General Anthony Wayne, 1745-96

General Anthony Wayne, 1745-96

General Anthony Wayne, 1745-96

Comandante americano durante a Guerra da Independência, que passou grande parte de seu tempo naquele conflito servindo diretamente sob Washington, antes de comandar brevemente o pequeno exército americano no início da Guerra Indígena.

Ao contrário de muitos comandantes americanos durante a Guerra da Independência, Wayne não tinha experiência militar antes do início da luta. Ele tinha sido ativo na política local na Pensilvânia antes de 1775, o que lhe rendeu a nomeação como coronel de um regimento de infantaria de linha da Pensilvânia no exército continental em janeiro de 1776. Ele logo foi enviado com seu regimento para reforçar a invasão do Canadá, mas isso a expedição já havia fracassado quando eles chegaram, bem a tempo de desempenhar um papel importante na derrota americana em Three Rivers (8 de junho). Eles então cobriram a retirada para Ticonderoga, onde Wayne passou vários meses comandando a guarnição em um período em que os britânicos deveriam atacá-la, mas no final decidiu não fazê-lo.

Wayne foi promovido a brigadeiro-general em fevereiro de 1777 e, no mês seguinte, juntou-se ao exército de Washington em Morristown como comandante da Infantaria da Linha da Pensilvânia. Mais uma vez, ele chegou a tempo de ver o combate, desta vez a malsucedida defesa americana da Filadélfia. Em Brandywine (11 de setembro de 1777), sua infantaria se manteve bem até que o ataque de flanco britânico forçou uma retirada americana. Deixado para atormentar o avanço britânico enquanto Washington reagrupava o exército principal, Wayne foi culpado de não estabelecer sentinelas adequadas em seu acampamento em Paoli, e os britânicos foram capazes de tirar vantagem (Massacre de Paoli, 20-21 de setembro de 1777). Ele voltou para o exército principal, que continuou a perseguir os britânicos mesmo após a queda da Filadélfia. Ele foi novamente proeminente no ataque na batalha de Germanstown (4 de outubro de 1777), demonstrando sua atitude agressiva para a guerra. Seguindo Germanstown, Wayne seguiu Washington e foi para os quartéis de inverno em Valley Forge, onde, apesar das condições atrozes, o Exército Continental começou a treinar adequadamente. De Valley Forge, ele liderou expedições de coleta em Nova Jersey, onde foi cada vez mais bem-sucedido em seus esforços.

1778 viu o Exército Continental permanecer inativo até o início do verão, quando os britânicos decidiram se retirar da Filadélfia. Wayne foi um dos poucos oficiais a defender um ataque aos britânicos antes que eles pudessem iniciar sua marcha, mas foi só depois que Clinton começou sua ação que Washington decidiu segui-los. A infantaria de Wayne desempenhou um papel digno de crédito na batalha, de outra forma inconclusiva, de Monmouth, onde ajudou Washington a restaurar a ordem após os primeiros desastres (28 de junho de 1778) e mais uma vez defendeu uma perseguição agressiva após a batalha, novamente rejeitada por Washington.

No final de 1778, Wayne foi recompensado por seu serviço com o seu próprio comando, de uma brigada de infantaria leve de 2.000 homens do Exército Continental. No ano seguinte, esta unidade desempenhou um papel importante na derrota de uma tentativa britânica de capturar as Terras Altas de Nova York, capturando a posição britânica muito forte em Stony Point depois que sua brigada quase surpreendeu os defensores, mas ainda foi capaz de sobrepujar os defensores britânicos em vinte minutos de luta corpo a corpo (15 de julho de 1779). No entanto, a posição foi abandonada logo depois que as defesas foram destruídas.

1780 viu pouca ação em torno de Nova York. O comando de Wayne foi eventualmente dissolvido, mas não antes de Wayne ser capaz de frustrar a tentativa de Benedict Arnold de trair West Point para os britânicos movendo seu comando para o forte (25 de setembro de 1780). O final de 1780 e o início de 1781 testemunharam vários motins entre as unidades americanas, incluindo a Linha da Pensilvânia, que se amotinou em dezembro de 1780. Foi Wayne quem levou suas queixas ao Congresso, onde apresentou seu caso com sucesso.

