo em prosa da fábula de versos de La Fontaine (D. L. Ashliman).
    3. Os próprios filhos são sempre os mais bonitos (Noruega).
    4. O corvo e seus calouros feios (Romênia).
    5. Por que existe inimizade entre o corvo e o falcão? (Romênia).
    6. Júpiter e o Macaco (Esopo).
    7. Júpiter e o Show do Bebê (Ambrose Bierce).

  1. O Junípero (Alemanha).
  2. A Menina e o Menino (Áustria).
  3. O Ninho do Corvo (Hungria).
  4. The Rose-Tree (Inglaterra).
  5. O vestido de cetim (Inglaterra).
  6. The Milk-White Doo [Dove] (Escócia).
  7. O menino e a madrasta má (Romênia).

    . Contos populares do tipo 1592.
    1. Milagre após Milagre (Índia, O Panchantantra).
    2. Os ratos que comeram um equilíbrio de ferro (Índia, O K & aacutetha Sarit S & aacutegara ou, Oceano das Correntes da História).
    3. Os pesos e escamas de ferro que foram comidos por ratos (Índia, O "Suka Saptati" ou, The Seventy Tales of Parrot.
    4. The Faithless Depositary (França, Jean de La Fontaine).
    5. Os Dois Mercadores (Rússia, Leão Tolstoi).


Darkest Fairy Tales | 7 contos de fadas perturbadores

Darkest Fairy Tales ou Disturbing Fairy Tales são avaliados pelos usuários e aqui está a lista compilada. Existem muitas histórias distintas na Bela Adormecida. A primeira versão lançada foi do poeta italiano Giambattista Basile, posteriormente adaptada pelo francês Charles Perrault. Em seguida, foi recolhido pelos Irmãos Grimm. Nós iremos com Perrault & # 8217s versão Giambattista & # 8217s começa a soar como um conto distinto. O rei e a rainha de um reino distante convidam todas as fadas do país para o batismo de sua filha. Mas um está excluído. Uma & # 8220fada antiga & # 8221 vem e amaldiçoa a criança para morrer por uma picada no dedo através de uma roda giratória, irritada por ela não ter sido convidada. Outra fada, infantil e graciosa, fornece uma cláusula para quebrar a maldição após o beijo do amor verdadeiro. O rei está tentando queimar todas as rodas giratórias do reino, mas isso não impede que sua filha caia 100 anos em coma. No final das contas, um príncipe chega e a acorda. No entanto, como se passaram 100 anos, isso certamente implica que a princesa não tem família. Sem amigos. Ninguém em seu quarto para cuidar dela, exceto essa pessoa aleatória.

6 contos de fadas mais sombrios: Cinderela

Em segundo lugar nos contos de fadas mais sombrios Cinderela. Há menos & # 8220bippity boppity boo & # 8221 e mais derramamento de sangue de arrepiar a espinha. A mãe de Cinderela morre de uma doença relacionada à peste no que era inicialmente conhecido como & # 8220O sapatinho de vidro. & # 8221 Cinderela é cuidadosa com a nova esposa de seu pai, uma mulher vaidosa e pomposa com dois filhos, enquanto visita o tumba todos os anos. Todos os três são deliberadamente perversos. Nas cozinhas, Cinders é colocado para trabalhar e começa a atuar mais como uma empregada doméstica do que como a filha do barão rico. Embora seu pai esteja ciente dessas operações, ele nunca parece falar em favor de sua única filha - há um problema sério com os pais nessas histórias. Em vez de uma fada madrinha vestida de azul, há uma árvore que pertenceu à mãe da Cinderela. Ela quer e consegue algo sempre que ela visita. Quando o príncipe do reino dá uma festa, Cinderela pede para participar de um lindo vestido de baile e ganha um vestido elegante com chinelos de cristal, vejam só. As roupas de Cindererlla & # 8217 voltam a ser um vestido de copeira depois de dançar com o príncipe, e ela volta para casa. Quando o príncipe está procurando pela bela donzela, ele exige que todas as mulheres da cidade dêem seus pés para tentar um dos chinelos. A má madrasta percebe que os pés das filhas são grandes demais. Então, ela está cortando o calcanhar um do outro com o dedinho do pé. Sinistro.

5 contos de fadas mais sombrios: Rapunzel

Muitos desses contos de fadas parecem ser baseados em pais pobres, e nada melhor para descobrir do que & # 8220Rapunzel? & # 8221 & # 8221O conto começa com um adorável príncipe (sim, outro) encontrando uma torre habitada por uma adorável donzela com cabelos longos . Eles formam um belo par, então o príncipe visita sua & # 8220 namorada & # 8221 frequentemente até descobrir que uma bruxa cruel e superprotetora a está protegendo. Acontece que depois que a bruxa pegou seu pai roubando rampas do jardim, a menina foi tirada de sua família. Ela consegue um acordo ilimitado em troca de sua filha primogênita pela esposa grávida. Rapunzel está trancado naquela torre sozinho por vários anos. Uma noite, com a ajuda dos cachos dourados de Rapunzel, o príncipe sobe na torre e fica cara a cara com a bruxa. Ele foi lançado em um arbusto espinhoso da torre, cegando-o. Rapunzel é expulsa por sua mãe adotiva e seu cabelo é cortado fortemente, mas eles acabam juntos pelo menos no final! Uma espécie de final feliz.

