Símbolo em poste em fotografia de 1906

Símbolo em poste em fotografia de 1906

Acontece que notei este símbolo:

em um poste em uma fotografia de 1906.

Qual é o significado desse símbolo?


É um logotipo simplificado do logotipo da Portland Railway Light and Power Company? De acordo com este site, eles assumiram os serviços elétricos para alguns clientes em Salem em 1906 (veja abaixo)

1906: Portland conseguiu seu primeiro cinema. A PGE se funde com a Portland Railway Company e a Oregon Water Power & Railway Company para se tornar a Portland Railway Light & Power Co (PRL & P) - proprietária e operadora de serviços ferroviários elétricos interurbanos e municipais; A PRL & P compra duas empresas de energia e assume o serviço elétrico para clientes de Washington em clientes de Vancouver e Oregon em Salem, Mt. Angel, Silverton e Woodburn. Fábrica Cazadero / Faraday


Parece uma marca d'água ou algo semelhante, aplicada sobre a própria fotografia ou adicionada em algum momento durante o processo de conversão da fotografia para o formato digital. Ele não mantém o mesmo sombreamento da própria árvore (em particular, há uma pequena sombra que passaria sobre ele se fosse realmente uma parte da fotografia original). Além disso, embora esteja mais ou menos centrado na árvore, não é exatamente centralizado e seria de se esperar que a forma do triângulo fosse ligeiramente distorcida pela curvatura da árvore se estivesse, de fato, sentada sobre ela (na verdade, parece que está "flutuando" na frente dela, é por isso que eu acho que é um artefato extrafotográfico). Tt também está localizado ao longo da margem esquerda, não é um lugar fora do comum para colocar uma marca como esta, e me parece ter um tom de branco mais brilhante do que qualquer outra coisa na foto.


Energia hidrelétrica: como funciona

Então, como obtemos eletricidade da água? Na verdade, as usinas hidrelétricas e a carvão produzem eletricidade de maneira semelhante. Em ambos os casos, uma fonte de energia é usada para girar uma peça semelhante a uma hélice chamada turbina.

Água caindo produz energia hidrelétrica.

Crédito: Tennessee Valley Authority

Então, como obtemos eletricidade da água? Na verdade, as usinas hidrelétricas e a carvão produzem eletricidade de maneira semelhante. Em ambos os casos, uma fonte de energia é usada para girar uma peça semelhante a uma hélice chamada turbina, que então gira um eixo de metal em um gerador elétrico, que é o motor que produz eletricidade. Uma usina a carvão usa vapor para girar as lâminas da turbina, enquanto um hidrelétrica usa queda d'água para girar a turbina. Os resultados são os mesmos.

Dê uma olhada neste diagrama (cortesia da Autoridade do Vale do Tennessee) de uma usina hidrelétrica para ver os detalhes:

A teoria é construir uma barragem em um grande Rio que tem uma grande queda na elevação (não há muitas usinas hidrelétricas no Kansas ou na Flórida). A barragem armazena muita água atrás dela no reservatório. Perto da parte inferior da parede da barragem existe a tomada de água. A gravidade faz com que ele caia pela comporta dentro da barragem. No final da comporta há uma hélice de turbina, que é girada pela água em movimento. O eixo da turbina sobe para o gerador, que produz a energia. As linhas de energia são conectadas ao gerador que leva eletricidade para a sua casa e para a minha. A água continua passando pela hélice através da pista de fuga para o rio, passando pela barragem. A propósito, não é uma boa ideia brincar na água logo abaixo de uma barragem quando a água é liberada!

Uma turbina e um gerador produzem eletricidade

Diagrama de uma turbina hidrelétrica e gerador.

Crédito: Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA

Quanto a como esse gerador funciona, o Corpo de Engenheiros explica desta forma:
"Uma turbina hidráulica converte a energia da água corrente em energia mecânica. Um gerador hidroelétrico converte essa energia mecânica em eletricidade. A operação de um gerador é baseada nos princípios descobertos por Faraday. Ele descobriu que quando um ímã é movido por um condutor, faz com que a eletricidade flua. Em um grande gerador, os eletroímãs são feitos circulando corrente contínua através de laços de fio enrolados em pilhas de laminações de aço magnéticas. São chamados de pólos de campo e são montados no perímetro do rotor. O rotor é conectado para o eixo da turbina e gira a uma velocidade fixa. Quando o rotor gira, ele faz com que os pólos do campo (os eletroímãs) se movam além dos condutores montados no estator. Isso, por sua vez, faz com que a eletricidade flua e se desenvolva uma tensão nos terminais de saída do gerador. "

Armazenamento bombeado: Reutilização de água para o pico de demanda de eletricidade

A demanda por eletricidade não é "plana" e constante. A demanda aumenta e diminui durante o dia, e durante a noite há menos necessidade de eletricidade em residências, empresas e outras instalações. Por exemplo, aqui em Atlanta, Geórgia, às 17h em um dia quente de fim de semana de agosto, você pode apostar que há uma enorme demanda por eletricidade para fazer funcionar milhões de aparelhos de ar condicionado! Mas, 12 horas depois, às 5h. não muito. As usinas hidrelétricas são mais eficientes em atender às demandas de pico de energia durante curtos períodos do que as usinas de combustível fóssil e nuclear, e uma maneira de fazer isso é usando "armazenamento bombeado", que reutiliza a mesma água mais de uma vez.

O armazenamento bombeado é um método de manter a água em reserva para as demandas de energia do período de pico, bombeando a água que já fluiu através das turbinas de volta a uma piscina de armazenamento acima da usina em um momento em que a demanda do cliente por energia é baixa, como durante o meio Da noite. A água pode então fluir de volta através dos geradores-turbina nos momentos em que a demanda é alta e uma carga pesada é colocada no sistema.

Armazenamento bombeado: Reutilização de água para o pico de demanda de eletricidade

O reservatório atua como uma bateria, armazenando energia na forma de água quando as demandas são baixas e produzindo energia máxima durante os períodos de pico diários e sazonais. Um vantagem de armazenamento bombeado é que as unidades geradoras hidrelétricas são capazes de iniciar rapidamente e fazer ajustes rápidos na produção. Eles operam com eficiência quando usados ​​por uma hora ou várias horas. Como os reservatórios de armazenamento bombeado são relativamente pequenos, os custos de construção são geralmente baixos em comparação com as instalações hidrelétricas convencionais.


Nota Histórica Retornar ao topo

Dividindo seu tempo entre Utah e Califórnia, A. Russell Mortensen passou seus primeiros anos profissionais como professor, administrador e editor. Nascido em Salt Lake City, filho de Arlington Peter e Fannie Burnham Mortensen, em 30 de janeiro de 1911, ele foi criado no sul da Califórnia. Mortensen voltou a Utah no início da década de 1930 para estudar na Universidade Brigham Young. Enquanto estava lá, ele conheceu e se casou com Bessie Burch, natural de Spanish Fork, Utah. Depois de receber um B. S. em história em 1937, Mortensen se tornou o diretor da Garfield County Cannonville School por um ano.

Os Mortensens passaram dois anos na Califórnia enquanto ele fazia um mestrado, concedido em 1940 pela Universidade da Califórnia em Los Angeles, antes de retornar a Utah. Nos seis anos seguintes, Mortensen foi instrutor de história na Provo High School. Suas aulas foram interrompidas durante a Segunda Guerra Mundial, quando ele serviu no Pacific Theatre como oficial de comunicações navais.

Após a guerra, o casal voltou para a Califórnia e Mortensen voltou para o U.C.L.A. campus. Nos quatro anos seguintes, Mortensen fez doutorado em história atuando como assistente de ensino na U.C.L.A. e mais tarde como instrutor de História dos Estados Unidos e da América Latina no San Bernardino Valley College. Enquanto estava em San Bernardino, Mortensen continuou sua associação com a Marinha dos EUA como Oficial Assistente de Treinamento no Centro de Treinamento da Reserva Naval dos EUA.