Arnold foi agora enviado para Chesapeake, onde em janeiro de 1781 ele capturou e destruiu Richmond (Virginia). A resposta de Washington foi enviar 1.200 homens sob o comando de Lafayette para cooperar com a milícia local e as forças francesas. Wayne fazia parte dessa força, que no final do ano participaria da campanha de Yorktown. Cornwallis havia passado a primavera de 1781 tentando pacificar a Carolina do Sul, mas no final de maio voltou para a Virgínia com um de seus objetivos: um ataque a Lafayette. Cornwallis conseguiu emboscar a van do exército de Lafayette em Greenspring (6 de julho de 1781), comandada por Wayne, e a derrotou. Apesar disso, Lafayette foi capaz de manter o Cornwallis desequilibrado e evitar novas derrotas americanas. O exército de Lafayette logo foi acompanhado por Washington e Rochambeau na campanha que levou à rendição em Yorktown.

Embora a rendição de Yorktown tenha efetivamente encerrado a guerra, a luta não parou imediatamente. Em janeiro de 1782, Wayne, junto com Nathaniel Greene, foi enviado para a Geórgia, onde os britânicos ainda eram relativamente fortes, com ordens de forçar os britânicos a voltarem para Savannah. Sua campanha foi interrompida por alistamentos expirados, bem como fortes forças legalistas e indígenas que se opunham a ele, mas ele foi capaz de estabelecer uma base em Ebenezer, a apenas 25 milhas de Savannah, em fevereiro. No entanto, a campanha ficou paralisada - Wayne nunca se tornou forte o suficiente para enfrentar a posição britânica em Savannah, enquanto os próprios britânicos esperavam ser retirados e, portanto, estavam em grande parte inativos. A ordem para deixar Savannah chegou em 14 de junho de 1782, e em 11 de julho os britânicos partiram e Wayne marchou.

Após a guerra, Wayne voltou à vida privada por uma década. O Congresso se opôs à ideia de um exército nacional permanente, esperando contar com milícias locais. Após um breve período em que o exército foi reduzido a menos de cem homens, um único regimento foi formado. Em 1790 e 1791, esse regimento sofreu duas derrotas esmagadoras nas mãos dos índios de Miami no Vale do Ohio. O Congresso decidiu então criar uma nova força permanente, e o presidente Washington chamou seu antigo subordinado, Wayne, para comandá-la.

A nova Legião Americana se reuniu perto de Pittsburgh, onde Wayne passou algum tempo transformando os 3.600 homens da nova força em um bem treinando, embora pequeno, exército. Finalmente, em 1794, a Legião estava pronta e Wayne marchou para o deserto de Ohio. Desta vez a marcha foi bem organizada, ao contrário das duas anteriores. Wayne protegeu sua linha de marcha com uma série de fortes, um dos quais, Fort Recovery, foi atacado em 29 de junho e defendido com sucesso. Finalmente, Wayne alcançou a principal força indiana em Fallen Timbers. Ele então esperou três dias, durante os quais a força índia começou a encolher, antes de lançar seu ataque em 20 de agosto de 1794. A Legião teve um bom desempenho na batalha, derrotando a força índia com muito poucas perdas, antes de destruir vários índios locais aldeias. No ano seguinte, Wayne se envolveu nas negociações de paz que resultaram na apresentação de Miami em agosto de 1795.

Wayne permaneceu na ativa, morrendo em 15 de dezembro de 1796 enquanto retornava de um novo posto avançado que havia sido estabelecido em Detroit. De um soldado cujo principal atributo foi sua coragem sob fogo, Wayne amadureceu em um líder cuidadoso cuja campanha final foi uma operação modelo.