4 & # 8216O flautista de Hamelin '

Este é o único que está rastejando no meu pescoço. Ele conta a história de outra aldeia alemã atormentada por problemas, uma infestação de ratos em particular. Um flautista excêntrico aparece um dia, alegando que pode curar a cidade. Ele atrai as cobras para um lago tocando uma música e afoga cada uma delas. Mas os habitantes da cidade se recusam quando chega a hora de pagar o preço. Irritado, o flautista retorna e coloca todos os garotos da cidade sob um feitiço, ordenando que o sigam para fora da vila e desapareçam para sempre. Agora, aqui está a parte escura: existem várias versões do final. Um deles tem o flauta que leva as crianças através das montanhas e através de um portal para um novo país adorável, onde ficarão juntos para sempre. Outra versão desbotada lhe devolverá as crianças depois de pagar as prestações em dinheiro. Mas o mais perturbador de tudo é uma versão em que o flautista manda as crianças entrarem no rio, afogando-as a todas como ele fez aos ratos. Todas as crianças da aldeia, exceto uma única menina surda, estão mortas.

3 ‘João e Maria’

A história de Hansel e Gretel & # 8217 continua sendo um dos contos mais distorcidos dos irmãos Grimm, Jacob e Wilhelm & # 8217 até hoje. Embora melancólico em seu ambiente sombrio contra o pano de fundo de uma aldeia alemã devastada por uma fome horrível, também mantém o tema proeminente do rapto de crianças. Conforme registrado, a história segue o irmão e a irmã Hansel e Gretel, que são significativamente amados por seu pai, mas severa e previsivelmente amados por sua perversa madrasta. A madrasta, empobrecida, decide que ter duas bocas extras para alimentar não funciona para ela, por isso convence o marido a trazer os filhos para a floresta e deixá-los. O pai faz isso, deixando os dois jovens em uma floresta escura no centro. O amor era obviamente fraco naquela época. Então, seguimos Hansel zombando do pão, deixando migalhas (ou seixos) ao longo do caminho até que os irmãos tropeçam em uma cabana chamada & # 8220gingerbread & # 8221 um lugar dos sonhos de chocolate. Para encurtar uma longa história, a casa pertence a uma bruxa superfamiliar, que obriga Gretel à escravidão e ocasionalmente cutuca João com uma vara para ver se ele está engordando o suficiente para comer. Gretel a empurra enquanto a bruxa prepara o forno para o jantar e tranca a porta. Muito sombrio, você não acredita? Bem, fica mais estranho - a conclusão da história é que os irmãos precisam redescobrir o pai depois do caminho de migalhas de pão que deixaram para trás. Ele deu o fora e quer a madrasta de volta. Tudo está perdoado. As segundas chances em um globo de conto de fadas são simples de realizar.

2 'Chapeuzinho Vermelho'

De quem o Lobo Mau tem medo? Pode ser uma questão mais proeminente agora do que nunca. Este conto mostra a Little Red viajando pela floresta escura para chegar à casa de sua avó (há muitas árvores escuras). Ela é perseguida por um lobo ao longo do caminho. Agora vamos falar sobre o lobo. Predador, sorrateiro e quase inadequado, sua estratégia para o Little Red é extremamente estranha, o que faz com que as pessoas pensem que o Big Bad Wolf é uma caricatura de predadores corporais. Se isso não é triste o suficiente para você, que tal a realidade de que depois que o lobo consome a Little Red e sua avó, um lenhador aparece e a esfaqueia até a morte, salvando os dois? Talvez seja por isso que somos ensinados a não falar com estranhos.

1 ‘A Pequena Sereia’

Estamos agora nos movendo para o reino de Hans Christian Andersen & # 8217s. Ao contrário de sua adaptação da Disney em 1989, esse conto provavelmente fica mais sombrio, pois não há canções. Nesta história, em seu 15º aniversário, as sereias podem nadar acima da superfície. A sereia titular (por causa da clareza, vamos chamá-la de & # 8220Ariel & # 8221) localiza o arrojado Príncipe Eric. Visitando sua avó, Ariel é informada de que enquanto as pessoas estão morrendo e vivendo no & # 8220 céu eterno, & # 8221 após a morte, as sereias estão definhando e evaporando em espuma. (Não se sabe ao certo como isso afeta a teologia da vida após a morte.) Ariel visita uma bruxa do mar e recebe o dom de pés para caminhar pela superfície humana com a condição de que renuncie à voz e à linguagem. Ela & # 8217 poderá andar e dançar em cima disso (prepare-se), mas ela & # 8217 sofrerá uma dor horrível como se & # 8220estando pisando em facas & # 8221, o que fará com que seus pés sangrem muito. Quando o príncipe se apaixona por outra mulher após um caso de identidade equivocada, sua jornada para a superfície dá uma guinada terrível, levando a Pequena Sereia a se matar e se dissolver em espuma.