A. Russell Mortensen recebeu seu Ph.D. da Universidade da Califórnia em Los Angeles em 1950. Naquele mesmo ano, sua esposa, Bessie, morreu após o nascimento de seu sexto filho. Com este golpe, Mortensen removeu sua família para Utah, onde aceitou o cargo de Diretor da Sociedade Histórica de Utah e editor de seu jornal Utah Historical Quarterly. Durante seus onze anos como diretor, ele escreveu uma série de artigos para o Utah Historical Quarterly, outras revistas e jornais locais. Em 1958 o livro Entre os mórmons, em co-autoria com William Mulder, foi publicado. Foi também durante esses anos que ele se casou com Florence Page.

Em 1961, Mortensen tornou-se diretor da University of Utah Press e professor de História e Biblioteconomia na universidade. A Western History Association e a universidade estavam patrocinando um novo jornal trimestral, o Oeste americano, para o qual Mortensen atuou como editor entre 1962 e 1967. Enquanto editor, sua segunda esposa morreu e ele se casou com Dorothy Zackrison Summerhays.

Após sua renúncia como editor do Oeste americano devido a uma controvérsia sobre seu possível conflito de interesses como acionista da nova American West Publishing Company, Mortensen continuou a lecionar na Universidade de Utah. Ele também foi professor visitante na Universidade do Alabama. Durante seus anos na universidade, ele se envolveu em outros projetos históricos. Em 1969, ele serviu como membro do conselho do Comitê de Pesquisa Histórica de Utah. Com esboços feitos por Carlos Andreson, a University of Utah Press publicou Mortensen's Primeiros esboços de Utah em 1970.

Entre 1970 e 1976 Mortensen trabalhou em Washington, D. C. com o National Park Service como assistente e, em seguida, historiador-chefe. Ele também foi o diretor do Programa de Preservação de Sítios Históricos do NPS e membro do Conselho Consultivo para a "Série Estadual e Nacional do Bicentenário".

A American Association for State and Local History, da qual atuou como Conselheiro, Editor Geral, Secretário e Presidente, concedeu-lhe um Prêmio de Distinção, por seu trabalho no campo histórico, em 1979. Este se juntou a seus prêmios para o Oeste americano, o Prêmio Conjunto de Mérito com a Sociedade Histórica de Utah e seu prêmio como co-autor de Entre os mórmons.

Ao longo de sua carreira, Mortensen serviu com vários grupos de Utah, incluindo a Family Service Society, a State Parks Commission, a State Library Commission e a Utah Folklore Society. Ele também foi membro de organizações profissionais e de interesse especial que incluem a Western History Association, a American Association for State and Local History, o Utah Westerners 'Club e os Utah Sons of Pioneers.

Descrição do conteúdo Retornar ao topo

Os artigos de A. Russell Mortensen (1830-1996) consistem em artigos pessoais e profissionais de Mortensen (n. 1911), um professor, administrador e editor. A pequena quantidade de material pessoal consiste em algumas cartas de brasas da família, cartas sobre seu serviço na reserva naval e informações sobre a distribuição dos bens de Mary Burnham Jones. A primeira caixa contém esses materiais pessoais, bem como correspondência organizada em ordem alfabética de amigos e conhecidos. Essas cartas não incluem material relacionado a outras partes da coleção.

Mortensen ocupou vários cargos profissionais durante sua carreira. A correspondência e as informações sobre esses cargos, organizadas em ordem alfabética por título organizacional, são arquivados juntos no Quadro 2. Também contidos nesta parte estão os requerimentos e a correspondência sobre uma série de cargos para os quais Mortensen se candidatou. Existe um pequeno arquivo cronológico de recomendações escrito por Mortensen entre 1968 e 1970.

Existem quatro caixas de materiais organizados em ordem alfabética de organizações das quais Mortensen era membro. Esses arquivos incluem correspondência, informações sobre os membros, informações gerais sobre a organização, relatórios e recomendações de comitês e outros materiais diversos.

Uma caixa de manuscritos, artigos e informações de publicação inclui um rascunho de Primeiros esboços de Utah, escrito por Mortensen e ilustrado com esboços de Carlos Andreson (University of Utah Press, 1970). Há cópias de vários artigos breves publicados em jornais de Utah por Mortensen enquanto ele era o Diretor da Sociedade Histórica do Estado de Utah. Também está incluída correspondência sobre o livro de C. Gregory Crampton Standing Up Countrye cópias de manuscritos sobre Utah e a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias escritos por outras pessoas que não Mortensen.

Entre os mórmons, publicado em 1958, foi escrito em colaboração com William Mulder. Existem três rascunhos diferentes do livro incluídos: um rascunho final, um manuscrito completo com revisões de recortar e colar e um rascunho incompleto com revisões escritas das primeiras páginas e as três primeiras seções desta antologia. Existem três caixas de materiais de onde foram retiradas as partes extraídas do livro. Como todos esses materiais publicados anteriormente são organizados em ordem alfabética por autor, eles não aparecem novamente no índice.

A maior parte da coleção consiste nos arquivos relativos ao Oeste americano revista. Seis caixas de material cobrem os negócios da publicação. Inclui correspondência e outro material informativo que trata de finanças, problemas jurídicos, produção e promoção de revistas e diversos assuntos relacionados.

Sob o patrocínio da Western History Association e da University of Utah, a publicação e promoção da revista foram realizadas pela Lane Book Company. Em 1965, uma nova empresa, American West Publishing Company, foi formada para assumir essa função. Os arquivos de negócios incluem correspondência sobre a controvérsia que se desenvolveu porque os funcionários que ocupam cargos remunerados na Universidade e que trabalham no Oeste americano lucraria com as ações da nova editora. Foi neste ponto que Mortensen renunciou ao cargo de editor, e os arquivos contêm muito pouco pós-datação de 1967.

As seguintes vinte caixas contêm manuscritos e correspondência enviada a A. Russell Mortensen como editor do Oeste americano. Arquivados em dezessete deles são manuscritos publicados na revista e correspondência. As cartas incluem aquelas sobre os manuscritos, muitas perguntando sobre uma possível publicação, aquelas de revistas a editoras buscando livros para serem resenhados e algumas buscando outros tipos de informações ou reimpressões de artigos que aparecem na revista. As outras três caixas contêm manuscritos, e a correspondência que os acompanha, que foi enviada, mas por várias razões, nunca foi publicada. Esses manuscritos não publicados estão disponíveis para uso em pesquisa, mas não podem ser copiados sem a permissão por escrito do autor. Todos os manuscritos e correspondência são organizados em ordem alfabética. Devido a esse arranjo, nem todos os nomes reaparecem no índice.

Alguns dos manuscritos, publicados e não publicados, foram acompanhados por comentários editoriais ou avaliações da equipe. Com base em uma carta do Procurador Geral Assistente da Universidade de Utah, essas avaliações e comentários foram declarados confidenciais e removidos para arquivos fechados até o ano de 2017.

A parte final da coleção inclui trabalhos apresentados em 1965 na North American Fur Trade Conference. Alguns desses artigos foram publicados em um volume intitulado Aspectos do Comércio de Peles: Artigos Selecionados da Conferência Norte-Americana de Comércio de Peles de 1965 (Minnesota Historical Society, St. Paul, 1967). Eles são classificados em ordem alfabética. Os demais artigos não publicados também estão arquivados em ordem alfabética e podem ser usados ​​para fins de pesquisa, mas não podem ser copiados sem a permissão por escrito do autor.

Os adendos à coleção incluem correspondência, propostas de financiamento, escritos, recortes de notícias e materiais sobre a história ocidental.

Uso da coleção Retornar ao topo

Restrições de uso

NÃO É PERMITIDA FOTOCÓPIA NA CAIXA 41.

A biblioteca não afirma controlar os direitos autorais de todos os materiais da coleção. Um indivíduo retratado em uma reprodução tem direitos de privacidade conforme descrito no Título 45 CFR, parte 46 (Proteção de assuntos humanos). Para obter mais informações, consulte o Contrato de Uso da Biblioteca J. Willard Marriott e os formulários de Solicitação de Reprodução.

Citação Preferida

Nome da coleção, número da coleção, número da caixa, número da pasta. Coleções especiais, Biblioteca J. Willard Marriott, Universidade de Utah.

Informação Administrativa Retornar ao topo

Informação de Aquisição

As caixas de 1 a 43 foram doadas em 1972 (18 pés lineares).

As caixas 44-47 foram doadas em 1982 (2 pés lineares).