Livros sobre a Guerra da Independência Americana | Índice de assuntos: Guerra da Independência Americana


Enciclopédia de Detroit

O General Anthony Wayne foi um general e estadista do Exército dos EUA que serviu com distinção durante a Guerra Revolucionária e, mais tarde, como político em seu estado natal, a Pensilvânia. Wayne, às vezes conhecido como "Mad Anthony", era conhecido por suas façanhas militares e coragem no campo de batalha enquanto lutava contra os britânicos pela independência americana. Mais tarde, ele foi comissionado pelo presidente George Washington para comandar o que ficou conhecido como a Legião dos Estados Unidos em um esforço para proteger o território conquistado pelo Tratado de Paris (1783), que os britânicos se recusaram a renunciar.

Wayne nasceu em East Township, Pensilvânia, em 1º de janeiro de 1745. Ele foi criado em uma família com uma longa tradição de serviço militar, com seu pai e avô servindo como oficiais no Exército Britânico. Quando menino, Wayne era um aluno pobre na escola e era frequentemente disciplinado por seus professores devido à sua tendência para a violência e liderar outros meninos em jogos de simulação de batalha. Apesar de seu desdém pelos acadêmicos, quando jovem, Wayne tornou-se proficiente na prática de agrimensura, um interesse que compartilharia com seu amigo posterior e oficial superior, George Washington.

Antes da Revolução Americana, Wayne tornou-se politicamente ativo na Pensilvânia, garantindo para si o cargo de membro do comitê e servindo como delegado à legislatura estadual.

Quando a Guerra Revolucionária começou em 1775, Wayne formou um regimento de pensilvanos recrutados localmente e foi nomeado coronel em 1776. Wayne rapidamente estabeleceu uma reputação para si mesmo como um líder militar valente, intransigente, mas freqüentemente excessivamente agressivo. Ele ficou conhecido por sua capacidade de reivindicar a vitória contra inúmeras adversidades, uma reputação estabelecida na Batalha de Monmouth, onde reuniu um grupo desmoralizado e sitiado de sobreviventes do acampamento de Valley Forge para a vitória contra uma força de elite de regulares britânicos altamente treinados.

A reputação de Wayne de heroísmo foi solidificada em 15 de julho de 1779 em Stony Point, Nova York, quando ele liderou uma carga de baioneta até uma fortaleza elevada e bem fortificada, defendida por duas companhias de granadeiros britânicos. Apesar de ter sido gravemente ferido no ataque, Wayne ordenou a seus homens que o carregassem para as fortificações inimigas depois que os britânicos tivessem sido subjugados, de modo que se ele morresse, o faria de forma desafiadora e com grande honra no meio da batalha.

Depois que a guerra terminou, em 1783, Wayne voltou a se envolver na política, atuando na legislatura da Pensilvânia e, mais tarde, como congressista da Geórgia. Em 1792, Wayne viu-se falido por má gestão financeira, abandonado por sua esposa devido a rumores de traição e afastado do cargo por alegações de fraude eleitoral.

A suspensão de Wayne veio na forma de um convite do presidente Washington para liderar a Legião dos Estados Unidos em uma expedição militar ao Território do Noroeste (atualmente Ohio, Indiana, Illinois, Michigan e Wisconsin), a fim de expulsar os britânicos da terra que eles havia cedido aos Estados Unidos no Tratado de Paris, mas posteriormente se recusou a desocupar. Além disso, as tribos nativas americanas da região se opuseram a qualquer tentativa de estabelecer assentamentos no Território do Noroeste e foram responsáveis ​​por inúmeros ataques contra civis.

Embora a tarefa de subjugar as tribos hostis e reduzir as muitas guarnições britânicas fortificadas na região fosse grande, Wayne começou a realizá-la com seu zelo usual, conduzindo uma campanha altamente eficiente que culminou na derrota total dos nativos americanos na Batalha de Fallen Timbers em 1794. Não mais ajudados pelas tribos nativas americanas, os britânicos entregaram suas guarnições a Wayne, permitindo-lhe assegurar imediatamente o território que logo se tornaria o estado de Ohio.