An Carow Gwyn: Feitiçaria e a Antiga Fé Fayerie

Deixe-me começar dizendo que & quotAn Carow Gwyn & quot é uma enorme jornada de um livro. Você não estará no mesmo lugar ao colocá-lo e ao retirá-lo. E esse parece ser o ponto principal.

O livro é composto de quatro partes, mas a primeira - descrevendo todo o sistema metafísico da Fé Fayerie - é tão extenso que parece, enquanto você o está lendo, que possui toda a obra. Prepare-se para uma viagem histórica pela Europa e América do Norte em uma linha do tempo abrangente que une a tradição. Deixe-me começar dizendo que "An Carow Gwyn" é uma enorme jornada de um livro. Você não estará no mesmo lugar ao colocá-lo e ao retirá-lo. E esse parece ser o ponto principal.

O livro é composto de quatro partes, mas a primeira - descrevendo todo o sistema metafísico da Fé Fayerie - é tão extenso que parece, enquanto você está lendo, possuir toda a obra. Prepare-se para uma viagem histórica pela Europa e América do Norte em uma linha do tempo abrangente que une tradições, crenças e tabus estrangeiros e familiares. Muita coisa é explicada aqui, mas habilmente, de modo que, quando a Parte Dois chega, você sente que começou um livro inteiramente novo.

Uma surpresa agradável que descobri durante a leitura são os muitos conceitos alucinantes dentro do reino da feitiçaria. Tenho praticado feitiçaria há 22 anos, então esperava que pouco pudesse me chocar neste ponto, mas eu estava felizmente enganado. Esta foi realmente uma experiência reveladora. Significados animistas profundos em baladas e contos de fadas são revelados por toda parte, bem como revelações em mitos, monoteísmo e pensamento neopagão. Experiências associadas, como oráculos e sonhos lúcidos, recebem um tratamento mais completo e intrigante do que já vi em outros lugares. Muitas pequenas anotações enchiam minha cópia quando terminei, garantindo que me lembrasse de revisitar e refletir sobre ideias importantes. Se você está curioso sobre alguns dos meus destaques pessoais, verifique: página 47, parágrafo 3 página 58, parágrafo 5 página 77, parágrafo 4, página 204, parágrafo 6 página 216, parágrafo 3.

Se você já conhece o trabalho de Robin Artisson, é claro, nada disso o surpreenderá. Seu estilo de assinatura emana por toda parte - sereno, claro e acadêmico do velho mundo com uma torção. No entanto, todos os leitores obterão uma riqueza de informações, incluindo mergulhos profundos nos muitos aspectos desta ecologia e suas práticas. As conexões traçadas entre o antigo e o moderno, entre como éramos e poderíamos ser, as coisas que consideramos certas e uma realidade mais ampla e mais profunda estão prontamente à mostra. Você pode se descobrir, como eu, de repente questionando as normas sociais padrão com mais frequência, percebendo a luta que a civilização criou para a humanidade e se perguntando sobre os hábitos não apenas da vida moderna, mas de toda a vida que remonta aos nossos primeiros assentamentos agrícolas. Sempre que um livro pode influenciar minha rotina diária, considero-o um enorme sucesso. Como um aparte, prestei atenção especial a alguns pontos de vista excelentes que Artisson dá às discussões que muitos de nós lançamos, como por que a apropriação cultural é errada moral e espiritualmente (pág. 55) e até mesmo por que não vemos feiticeiros ganhando na loteria (pág 346).

Depois de tantas informações, seria de se esperar que ficasse totalmente exausto, mas o exato oposto é verdadeiro. Ao longo do livro, há muitas frases de chamariz bonitas. Isso não é apenas uma exploração de como as coisas costumavam ser, mas uma tentação para trazer pessoalmente essa totalidade atemporal para sua própria vida. Depois de obter as instruções para realmente se conectar com o Invisível, você estará totalmente preparado para começar. E não é apenas o outro mundo que você deve tocar, mas o físico, porque eles existem juntos. Não estamos lidando com metáforas ou mitos, mas com mundos reais e seres complexos que estão lado a lado conosco, mesmo que optemos por não ver. Esta é uma visão de mundo muito mais rica - e uma interação mais completa com essa visão de mundo - do que qualquer um dos livros pagãos que adoram a natureza que li. E isso vem de um pagão fiel.

"An Carow Gwyn" é um guia acima de todos os outros, mas esteja avisado de que não é o que alguns considerariam uma leitura fácil. Prepare-se para um trabalho cerebral de nível universitário. Com 556 páginas, é acadêmico e um tanto seco às vezes. Um vocabulário extenso é obrigatório e você definitivamente desejará fazer anotações e páginas de guia para referência posterior. Mesmo assim, as conexões traçadas aqui têm uma maneira de te seguir até em casa, de aparecer por toda parte. Uma vez descobertos, eles não podem ser apagados. E esse parece ser o jeito do Invisível que é, de fato, visto todos os dias. Só isso já vale qualquer esforço. . mais


Assista o vídeo: OS ANTIGOS E TRÁGICOS CONTOS DE FADAS