As caixas 48-57 foram doadas em 1993 e 1996 (5 pés lineares).

Nota de Processamento

Processado por Marlene Lewis e Kate Kimball em 1980-2002.

Materiais Separados

Fotografias e materiais audiovisuais foram transferidos para a Divisão de Coleções Especiais Multimídia (P0201 e A0417).


Símbolo em poste em fotografia de 1906 - História

O caso do elétron levanta vários pontos interessantes sobre o processo de descoberta. Claramente, a caracterização dos raios catódicos foi um processo iniciado muito antes do trabalho de Thomson, e vários cientistas deram contribuições importantes. Em que sentido, então, pode-se dizer que Thomson descobriu o elétron? Afinal, ele não inventou o tubo de vácuo nem descobriu os raios catódicos. A descoberta geralmente é um processo cumulativo. O descobridor creditado faz contribuições cruciais para ter certeza, mas muitas vezes depois que observações fundamentais foram feitas e ferramentas inventadas por outros. Thomson não foi o único físico a medir a razão carga-massa dos raios catódicos em 1897, nem o primeiro a anunciar seus resultados. (Ver Pais 1986.) Mas Thomson realizou essa medição e (mais tarde) a medição da carga das partículas, e ele reconheceu sua importância como um constituinte da matéria comum.

Portadores de eletricidade negativa

Introdutório

O primeiro local em que os corpúsculos foram detectados foi um tubo altamente exaurido [3], através do qual passava uma descarga elétrica. Quando uma descarga elétrica é enviada através de um tubo altamente exausto, as laterais do tubo brilham com uma fosforescência verde vívida. Que isso se deve a algo procedendo em linha reta do cátodo - o eletrodo por onde a eletricidade negativa entra no tubo - pode ser demonstrado da seguinte maneira (o experimento foi feito há muitos anos por Sir William Crookes [4]) : Uma cruz de Malta feita de mica fina é colocada entre o cátodo e as paredes do tubo. [5] Quando a descarga passa, a fosforescência verde não se estende mais por toda a extremidade do tubo, como acontecia quando a cruz estava ausente. Existe agora uma cruz bem definida na fosforescência no final do tubo a cruz de mica lançou uma sombra e o formato da sombra prova que a fosforescência é devida a algo que se desloca do cátodo em linhas retas, que é interrompido por uma placa fina de mica. A fosforescência verde é causada pelos raios catódicos [6] e houve uma grande controvérsia quanto à natureza desses raios. Duas opiniões prevaleciam: uma, que era principalmente apoiada por físicos ingleses, era que os raios são corpos eletrificados negativamente disparados do cátodo com grande velocidade; a outra opinião, que era sustentada pela grande maioria dos físicos alemães, era que os raios são algum tipo de vibração ou ondas etéreas. [7]

Os argumentos a favor dos raios serem partículas carregadas negativamente são principalmente que eles são desviados por um ímã da mesma maneira que partículas eletrificadas negativamente em movimento. Sabemos que tais partículas, quando um ímã é colocado próximo a elas, são acionadas por uma força cuja direção está em ângulos retos com a força magnética, e também em ângulos retos com a direção em que as partículas estão se movendo. [8]

Assim, se as partículas estão se movendo horizontalmente de leste a oeste, e a força magnética é horizontal de norte a sul, a força atuando nas partículas eletrificadas negativamente será vertical e para baixo. [9]

Quando o ímã é colocado de forma que a força magnética esteja ao longo da direção em que a partícula se move, esta não será afetada pelo ímã.

O próximo passo na prova de que os raios catódicos são partículas carregadas negativamente era mostrar que, quando são capturados em um recipiente de metal, eles cedem a ele uma carga de eletricidade negativa. Isso foi feito pela primeira vez por Perrin. [10] Esta experiência foi feita conclusiva colocando o recipiente coletor fora do caminho dos raios, e dobrando-os nele por meio de um ímã, quando o recipiente tornou-se carregado negativamente. [11]

Deflexão elétrica dos raios

Ao exaurir o tubo de vácuo até que restasse apenas uma quantidade excessivamente pequena de ar para ser transformado em condutor, consegui me livrar desse efeito e obter a deflexão elétrica dos raios catódicos. [14] Essa deflexão tinha uma direção que indicava uma carga negativa nos raios.

Assim, os raios catódicos são desviados por forças magnéticas e elétricas, da mesma forma que as partículas eletrificadas negativamente seriam.

Hertz mostrou, no entanto, que as partículas catódicas possuem outra propriedade que parecia inconsistente com a ideia de que são partículas de matéria, pois descobriu que eram capazes de penetrar em folhas muito finas de metal, por ex. pedaços de folha de ouro e produzem luminosidade apreciável no vidro atrás deles. [15] A ideia de partículas tão grandes quanto as moléculas de um gás passando por uma placa sólida foi um tanto surpreendente, [16] e isso me levou a investigar mais de perto a natureza das partículas que formam os raios catódicos.

O princípio do método usado é o seguinte: Quando uma partícula carregando uma carga e está se movendo com velocidade v através das linhas de força em um campo magnético, colocado de forma que as linhas de força magnética estejam em ângulos retos com o movimento da partícula , então, se H for a força magnética, a partícula em movimento será influenciada por uma força igual a Hev. Essa força atua na direção perpendicular à força magnética e à direção do movimento da partícula. Se também tivermos um campo elétrico de força X, o raio catódico será influenciado por uma força Xe. Se os campos elétrico e magnético são dispostos de modo que se oponham, então, quando a força Hev devido ao campo magnético é ajustada para equilibrar a força devida ao campo elétrico Xe, a mancha verde de fosforescência devido aos raios catódicos atinge o final do tubo não será perturbado, e nós temos

Assim, se medirmos, como podemos fazer sem dificuldade, os valores de X e H quando os raios não são desviados, podemos determinar o valor de v, a velocidade das partículas. [17] Em um tubo altamente exaurido, isso pode ser 1/3 da velocidade da luz, ou cerca de 60.000 milhas por segundo em tubos não tão exaustos que não podem ser mais de 5.000 milhas por segundo, mas em todos os casos quando os raios catódicos são produzidos nos tubos, sua velocidade é muito maior do que a de qualquer outro corpo em movimento com o qual estamos familiarizados. É, por exemplo, muitos milhares de vezes a velocidade média com que as moléculas de hidrogênio se movem em temperaturas normais, ou mesmo em qualquer temperatura já percebida. [18]

Determinação de e / m

Assim, o deslocamento do pedaço de fosforescência onde os raios atingem o vidro é igual a

Os resultados das determinações dos valores de e / m feitas por este método são muito interessantes, pois verifica-se que, embora sejam produzidos os raios catódicos, obtemos sempre o mesmo valor de e / m para todas as partículas nos raios. . Podemos, por exemplo, ao alterar a forma do tubo de descarga e a pressão do gás no tubo, produzir grandes mudanças na velocidade das partículas, mas a menos que a velocidade das partículas se torne tão grande que elas se movam quase como rápido como a luz, quando outras considerações devem ser levadas em conta, o valor de e / m é quase constante. [20] O valor de e / m não é meramente independente da velocidade. O que é ainda mais notável é que ele é independente do tipo de eletrodo que usamos e também do tipo de gás no tubo. As partículas que formam os raios catódicos devem vir ou do gás do tubo ou dos eletrodos podemos, entretanto, usar qualquer tipo de substância para os eletrodos e encher o tubo com gás de qualquer tipo e ainda o valor de e / m permanecerá inalterado. [21]

Este valor constante, quando medimos e / m no c.g.s. sistema de unidades magnéticas, é igual a cerca de 1,7x10 7. Se compararmos isso com o valor da razão entre a massa e a carga de eletricidade transportada por qualquer sistema previamente conhecido, descobriremos que é de uma ordem de magnitude bem diferente. Antes dos raios catódicos serem investigados, o átomo carregado de hidrogênio encontrado na eletrólise de líquidos era o sistema que tinha o maior valor conhecido de e / m, e neste caso o valor é de apenas 10 4, portanto para o corpúsculo no raios catódicos, o valor de e / m é 1.700 vezes o valor da quantidade correspondente para o átomo de hidrogênio carregado. Essa discrepância deve surgir de uma ou outra das maneiras: ou a massa do corpúsculo deve ser muito pequena em comparação com a do átomo de hidrogênio, que até muito recentemente era a menor massa reconhecida na física, ou então a carga no corpúsculo deve ser muito maior do que no átomo de hidrogênio. Agora, foi demonstrado por um método que descreverei brevemente, que a carga elétrica é praticamente a mesma nos dois casos, portanto, somos levados à conclusão de que a massa do corpúsculo é apenas cerca de 1 / 1.700 da do hidrogênio. átomo. Assim, o átomo não é o limite último para a subdivisão da matéria, podemos ir mais longe e chegar ao corpúsculo, e neste estágio o corpúsculo é o mesmo de qualquer fonte de que possa ser derivado.