O general Anthony Wayne morreu em 15 de dezembro de 1796 de complicações de gota. O legado de Wayne foi homenageado em muitas localidades do meio-oeste, incluindo Wayne County, Fort Wayne, Wayne State University e Anthony Wayne Drive em Detroit, Michigan, todos nomeados em sua homenagem.


Conteúdo

Wayne foi um dos quatro filhos nascidos de Isaac Wayne, que imigrou da Irlanda para Easttown Township, Chester County, Pensilvânia, e Elizabeth Iddings Wayne. Ele fazia parte de uma família protestante anglo-irlandesa, seu avô era um veterano da Batalha de Boyne, onde lutou pelo lado Williamita. [3] Wayne nasceu em 1º de janeiro de 1745, na propriedade de sua família em Waynesborough. [4] Ele foi educado como agrimensor na academia particular de seu tio na Filadélfia, bem como no College of Philadelphia, embora não tenha obtido um diploma. Em 1765, Benjamin Franklin enviou a ele e a alguns associados para trabalhar por um ano no levantamento de terras concedidas na Nova Escócia, e ele ajudou a iniciar um assentamento no ano seguinte em The Township of Monckton. [5] Em 1767, ele voltou a trabalhar no curtume de seu pai, enquanto continuava a trabalhar como agrimensor. Ele se tornou uma figura proeminente no condado de Chester e serviu na legislatura da Pensilvânia de 1774 a 1780. Sua irmã Hannah se casou com seu vizinho e colega oficial do exército dos Estados Unidos, Samuel Van Leer. [6]

Casou-se com Mary Penrose em 1766 e tiveram dois filhos. Sua filha Margretta nasceu em 1770 e seu filho Isaac Wayne nasceu em 1772 e mais tarde se tornou um Representante da Pensilvânia. [7] O casamento de Wayne com Mary era conflitante, já que ele frequentemente a ignorava e tinha relacionamentos românticos com outras mulheres, incluindo Mary Vining, uma mulher rica de Delaware. [8]

Wayne formou uma unidade de milícia em 1775 e tornou-se coronel do 4º Regimento da Pensilvânia em 1776. Ele e seu regimento fizeram parte da invasão malsucedida do Exército Continental do Canadá, onde foi enviado para ajudar Benedict Arnold. Wayne comandou uma ação de retaguarda bem-sucedida na Batalha de Trois-Rivières e então liderou as forças angustiadas no Lago Champlain no Forte Ticonderoga e no Monte Independência. Seu serviço o levou a ser promovido a general de brigada em 21 de fevereiro de 1777. De acordo com historiadores, Wayne ganhou o nome de "Mad Anthony" devido ao seu temperamento raivoso, especificamente durante um incidente quando ele puniu severamente um informante habilidoso por estar bêbado. [9] [10]

Em 11 de setembro de 1777, Wayne comandou a Linha da Pensilvânia na Batalha de Brandywine, onde deteve o General Wilhelm von Knyphausen para proteger o flanco direito americano. As duas forças lutaram por três horas até que a linha americana se retirasse e Wayne recebesse ordem de recuar. [11] Ele foi então obrigado a assediar a retaguarda britânica a fim de retardar o avanço do general Howe em direção à Pensilvânia. O acampamento de Wayne foi atacado na noite de 20 para 21 de setembro na Batalha de Paoli. O general Charles Gray ordenou a seus homens que removessem as pederneiras e atacassem com baionetas, a fim de manter o ataque em segredo. [12] A batalha rendeu a Gray o apelido de "General Flint", mas a própria reputação de Wayne foi manchada pelas perdas americanas significativas, e ele exigiu uma investigação formal para limpar seu nome.

Em 4 de outubro de 1777, Wayne liderou novamente suas forças contra os britânicos na Batalha de Germantown. Seus soldados avançaram à frente de outras unidades, e os britânicos "avançaram com suas baionetas - e tomaram a Ample Vengeance" enquanto recuavam, de acordo com o relatório de Wayne. [13] Os generais Wayne e Sullivan avançaram muito rapidamente, no entanto, e ficaram presos quando estavam duas milhas (3,2 km) à frente de outras unidades americanas. Eles recuaram quando o general Howe chegou para reformar a linha britânica. O general Wayne recebeu novamente a ordem de conter os britânicos e cobrir a retaguarda do corpo em retirada.

Depois dos quartéis de inverno em Valley Forge, Wayne liderou o ataque na Batalha de Monmouth de 1778, onde suas forças foram abandonadas pelo General Charles Lee e foram imobilizadas por uma força britânica numericamente superior. Wayne resistiu até ser aliviado por reforços enviados por Washington. Ele então reformou suas tropas e continuou a lutar. [14] O corpo do tenente-coronel Henry Monckton foi descoberto pelo 1º Regimento da Pensilvânia, e surgiu a lenda de que ele havia morrido lutando contra Wayne.

Em julho de 1779, Washington nomeou Wayne para comandar o Corpo de Infantaria Leve, uma unidade temporária de quatro regimentos de companhias de infantaria leve provenientes de todos os regimentos do Exército Principal. Seu ataque bem-sucedido às posições britânicas na Batalha de Stony Point foi o destaque de seu serviço na Guerra da Independência. Em 16 de julho de 1779, ele replicou o ataque ousado usado contra ele em Paoli e liderou pessoalmente um ataque noturno de baioneta com duração de 30 minutos. Suas três colunas de cerca de 1.500 infantaria leve invadiram e capturaram as fortificações britânicas em Stony Point, um reduto ao lado do penhasco que comandava o sul do Rio Hudson. A batalha terminou com cerca de 550 prisioneiros feitos, com menos de 100 baixas para as forças de Wayne. O sucesso dessa operação deu um pequeno impulso ao moral do exército, que havia sofrido uma série de derrotas militares, e o Congresso Continental lhe concedeu uma medalha pela vitória. [9] [15]

Em 21 de julho de 1780, Washington enviou Wayne com duas brigadas da Pensilvânia e quatro canhões para destruir uma fortificação em Bulls Ferry, em frente à cidade de Nova York, na Batalha de Bull's Ferry. As tropas de Wayne foram incapazes de capturar a posição, sofrendo 64 baixas enquanto infligia 21 aos defensores legalistas. [16]

Em 1o de janeiro de 1781, Wayne serviu como oficial comandante da Linha da Pensilvânia do Exército Continental quando as preocupações com pagamentos e condições levaram ao Motim da Linha da Pensilvânia, um dos mais sérios da guerra. Ele resolveu com sucesso o motim dispensando cerca de metade da fila. Ele devolveu a Linha da Pensilvânia com força total em maio de 1781. Isso atrasou sua partida para a Virgínia, no entanto, onde foi enviado para ajudar o Marquês de Lafayette contra as forças britânicas que operavam lá, e a partida da Linha foi adiada mais uma vez quando os homens reclamaram sobre ser pago na quase inútil moeda continental.

Na Virgínia, Wayne liderou uma pequena força de reconhecimento de 500 pessoas na Batalha de Green Spring em 1781 para determinar a localização de Lord Charles Cornwallis, e eles caíram em uma armadilha. Mais uma vez, Wayne resistiu a forças numericamente superiores até ser reforçado pelo Major John Wyllys. Cornwallis então atacou, e Wayne [17] liderou um ataque de baioneta contra as forças britânicas e então recuou em boa ordem quando a noite caiu. Isso aumentou sua reputação como um comandante ousado.

Depois que os britânicos sob o comando do general Cornwallis se renderam em Yorktown, Wayne foi mais para o sul e dissolveu a aliança britânica com tribos indígenas na Geórgia. Ele então negociou tratados de paz com os Creeks e os Cherokees, pelos quais a Geórgia o recompensou com uma grande plantação de arroz. Ele foi promovido a major-general em 10 de outubro de 1783.