Corpúsculos amplamente distribuídos

Os corpúsculos também são emitidos por metais e outros corpos, mas especialmente pelos metais alcalinos, quando estes são expostos à luz. [23]

Eles são continuamente dados em grandes quantidades e com velocidades muito grandes por substâncias radioativas como o urânio e o rádio [24], eles são produzidos em grandes quantidades quando os sais são postos em chamas, e há boas razões para supor que os corpúsculos nos alcançam a partir de o sol.

O corpúsculo encontra-se assim amplamente distribuído, mas onde quer que se encontre, preserva a sua individualidade, sendo e / m sempre igual a um determinado valor constante.

O corpúsculo parece fazer parte de todos os tipos de matéria sob as mais diversas condições, parece natural, portanto, considerá-lo como um dos tijolos dos quais os átomos são constituídos. [25]

Magnitude da carga elétrica transportada pelo corpúsculo

Quando partículas carregadas estão presentes no gás, Wilson mostrou que uma quantidade muito menor de resfriamento é suficiente para produzir a névoa, uma supersaturação de quatro vezes sendo tudo o que é necessário quando as partículas carregadas são aquelas que ocorrem em um gás quando ele está em um estado em que conduz eletricidade. Cada uma das partículas carregadas torna-se o centro ao redor do qual uma gota de água forma as gotas formam uma nuvem e, assim, as partículas carregadas, embora pequenas para começar, agora se tornam visíveis e podem ser observadas.

O efeito das partículas carregadas na formação de uma nuvem pode ser mostrado de forma muito distinta pelo seguinte experimento:

Um vaso que está em contato com a água está saturado de umidade na temperatura ambiente. Este vaso está em comunicação com um cilindro no qual um grande pistão desliza para cima e para baixo. O pistão, para começar, está no topo de seu curso, exaurindo repentinamente o ar de baixo do pistão, o ar no vaso se expandirá muito rapidamente. Quando, no entanto, o ar se expande, ele esfria, portanto, o ar no vaso anteriormente saturado agora está supersaturado. Se não houver poeira presente, não haverá deposição de umidade, a menos que o ar seja resfriado a uma temperatura tão baixa que a quantidade de umidade necessária para saturá-la seja apenas cerca de 1/8 da realmente presente.

Agora, a quantidade de resfriamento e, portanto, de supersaturação, depende do percurso do pistão, quanto maior o percurso, maior o resfriamento. Suponha que a viagem seja regulada de forma que a supersaturação seja menor que óctuplo e maior que quádruplo. Agora libertamos o ar da poeira formando nuvem após nuvem no ar empoeirado, à medida que as nuvens caem, elas carregam a poeira com elas, assim como na natureza o ar é limpo por chuvas. Por fim, descobrimos que, quando fazemos a expansão, nenhuma nuvem é visível. [28]

O gás agora é feito em um estado condutor, trazendo um pouco de rádio para perto do recipiente, o que preenche o gás com grandes quantidades de partículas eletrificadas positiva e negativamente. Ao fazer a expansão agora, uma nuvem extremamente densa é formada. Que isso é devido à eletrificação no gás pode ser demonstrado pelo seguinte experimento:

Ao longo das paredes internas da embarcação, temos duas placas verticais isoladas que podem ser eletrificadas. Se essas placas estiverem carregadas, elas arrastarão as partículas eletrificadas para fora do gás com a mesma rapidez com que se formaram, de modo que, dessa forma, podemos nos livrar, ou pelo menos reduzir em grande parte, o número de partículas eletrificadas no gás. Se a expansão agora for feita com as placas carregadas antes de trazer o rádio, há apenas uma pequena nuvem formada. [29]

Podemos usar as gotas para encontrar a carga nas partículas, pois quando sabemos a viagem do pistão, podemos deduzir a quantidade de supersaturação e, portanto, a quantidade de água depositada quando a nuvem se forma. A água é depositada na forma de um número de pequenas gotas, todas do mesmo tamanho, portanto, o número de gotas será o volume da água depositada dividido pelo volume de uma das gotas. Portanto, se encontrarmos o volume de uma das gotas, podemos encontrar o número de gotas que se formam em torno das partículas carregadas. Se as partículas não forem muito numerosas, cada uma terá uma gota ao seu redor, e assim podemos encontrar o número de partículas eletrificadas. [30]

Pela taxa com que as gotas caem lentamente, podemos determinar seu tamanho. Em conseqüência da viscosidade ou fricção do ar, pequenos corpos não caem com uma velocidade constantemente acelerada, mas logo alcançam uma velocidade que permanece uniforme para o resto da queda, quanto menor o corpo, mais lenta essa velocidade. Sir George Stokes mostrou que v, a velocidade com que uma gota de chuva cai, é dada pela fórmula

Se substituirmos os valores de g e & mu, obtemos

Podemos, dessa forma, encontrar o volume de uma gota e, portanto, como explicado acima, calcular o número de gotas e, portanto, o número de partículas eletrificadas.

É uma questão simples encontrar por métodos elétricos a quantidade total de eletricidade nessas partículas e, portanto, como sabemos o número de partículas, podemos deduzir de uma só vez a carga de cada partícula.

Este foi o método pelo qual eu primeiro determinei a carga na partícula [31] HA Wilson desde então usou um método mais simples baseado nos seguintes princípios: CTR Wilson mostrou que as gotas de água condensam mais facilmente em partículas eletrificadas negativamente do que positivamente eletrificados. Assim, ao ajustar a expansão, é possível obter gotas de água ao redor das partículas negativas e não ao redor das positivas com esta expansão, portanto, todas as gotas são eletrificadas negativamente. The size of these drops and therefore their weight can, as before, be determined by measuring the speed at which they fall under gravity. Suppose now, that we hold above the drops a positively electrified body then, since the drops are negatively electrified, they will be attracted towards the positive electricity, and thus the downward force on the drops will be diminished and they will not fall so rapidly as they did when free from electrical attraction. If we adjust the electrical attraction so that the upward force on each drop is equal to the weight of the drop, the drops will not fall at all, but will, like Mahomet's coffin[32], remain suspended between heaven and earth. If then we adjust the electrical force until the drops are in equilibrium and neither fall nor rise, we know that the upward force on each drop is equal to the weight of the drop, which we have already determined by measuring the rate of fall when the drop was not exposed to any electrical force. If X is the electrical force, e the charge on the drop, and w its weight, we have, when there is equilibrium,

It might be objected that the charge measured in the preceding experiments is the charge on a molecule or collection of molecules of the gas, and not the charge on a corpuscle.[33]

This objection does not, however, apply to another form in which I tried the experiment, where the charges on the corpuscles were got, not by exposing the gas to the effects of radium, but by allowing ultraviolet light to fall on a metal plate in contact with the gas. In this case, as experiments made in a very high vacuum show, the electrification, which is entirely negative, escapes from the metal in the form of corpuscles. When a gas is present, the corpuscles strike against the molecules of the gas and stick to them.

Thus, though it is the molecules which are charged, the charge on a molecule is equal to the charge on a corpuscle, and when we determine the charge on the molecules by the methods I have just described, we determine the charge carried by the corpuscle.

The value of the charge when the electrification is produced by ultraviolet light is the same as when the electrification is produced by radium.[34]

We have just seen that e , the charge on the corpuscle, is in electromagnetic units equal to 10 -20 , and we have previously found that e/m , m being the mass of a corpuscle, is equal to 1.7x10 7 , hence m = 6x10 -28 grammes.

We can realize more easily what this means if we express the mass of the corpuscle in terms of the mass of the atom of hydrogen.