Editar plantações de arroz

Após a guerra, Wayne voltou para a Pensilvânia e serviu na legislatura estadual por um ano em 1784. Ele então se mudou para a Geórgia e se estabeleceu em duas plantações de arroz com uma área de 1.134 acres (459 hectares) que havia sido concedida a ele para seus militares serviço. [18] As plantações, Richmond e Kew, estavam situadas no rio Savannah e foram confiscadas do legalista britânico Alexander Wright, filho do governador da província da Geórgia, James Wright. [19] Wayne compraria escravos de Adam Tunno, fazendo com que os escravos cultivassem e fazendo vários reparos nas plantações. [20] O general companheiro e amigo Nathanael Greene também foi presenteado com a plantação de Mulberry Grove, que era cultivada por escravos. [21] Rumores de um relacionamento entre Wayne e a esposa de Greene, Catherine, causaram tensão entre os dois generais. [21] Enquanto a esposa e família de Wayne mantinham suas vidas na Pensilvânia, Wayne se tornou um cidadão da Geórgia em novembro de 1788. [22] As plantações de Wayne não tiveram sucesso, pois ele tomou más decisões de negócios e adquiriu uma grande dívida com Tunno, Samuel Potts e outros, mais tarde, implorando a vários conhecidos que o ajudassem a fazer os pagamentos. [8] [20] [23]

Carreira política Editar

Inicialmente um defensor da democracia, Wayne acabou acreditando que os Estados Unidos deveriam ser uma aristocracia, apoiando a ideia de um governo centralizado controlado pela "aristocracia". [8] Ele se juntou ao Partido Federalista acreditando que seu status garantiu a ele uma posição entre a elite americana no partido. [8] Wayne foi um delegado à convenção estadual que ratificou a Constituição dos Estados Unidos em 1788. Em 1791, ele serviu um ano no Segundo Congresso dos Estados Unidos como Representante do 1º distrito congressional da Geórgia. [24] Um comitê da Câmara determinou que fraude eleitoral foi cometida na eleição de 1790, e Wayne perdeu seu assento por causa de suas qualificações de residência. Uma eleição especial foi realizada em 9 de julho de 1792, enviando John Milledge para preencher o lugar vago de Wayne, e Wayne recusou-se a concorrer à reeleição em 1792. [25]

Em um momento de sua vida em que Wayne experimentou um status político e pessoal vergonhoso, o presidente George Washington chamou Wayne de volta à vida civil para liderar uma expedição na Guerra do Noroeste dos Índios. [9] A guerra tinha sido um desastre para os Estados Unidos até aquele ponto, especialmente com a notícia da derrota de St. Clair. Muitos índios americanos no Território do Noroeste se aliaram aos britânicos na Guerra Revolucionária, mas os britânicos cederam qualquer soberania sobre a terra aos Estados Unidos no Tratado de Paris de 1783. Os índios que viviam na região rapidamente se envolveram em conflitos enquanto defendia suas terras dos colonos americanos que inundaram a região após a guerra. A Confederação Ocidental obteve grandes vitórias em 1790 e 1791 sob a liderança do Jaqueta Azul dos Shawnees e da Pequena Tartaruga da tribo de Miami. Eles foram encorajados e abastecidos pelos britânicos, que se recusaram a evacuar suas fortificações na região, apesar de terem concordado em fazê-lo no Tratado de Paris, apontando a recusa americana em honrar os acordos de dívida que eles concordaram em pagar como sinais de que o Tratado ainda não era aplicável.

Sob a direção das políticas de Washington, Wayne lutou contra os índios americanos que encontrou, destruindo suas aldeias e estoques de alimentos antes do inverno para torná-los mais vulneráveis ​​aos elementos. [9] Washington colocou Wayne no comando de uma força militar recém-formada chamada "Legião dos Estados Unidos", e Wayne estabeleceu um centro de treinamento básico em Legionville para preparar soldados profissionais para sua força. Essa foi a primeira tentativa de fornecer treinamento básico para recrutas regulares do Exército, e Legionville foi a primeira instalação criada expressamente para esse propósito. Wayne então despachou uma força para Ohio para estabelecer o Fort Recovery como base de operações no local da Derrota de St. Clair, e o forte se tornou um ímã para escaramuças militares no verão de 1794. O exército de Wayne continuou para o norte, construindo fortes estrategicamente defensivos à frente da força principal.

Uma árvore caiu na tenda de Wayne em 3 de agosto de 1794, em Fort Adams, no norte do condado de Mercer. Ele ficou inconsciente, mas se recuperou o suficiente para retomar a marcha no dia seguinte para o recém-construído Fort Defiance. [26] Em 20 de agosto de 1794, ele montou um ataque à confederação indiana na Batalha de Fallen Timbers em Maumee, Ohio, que foi uma vitória decisiva para as forças dos EUA, encerrando efetivamente a guerra. Após a batalha, Wayne usou o Fort Defiance como base de operações, ordenando que suas tropas destruíssem as plantações e vilas dos índios americanos em um raio de 80 km ao redor do forte. [27] Wayne então continuou para Kekionga marchando pelo rio Maumee, escrevendo a Henry Knox que suas tropas estavam "devastando [as] aldeias e campos de milho" de nativos em evacuação. [9] Depois de chegar a Kekionga, Wayne supervisionou a construção de Fort Wayne.

Wayne então negociou o Tratado de Greenville entre a confederação tribal - que havia experimentado um inverno difícil - e os Estados Unidos, que foi assinado em 3 de agosto de 1795. O tratado deu a maior parte de Ohio para os Estados Unidos e abriu caminho para o estado para entrar na União em 1803. Nas reuniões, Wayne prometeu que a terra de "Indiana", as terras restantes a oeste, permaneceria indiana para sempre. [9] Nas décadas subsequentes, os colonos continuariam empurrando os nativos mais para o oeste, com o povo de Miami dizendo mais tarde que menos de cem adultos sobreviveram vinte anos após o tratado. [9]

Wayne morreu de complicações de gota em 15 de dezembro de 1796, durante uma viagem de volta à Pensilvânia de um posto militar em Detroit. Ele foi enterrado em Fort Presque Isle, onde fica o moderno Wayne Blockhouse. Seu filho Isaac Wayne desenterrou o corpo em 1809 e fez com que o cadáver fervesse para remover a carne sobrevivente dos ossos. [28] Ele então colocou os ossos em dois alforjes e os transferiu para o terreno da família no cemitério da Igreja Episcopal de St. David em Wayne, Pensilvânia. [29] Os outros restos foram enterrados e descobertos em 1878, dando ao General Wayne dois túmulos conhecidos. [28] Há uma lenda que afirma que muitos ossos foram perdidos ao longo da estrada que abrange grande parte da Rota 322 dos Estados Unidos, e que seu fantasma vagueia pela estrada em 1º de janeiro (aniversário de Wayne) em busca de seus ossos perdidos. [30]

A porta da sala 128 do Senado apresenta um afresco do século 19 de Constantino Brumidi denominado "Storming at Stonypoint, General Wayne ferido na cabeça transportada para o forte." [31] Em 14 de setembro de 1929, os Correios dos Estados Unidos emitiram um selo homenageando o General Wayne, que comemorou o 135º aniversário da Batalha das Madeiras Caídas. Os correios emitiram uma série de selos frequentemente chamados de "Dois Cent vermelhos" pelos colecionadores, a maioria deles emitidos para comemorar o 150º aniversário dos muitos eventos que ocorreu durante a Revolução Americana. O selo mostra o Monumento da Batalha das Madeiras Caídas de Bruce Saville.