We have seen that for the corpuscle e/m = 1.7x10 7 . If E is the charge carried by an atom of hydrogen in the electrolysis of dilute solutions, and M is the mass of the hydrogen atom, E/M = 10 4 hence e/m = 1,700 E/M .

We have already stated that the value of e found by the preceding methods agrees well with the value of E which has long been approximately known. Townsend has used a method in which the value of e/E is directly measured, and has shown in this way also that e equal to E . Hence, since e/m = 1,700 E/M , we have M = 1,700 m , i.e., the mass of a corpuscle is only about 1/1,700 part of the mass of the hydrogen atom.[35]

In all known cases in which negative electricity occurs in gases at very low pressures, it occurs in the form of corpuscles, small bodies with an invariable charge and mass. The case is entirely different with positive electricity.[36]

Notas

[2]Both of these properties of electrons, their very low mass and their widespread occurrence, had profound effects on scientists' understanding of matter. The small mass indicated that pieces of matter existed which were smaller (lighter) than the smallest atom yet known by a factor of 1000. The formation of the same small particles from a wide variety of sources suggested that those particles were common constituents of atoms, and not an exotic form of matter. The two conclusions taken together imply that even the smallest atoms have component parts, that they are not structureless or indivisible. (The picture of structureless atoms as the basic building blocks of atoms was rather widely, but by no means universally held at the close of the 19 th century. Some scientists, including Thomson, believed that atoms had structure, whether or not they were divisible. And a minority still regarded atoms themselves as unproved or as useful fictions.)

[3] Exhausted is used here in the sense of evacuated , that is, a glass tube from which the gas had been pumped. Vacuum tube would be another appropriate term for such a device.

[4]William Crookes was a productive researcher and highly original and speculative thinker in many areas of physics and chemistry. (See chapter 14, note 29.) His work on electrical discharges in vacuum tubes in the late 1870s laid some foundational work on which Thomson built indeed, his "Crookes tubes" were widely used in cathode ray research.

[5]See photo of Crookes' Maltese cross tube (at the Science Museum, London). A Maltese cross has arms of equal length and is flared at the ends. The cross was used as a heraldic symbol of the medieval crusading Knights of Malta. The advantage of employing this shape in the present experiment is that it is simple enough to fashion, yet complex enough to throw quite distinctive shadows. Mica is an aluminum silicate mineral readily split into thin transparent sheets.

[6]Cathode rays were known for much of the 19 th century. Descriptions of electrical discharges in partially evacuated containers date to the late 18 th century. Productive study of the rays began in the 1850s, when Johann Geissler improved the vacuum pump and vacuum tubes and Julius Plücker made systematic observations using those tubes. Eugen Goldstein coined the term cathode rays in 1876. They were called cathode rays because they were emitted from the cathode of the vacuum tube. The term cathode ray is obsolete today the rays would be described as a beam of electrons. See Anderson 1964 or Pais 1986 for detailed chronologies of cathode ray research.

Even though one rarely hears of cathode rays anymore, cathode ray tubes (CRTs) were specialized and sophisticated versions of vacuum tubes widely used for video display in television sets, computer monitors, oscilloscopes, and other devices throughout the second half of the 20th century. CRTs shoot electrons at a screen coated with phosphors, which glow when they are struck by the electron beam. (Thomson's tube glowed green because of the kind of glass it was made of other materials glow other colors when struck by electrons.) CRTs use magnetic fields to make the electron beam rapidly scan the tube to produce an image. (In the mid-19 th century, Plücker noticed that magnetic fields distort the glow of cathode rays.) Big projection screen TVs and flat-screen monitors have largely displaced CRTs for video monitors in the 21st century.

[7]The two alternatives represent two main categories of physical reality. The key word in the first alternative, suggested in 1871 by Cromwell Varley, is bodies . That is, the English physicists thought cathode rays were a stream of fast-moving particles and therefore matter. The key word in the second alternative, proposed in 1880 by Goldstein, is waves . That is, the German physicists thought cathode rays were a wave phenomenon, perhaps something like light and other related electromagnetic energy. At the end of the 19 th century, physicists considered waves and particles two distinct alternatives something could not be both a wave and a particle. The sharp distinction between waves and particles blurred during the first quarter of the 20 th century now physicists routinely refer to wavelike properties of particles and particle-like properties of waves. In fact, the electron turned out to be a particle which is involved in several wave-like phenomena (but that's another story).

[8]Thomson's line of argument, essentially, is that one can tell cathode rays are charged particles because they behave the way charged particles behave. The behavior of charged particles in magnetic fields is just one of several consequences that can be inferred from the hypothesis that cathode rays consist of charged particles.

There is a deep connection between electricity and magnetism, despite their seeming at first to be distinct phenomena. The fact that magnetic fields can deflect moving electrical charges is one of the manifestations of this deep connection. A more practical aspect of the relationship between electricity and magnetism is that moving electric charges can give rise to magnetic fields, and changing magnetic fields can set electric charges into motion. This connection is the basis for the generation of electrical current at power plants and for the design of electrical motors. The English scientists Michael Faraday (1791-1867) and James Clerk Maxwell (1831-1879 see portrait in Early History of Radio Astronomy, Frank D. Ghigo, National Radio Astronomy Observatory) were instrumental in unraveling the connections between electricity and magnetism.

[9]The diagram below shows the directions involved: down is into the screen and up is out of the screen.

[10]Jean Baptiste Perrin (1870-1942 see photo and biographical information at the Nobel Foundation website) carried out this collection of cathode rays in 1895 [Perrin 1895]. Perrin was awarded the Nobel Prize in physics in 1926 for his work on the random motion of atoms (known as Brownian movement), which he began in 1908.

[11]Thomson has so far described two independent lines of evidence to support the hypothesis that cathode rays are particles that carry a negative electrical charge. First, cathode rays exposed to a magnetic field act just like negative electric charges in motion would act. Second, a metal bombarded by cathode rays acquires a negative electrical charge. Thomson himself made the collection experiment conclusive and particularly elegant, by combined both lines of evidence (using magnetic deflection to guide the particles onto the metal collector) [Thomson 1897a, 1897b].

[12]If cathode rays are electrically charged particles, they should behave like charged particles in all respects in particularly, they ought to be deflected when exposed to an electric field. In 1883, German physicist Heinrich Hertz looked for deflection of cathode rays by electric fields but found no deflection.

Hertz (1857-1894 see photo in Early History of Radio Astronomy, Frank D. Ghigo, National Radio Astronomy Observatory) is best known for his work demonstrating the existence of electromagnetic waves, in particular radio waves. The frequencies of radio waves are measured in units named after him one hertz is one cycle per second. Frequencies in the FM band are in the neighborhood of 100 megahertz (millions of hertz), and AM frequencies are in the neighborhood of 1000 kilohertz (thousands of hertz).

[13]Thomson said that the passage of cathode rays made the gas in the tube capable of conducting electricity. A modern scientist would say that the cathode rays (electrons) ionize the gas molecules, breaking off additional electrons from the atoms and leaving positively charged ions . (Ions are electrically charged atoms or molecules.) Indeed, Thomson presented this picture of ionization in 1899, not long after his characterization of cathode rays.

Electrostatic attraction would cause the ions to surround the electrons. Since each of the charged particles itself gives rise to an electric field, it was certainly plausible to think that an external electric field would hardly be felt by the surrounded cathode rays. If Thomson was right (and he was), his next task would be to reduce the screening effect of the ions or otherwise prove that their interference prevented electric deflection of the cathode rays. If not, the failure of electric deflection experiments could be interpreted as evidence against the idea that cathode rays were electrically charged particles.

[14]The demonstration that cathode rays were deflected by electric fields awaited a technological development, improvement in the techniques for achieving high vacua (extremely low pressures). As Thomson later recalled [Thomson 1936]:

[15]I find it somewhat curious that Thomson fails to mention the student of Hertz who was awarded the Nobel Prize in physics one year before Thomson for his own work on cathode rays. Philipp Lenard (1862-1947 1897b].

[16]At the time of Hertz' experiments, those who thought that cathode rays were charged particles had in mind charged gas molecules. Since gas molecules were known to be incapable of penetrating metal foils, no wonder this observation was "startling." The observation would be somewhat less startling if the rays were supposed to be particles much smaller than gas molecules.

[17]The design of this experiment illustrates an elegant indirect measurement and the use of mathematical formalism to derive inferences from observations. The measurement is indirect in that it determines the speed of the particle without measuring either distance or time. (Indeed, Thomson tried a more direct measurement of cathode ray velocity in 1894 [Thomson 1894], but it turned out to be unreliable.) The force a magnetic field exerts on a charged particle is proportional to the speed of the particle as well as its charge thus, if that force could be measured the speed could be inferred. Thomson couldn't even quite measure the force, but he could arrange to balance the force with an electric field. Since the cathode rays made the glass tube glow where they hit it, the rays provided a visible means to tell then the magnetic and electric forces were in balance. When they were in balance, the two forces were equal. Then a single step of elementary algebra turned a mathematical statement about two equal forces into a formula for the velocity of the ray. Since the electric and magnetic field strengths were known and controlled by the experimenter, the velocity could be computed.

The figure below (from Thomson 1897b) shows a diagram of the apparatus including the plates for applying an electric field and a scale at the right end to measure deflection of the beam.

[18]In emphasizing how fast the rays are compared to forms of matter then known, Thomson does not stress that the rays are slow compared to light. But this observation is another piece of evidence against the hypothesis that the rays are electromagnetic waves, for those waves travel at the speed of light.

[19]This measurement of the charge to mass ratio ( e / m ) of the electron is also indirect, and it illustrates even better than the measurement of velocity the utility of algebraic language to make inferences. To paraphrase, an electric field with strength X applied perpendicular to the line of direction of the cathode rays will make the rays fall a distance d over the course of a flight of length l (essentially the length of the tube). The distance the rays will fall is given by:

[20]It would not be surprising if e/m were found to be independent of speed, for neither the mass nor the charge of an ion depends on speed--at least for ordinary speeds. The fact that there were some variations in the mass of the electron near the speed of light, as documented by Walter Kaufmann's careful measurements published in 1901, was interesting and required explanation. That explanation (and the "other considerations" Thomson mentions here) came in 1905 with Albert Einstein's theory of special relativity. Kaufmann is worth mentioning in an account of the discovery of the electron because he used the very method described here by Thomson to measure e/m of cathode rays in 1897.

[21]Each kind of ion has its own characteristic charge to mass ratio, because each ion has a specific electrical charge and its own characteristic mass. For example, hydrogen ions (H + ) all carry a particular amount of charge and have a particular mass, resulting in a characteristic e / m ratio sodium ions (Na + ) carry the same charge as hydrogen ions, but have a greater weight, and therefore a smaller characteristic e / m ratio.

Thomson found that cathode rays always had the same e / m ratio, no matter what metals were used for the cathodes and no matter what gas was used in the tubes. Kaufmann concluded that the hypothesis that cathode rays were particles was inconsistent with this result. Thomson had already been convinced by the preceding evidence that the rays were particles as we will see, he took the constancy of e/m as evidence that the rays are fragments common to all the gases.

[22]Rubidium (Rb), sodium (Na), and potassium (K) are all in the same column in the periodic table, and belong to the family of alkali metals. So it is not surprising that they have similar properties. In fact, one of the characteristics of that column of the table is the relative ease with which those atoms lose a single electron.

[23]Thomson did not discover the thermoelectric and photoelectric phenomena he just mentioned ( i.e. , the phenomena in which particles are ejected from hot bodies or metals exposed to light). He did, however, show that the particles involved in these phenomena are the same as cathode rays [Thomson 1899].

[24]By the time of this address, the radioactive fragments which had been labeled &beta [Rutherford 1899] had already been identified as electrons.

[25]From his earliest characterization of cathode rays, Thomson argued that they were building blocks of atoms [Thomson 1897a], and he elaborated that idea considerably by the time of this address. As early as 1897, he suggested a link between the arrangement of electrons in atoms and the periodicity of atomic properties [Thomson 1897b] (albeit not the link generally recognized today). In 1899 he proposed that ions, charged atoms, acquire their charge by the detachment and attachment of electrons [Thomson 1899]. In 1904 he attempted to explain atomic spectra in terms of the oscillations of electrons in atoms [Thomson 1904]. And in 1906 he argued that the number of electrons in an atom was of the same order of magnitude as its atomic weight (not thousands of electrons per atom, as had been thought up to that point) [Thomson 1906a]. Helge Kragh argues convincingly that Thomson believed that atoms were made up of some sort of corpuscle long before 1897. [Kragh 1997] It is therefore not surprising that Thomson was so prepared to identify the newly characterized cathode particles as one of the constituents of atoms and to construct structural models based on them.

[26]Scottish physicist Charles Thomson Rees Wilson (1869-1959 see biographical sketch at Nobel Foundation) was awarded the Nobel Prize in physics in 1927 for his invention and further development of the cloud chamber (which Thomson describes in some detail here). Wilson was a student of Thomson. He developed the tool for measuring the charge on ions produced by X-rays.

In this brief address, Thomson has mentioned two instances of how the development of tools allowed his research to progress: the cloud chamber and vacuum technology. Technology frequently does assist the progress of science in this way, even if the opposite relationship, the role of science in advancing technology, is more widely known.

[27]Keep in mind that Thomson worked in England he was very familiar with the phenomena of fog and rain!

[28]The process of rapid expansion cools the moist air. If any dust is present, tiny droplets will form on the dust particles, and carry them to the bottom of the container. The expansion (cooling) is repeated until all the dust has settled at the bottom of the container, carried down by droplets.

[29]When radium, a radioactive element which can ionize (electrify) the air, is introduced, a dense "cloud" is observed to form in dust-free air. Thomson asserts that the cloud is due to the presence of charged particles. How does he know? He can remove the charged particles, and when he does, he greatly reduces the extent of cloud formation.

[30]Now the experiment passes from the qualitative to the quantitative. So far, Thomson has explained how the cloud chamber can be used to detect and visualize charged particles: the visible droplet which forms in dust-free air is like a tag on the invisible charged particle. But the technique can provide even more information: by carefully controlling the amount of supersaturation, one can figure out how much water is contained in the "cloud" droplets by measuring the speed at which the droplets fall, one can compute the size of the droplets this information allows computation of the number of droplets. The assumption, as yet unstated but addressed below, is that the number of droplets is the same as the number of charged particles.

[31]From the number of particles and the total charge (obtained from other electrical measurements), one can determine the charge per particle. Thomson made this determination in 1899 [Thomson 1899].

[32]According to a European legend foreign to Islamic tradition, the coffin of the prophet Mohammad (Mahomet) was suspended by magnets in the middle of his tomb. Apparently this story was well enough known in England that figures as different as Thomson just after the 19 th century and Mary Wollstonecraft just before it ( Vindication of the Rights of Woman , 1792) could refer to it in such a casual way.

[33]Once again Thomson raises possible objections to his experiments and answers them. Here the question is how he knew that the droplets were forming on single charged particles rather than clusters of them, and how he knew the charge was that of an electron rather than an ionized gas molecule.

[34]In fact, the charge of the electron is a fundamental unit of electrical charge. It turns out that the positive building block of atoms, the proton, has the same amount of charge but with the opposite sign. The charges of ions are whole-number multiples of this fundamental charge.

[35]Here Thomson concludes the proof of the argument he made above: the very large e/m of the electron is due to an ordinary charge and a very small mass, much smaller than that of the lightest atom.

[36]Thomson's specialty was the conduction of electricity through gases. The electricity was carried by particles of negative charge and also by particles of positive charge. In gases, the negative charges were all alike (electrons), but the positive charges varied in mass and charge depending on (among other things) what gas was present. These positive ions are what is left of an atom or molecule of the gas after one or more electrons are removed.


4 Reasons Online Dating Works for Expatriate Singles in Germany

No matter who you ask, you will get the same answer: dating nowadays is hard. For single expats in Germany, dating is even harder. Online Dating

10 Tips for Creating the Perfect Online Dating Profile for Expats

In a perfect world, you and your soulmate would bump into each other on the streets of Germany, lock eyes, and fall madly in love the next second. Dating Profile

Online Dating Tips for Men vs. Women

Is online dating easier for single female expats in Germany than for their male counterparts? Dating Tips


Symbol on utility pole in photograph from 1906 - History

- St. Zlata Bulgarian Orthodox Church, June 10, 2021, Xristians.com

Purchasing my domain name through HugeDomains.com was easy & seamless. Their purchase plan allowed me to secure the domain name and was a simple, no-fuss set-up. Very professional, with email confirmation of purchase instantaneously arriving into my inbox.

I feel safe and satisfied to purchase on HD, I added a friendly link on my demo website and will also add one on my release-version website.

- Astaturl Celestia, June 8, 2021, Filasse.com

Loved the payment plan options. Fast domain purchase as well. I was up in running within 2 hours. Made it a no brainer.

- Carlos Flores, June 7, 2021, ServicePop.com

Great process to purchase domain!

I really love being able to finance a premium domain. Super seamless process and huge impact in my business.

- G Satya Naresh Kumar, June 2, 2021, TelanganaTv.com

Awesome company. Great people. Fanatical service. Reasonable pricing. What else to say? Sim. if all else fails, ask for Patrick. He is my secret weapon at HugeDomains. Never fails!

- Aderemi Dosunmu, June 1, 2021, BlackPsychiatry.com

Extremely happy to have acquired LABuySell.com (aka LosAngelesBuySell.com). The process with quick and easy and I had access to the domain within a few hours and later the domain transferred into my name within a couple of days.. LA Buy & Sell is now active and making money.

The folks at HugeDomains are always a pleasure to work with. They go out of their way to make sure you're happy with your domain, and their step-by-step instructions as to how the process works could not be any easier. I'm always happy when a domain I'm interested in is available through HugeDomains.com, because I know it will be offered at fair price, and all the technical details will be done right the first time.

We were able to purchase a domain we'd been interested in for a while. The purchasing process was quick and easy.

Transparent actions that were required by me to complete the purchase is what made me pull the trigger on the purchase.

- DIMITRIS GOUSIS, May 22, 2021, DroneCrash.com

Such great service! Recommend HugeDomains.com to anyone!

- Peter LoVerso, May 22, 2021, Loverso.com

Obrigado ! Huge Domains is a fantastic opportunity for everybody to begin a new business

- Antonella Bondi, May 22, 2021, PanPasta.com

I didn't expect a domain payment plan purchase to be so smooth. That has to be your hook within all campaigns.

We were very pleased with the service HugeDomains provided. We would use your service again.

- Lan Anh Tran Nguyen, May 18, 2021, GamaService.com

Excellent customer service from HugeDomains! The transaction with HugeDomains was fast and easy!

- Mamta Tondare, May 18, 2021, TonDare.com

There was a waiting period while purchasing my domain, but the staff was kind and let me know about it promptly. Although I personally had to reach out about the availability, the purchase process was simple and easy. Overall I would have to say it was a great experience.

Excellent service, great payment plans, third domain from their site.

It was one of the easiest and efficient domain purchases I made.

- Shorupan Pirakaspathy, May 10, 2021, BondsCoin.com

The fact I could by a high value domain with a no commitment payment plan and then redirect it until fully purchased is fantastic. I never could have justified paying for it all upfront.

This is my second purchase from HugeDomains and the process has been fast and easy. Instructions on what to do next are clear and support is excellent. Great service!

I tried purchasing on a different domain site and the transaction failed to go through. Horrible communications so I search ICANN and found a phone number to call. That lead me to Huge Domains. I called and the rep updated the system to let me purchase. I had it in under 10 minutes when the other company just gave up. Phenomenal service and happy customer!

- Joseph Weinzetl, May 3, 2021, Snoda.com

- Pecol Sistemas De Fixacao Sa, April 28, 2021, DitShop.com

Great Service, very fast and very responsive.

The purchase was easy, company handled it well, handed over domain details and logins instantly. Obrigado

The best , fast service and easy to use and only one which provide a monthly pay

- Mustafa Yassir, April 26, 2021, MexicaliBeer.com

Very quick and easy. Great communication

- Keith Gordon, April 23, 2021, SlavicGirl.com

It's quick and it worked really well. They don't mess with you. Verify your email. I'm using the webmail and had a professional email within 20 minutes. Super cool. The domain was expensive, but it wasn't insane.

Easy Platform to use, Fantastic Support & Nothing but Great Results!

- Ghost Vapors, April 22, 2021, GhostVapors.com

Great service! I was amazed with the speed and quality of customer support. 100% my honest recommendation!

This was a super easy and fast process. I would use their service again.

- Blake Loveland, April 20, 2021, StonesKia.com

I am happy I was able to purchase the domain of my dreams through payments and was easy to navigate.

- Sylvia Narvaez, April 20, 2021, BlancoArt.com

Always great service from HugeDomains - have bought a few domains from them over the years, and it's always been a good experience!

Quick and clear transaction, no fuzz.

They delivered on the promise of selling me the domain I purchased. The follow on emails and transfer process were expedient and well written.

- Dru Sellers, April 15, 2021, Bonsaisearch.com

I couldn't be happier with our several domain purchases with Huge Domains over the past year. This company is the real deal when it comes to consistency in their selling process. The prices are fair and their payment plans definitely help ease the burden of a substantial investment. If you're looking to start an online business or rebrand an existing one with a better domain, I can definitely say Huge Domains is a place you need to search. Your best domain may very well be here.

- Michael Santiago, April 14, 2021, OnlineBusiness.com

Even that some people complain about these guys, they just do business like the rest of us. They took the time to update the domain membership terms and so I purchase it. The service from the support is quite good as well.

- Alvin Konda, April 14, 2021, FireTheme.com

Buying a premium domain was a seamless experience. The customer support team provided answers to my questions in advance of purchases and afterwards. Overall, HugeDomains.com will now be my go to company for domain registration.

Easy process, secure purchase.

- Joseph Richardson, April 12, 2021, JoesJobs.com

The process was surprisingly easy. I'm happy to have obtained this domain name and be able to afford it as well.

- Austin Coats, April 9, 2021, RadSec.com

The transaction was smooth and faster.

- Samshudin Dawoodani, April 7, 2021, SmokeDeal.com

Couldn't of been smoother - fast, easy process.

- Stephen Perry, April 5, 2021, DurTs.com

Easy to arrange. Payment plan is good and has made it affordable for us. Quick service.

No complaints..everything was cut and dry. So far a great business exchange.


Kosten für den internationalen Versand

Sie finden die geschätzten Versandkosten für jedes eBay-Angebot im Abschnitt Versand und Zahlungsmethoden. Dort sehen Sie auch, welchen Versandservice der Verkäufer verwendet, von wo der Artikel verschickt wird und in welche Länder der Verkäufer seine Artikel verschickt.

Die Angebote enthalten gegebenenfalls auch Informationen zu den Zollgebühren und Einfuhrabgaben. Die endgültigen Kosten für ein Angebot stehen erst dann fest, wenn Sie den Artikel bei der Kaufabwicklung bezahlen. Wenn Sie z. B. während der Kaufabwicklung Ihre Lieferadresse ändern oder die geltenden Einfuhrregeln vor Ablauf der Zahlung geändert werden, können sich auch die Gebühren ändern.

Wenn Sie die Versanddetails bei der Kaufabwicklung vor der Bezahlung bestätigen, sehen Sie die endgültigen Kosten.


令和2年度PTA総会は、新型コロナウイルスの感染拡大防止という観点から、書面審議にさせていただくことにいたします。 つきましては、議案書を生徒にお渡ししましたので、御覧いただき、「【甲府西高等学校PTA総会】書面審査フォーム」から御意見等を入力いただきますようお願い申し上げます。 上記の青字部分をクリックして、「書面審査フォーム」に進んでください。 &nb.

来年度の前期募集に関する情報をホームページに掲載しました。 詳しくは 前期募集について をご覧ください。

生徒並びに保護者の皆様へ 2020/5/26 8:30 更新 5月25日(月)より学校が再開となりましたが、学校の出欠席の取り扱いにつきましては、発熱や風邪の症状等がある場合の欠席は出席停止とするなど、新型コロナウィルス感染拡大防止のための柔軟な措置が求められております。 そこで、当面の間、本校では以下の事由による欠席につきまし.

生徒・保護者の皆様へ 2020/05/20 19:15 更新 緊急事態宣言が解除されたとはいえ、新型コロナウィルス感染拡大防止に向けては、依然として感染予防に努めた行動が求められております。県教育委員会は、予定どおり5月25日から学校を再開するとしておりますが、5月中は分散登校を、少なくとも6月の第1週は時差登校を、との方針を示しております.

生徒・保護者の皆様へ 2020/5/15 17:45 更新 5月11日・12日の課題提出や教材配付に関する登校につきまして、御理解と御協力をありがとうございました。オンラインによる指導にも努めておりますが、直接生徒の皆さんと会うことができ、気持ちも落ち着いたところです。今回の登校が一つのきっかけとなり、生徒の皆さんも少しでも前向きな気持ちにな.

5月24日まで休校が延長されました。 その間の学習の重点事項について再度紹介します。 今までと同様に該当の年次、教科を選択して指示に従ってください。 学校再開後の学習にもスムーズに授業が行えるよう、皆さん学習に励んでください。 本校の先生方による動画ですが、Teamsに移行します。 教科によってはYoutubeも併用するところも.

生徒並びに保護者の皆様へ 2020/5/8 18:45 更新 臨時休業期間が再び延長されまたことを受け、本校では、これまでの基本方針に基づく取組を引き続き進めながら、生徒の皆さんの学習や生活面の支援をしていきます。先の見通しがもてない状況にはありますが、生徒の皆さんが目標をもちながら、自分のできることに集中し、有意義な日々が過ごせていけますようサ.

保護者の皆様へ 2020/5/7 18:15 更新 臨時休業が長引いており、保護者の皆様には何かと御心労をおかけしておりますが、本校の対応につきまして、御理解と御協力をいただいておりますことに厚く感謝申しあげます。 さて、先日、今年度のPTA総会につきまして、御連絡をさせていただきましたが、学校再開が.

生徒及び保護者の皆様へ 2020/5/7 17:30 更新 学習や生活状況の確認、課題の提出や新たな教材の配付などを目的として、以下の日程での分散登校を実施します。短時間であること、一人一人の距離を保つこと、アルコール消毒の徹底など、感染予防には十分配慮いたしますので、趣旨を御理解のうえ、御協力をよろしくお願いいたします。 -登.


Symbol on utility pole in photograph from 1906 - History

CleopatraCleopatra VII Philopator was the last active ruler of the Ptolemaic Kingdom of Egypt. As a member of the Ptolemaic dynasty, she was a descendant of its founder Ptolemy I Soter, a Macedonian Greek general and companion of Alexander the Great. After the death of Cleopatra, Egypt became a province of the Roman Empire, marking the end of the second to last Hellenistic state and the age that had lasted since the reign of Alexander. Her native language was Koine Greek, and she was the only Ptolemaic ruler to learn the Egyptian language.

BibleThe Bíblia is a collection of religious texts or scriptures sacred to Christians, Jews, Samaritans, Rastafari and others. It appears in the form of an anthology, a compilation of texts of a variety of forms that are all linked by the belief that they are collectively revelations of God. These texts include theologically-focused historical accounts, hymns, prayers, proverbs, parables, didactic letters, erotica, poetry, and prophecies. Believers also generally consider the Bible to be a product of divine inspiration.

BridgertonBridgerton is an American streaming television period drama series created by Chris Van Dusen and produced by Shonda Rhimes. It is based on Julia Quinn's novels set in the competitive world of Regency era London's Tonelada during the season, when debutantes are presented at court. It premiered on Netflix on December 25, 2020.

Donald TrumpDonald John Trump is the 45th and current president of the United States. Before entering politics, he was a businessman and television personality.

Regé-Jean PageRegé-Jean Page is a Zimbabwean and English actor. He is known for playing Chicken George in the 2016 miniseries Raízes and from 2018 to 2019 was a regular cast member on the ABC legal drama For the People. As of 2020, Page stars in the Netflix period drama, Bridgerton as Simon Basset, Duke of Hastings.

Ashley BidenAshley Blazer Biden is an American social worker, activist, philanthropist, and fashion designer. The daughter of U.S. President Joe Biden and First Lady Jill Biden, she served as the executive director of the Delaware Center for Justice from 2014 to 2019. Prior to her administrative role at the center, she worked in the Delaware Department of Services for Children, Youth, and Their Families. Biden founded the fashion company Livelihood, which partners with the online retailer Gilt Groupe to raise money for community programs focused on eliminating income inequality in the United States, launching it at New York Fashion Week in 2017.

Rachel LevineRachel L. Levine is an American pediatrician who has served as the Pennsylvania Secretary of Health since 2017. She is a Professor of Pediatrics and Psychiatry at the Penn State College of Medicine, and previously served as the Pennsylvania Physician General from 2015 to 2017. She is one of only a handful of openly transgender government officials in the United States. President Joe Biden has nominated Levine to be Assistant Secretary for Health. She would be the first openly transgender federal official to be confirmed by the Senate.


Símbolo em poste em fotografia de 1906 - História

CleopatraCleopatra VII Philopator foi o último governante ativo do Reino Ptolomaico do Egito. Como membro da dinastia ptolomaica, ela era descendente de seu fundador Ptolomeu I Sóter, um general grego macedônio e companheiro de Alexandre o Grande. Após a morte de Cleópatra, o Egito tornou-se uma província do Império Romano, marcando o fim do penúltimo estado helenístico e a era que durou desde o reinado de Alexandre. Sua língua nativa era o grego koiné, e ela foi a única governante ptolomaica a aprender a língua egípcia.

BibleThe Bíblia é uma coleção de textos religiosos ou escrituras sagradas para cristãos, judeus, samaritanos, rastafari e outros. Ele aparece na forma de uma antologia, uma compilação de textos de várias formas, todos ligados pela crença de que são coletivamente revelações de Deus. Esses textos incluem relatos históricos com enfoque teológico, hinos, orações, provérbios, parábolas, cartas didáticas, erotismo, poesia e profecias. Os crentes também geralmente consideram a Bíblia um produto de inspiração divina.

BridgertonBridgerton é uma série dramática de período da televisão americana criada por Chris Van Dusen e produzida por Shonda Rhimes. É baseado nos romances de Julia Quinn & # 39s ambientados no competitivo mundo da era regência de Londres & # 39s Tonelada durante a temporada, quando debutantes são apresentados em tribunal. Ele estreou na Netflix em 25 de dezembro de 2020.

Donald TrumpDonald John Trump é o 45º e atual presidente dos Estados Unidos. Antes de entrar na política, foi empresário e personalidade da televisão.

Regé-Jean PageRegé-Jean Page é um ator zimbabuense e inglês. Ele é conhecido por interpretar Chicken George na minissérie de 2016 Raízes e de 2018 a 2019 foi um membro regular do elenco no drama jurídico da ABC Para as pessoas. Em 2020, Page estrelou o drama de época da Netflix, Bridgerton como Simon Basset, duque de Hastings.

Ashley BidenAshley Blazer Biden é uma assistente social, ativista, filantropa e estilista americana. Filha do presidente dos EUA Joe Biden e da primeira-dama Jill Biden, ela atuou como diretora executiva do Delaware Center for Justice de 2014 a 2019. Antes de sua função administrativa no centro, ela trabalhou no Departamento de Serviços para Crianças de Delaware, Juventude e suas famílias. Biden fundou a empresa de moda Livelihood, que tem parceria com o varejista online Gilt Groupe para arrecadar dinheiro para programas comunitários focados na eliminação da desigualdade de renda nos Estados Unidos, lançando-a na New York Fashion Week em 2017.

Rachel LevineRachel L. Levine é uma pediatra americana que atua como Secretária de Saúde da Pensilvânia desde 2017. Ela é professora de Pediatria e Psiquiatria no Penn State College of Medicine e anteriormente atuou como Médica Geral da Pensilvânia de 2015 a 2017. Ela é uma das únicas um punhado de funcionários do governo abertamente transgêneros nos Estados Unidos. O presidente Joe Biden nomeou Levine como secretário adjunto de saúde. Ela seria a primeira funcionária federal abertamente transgênero a ser confirmada pelo Senado.


Assista o vídeo: Como quitar cableado y postes en tus fotografias con photoshop