Mais recentemente, o legado de Wayne foi criticado por suas ações contra os nativos americanos. De acordo com Country indiano hoje, "Foi o General Mad Anthony Wayne quem liderou a primeira onda" de remoção de índios nos Estados Unidos, escrevendo que o povo de Miami "afirma que a celebração de Wayne encobre e ignora seu papel no genocídio dos nativos americanos". [10] Em uma reunião do conselho municipal de fevereiro de 2019 em Fort Wayne, Indiana, a aprovação de um dia de Anthony Wayne por 6-3 foi criticada pelo vereador Glynn Hines, que afirmou que as ações de Wayne eram parte de um "genocídio de nativos americanos". [9] [10] [32]

Os descendentes notáveis ​​de Wayne incluem:

    (1772-1852), membro da Câmara dos Representantes dos EUA da Pensilvânia, filho do general "Louco" Anthony Wayne e neto de Isaac Wayne [33]
  • Capitão William Evans Wayne (1828-1901), lutou na Guerra Civil pela União [34]

A Tomada de Stony Point, 1779 por Constantino Brumidi (1871) na sala S-128 do Capitólio dos Estados Unidos


Canadá

Enviado para o norte para ajudar o Brigadeiro-General Benedict Arnold e a campanha americana no Canadá, Wayne participou da derrota americana para Sir Guy Carleton na Batalha de Trois-Rivières em 8 de junho. Na luta, ele se destacou por dirigir uma ação de retaguarda bem-sucedida e conduzindo uma retirada de combate enquanto as forças americanas recuavam.

Juntando-se ao retiro no Lago Champlain (sul), Wayne recebeu o comando da área ao redor do Forte Ticonderoga no final daquele ano. Promovido a brigadeiro-general em 21 de fevereiro de 1777, ele mais tarde viajou para o sul para se juntar ao exército do general George Washington e assumir o comando da Linha da Pensilvânia (as tropas continentais da colônia). Ainda relativamente inexperiente, a promoção de Wayne irritou alguns oficiais com históricos militares mais extensos.


Guerra Revolucionária Americana

Wayne formou uma unidade de milícia em 1775 e tornou-se coronel do 4º Regimento da Pensilvânia em 1776.

Ele e seu regimento fizeram parte da invasão malsucedida do Exército Continental do Canadá, onde foi enviado para ajudar Benedict Arnold, durante a qual comandou uma ação de retaguarda bem-sucedida na Batalha de Trois-Rivi e egraveres e, em seguida, liderou as forças angustiadas no Lago Champlain em Fort Ticonderoga e Mount Independence.

Seu serviço resultou em uma promoção a general de brigada em 21 de fevereiro de 1777.

Em 11 de setembro de 1777, Wayne comandou a Linha da Pensilvânia na Batalha de Brandywine, onde deteve o General Wilhelm von Knyphausen para proteger o flanco direito americano.

As duas forças lutaram por três horas até que a linha americana se retirasse e Wayne recebesse ordem de recuar. Ele recebeu então a ordem de perseguir a retaguarda britânica para retardar o avanço do general Howe & rsquos em direção à Pensilvânia.

O acampamento de Wayne e rsquos foi atacado na noite de 20 de setembro em 21 na Batalha de Paoli. O general Charles Gray ordenou a seus homens que removessem as pederneiras e atacassem com baionetas para manter o ataque em segredo. O ataque rendeu ao General Gray o apelido de & ldquoNo Flint & rdquo, mas os americanos apontaram as táticas e baixas como exemplos da brutalidade britânica.

A própria reputação do general Wayne & rsquos foi manchada pelas perdas americanas, e ele exigiu uma investigação formal para limpar seu nome.

Em 4 de outubro de 1777, Wayne liderou novamente suas forças contra os britânicos na Batalha de Germantown. Seus soldados avançaram à frente de outras unidades, e os britânicos avançaram com suas baionetas & mdashand tomaram a Ample Vengeance & rdquo enquanto recuavam, de acordo com o relatório de Wayne & rsquos.

Os generais Wayne e Sullivan avançaram rápido demais, entretanto, e ficaram presos quando alcançaram duas milhas à frente de outras unidades americanas, eles recuaram quando o General Howe chegou e reformou a linha britânica. O general Wayne recebeu novamente a ordem de conter os britânicos e cobrir a retaguarda do corpo em retirada.

Após os quartéis de inverno em Valley Forge, Wayne liderou o ataque na Batalha de Monmouth de 1778, onde suas forças foram abandonadas pelo General Charles Lee e imobilizadas por uma força britânica numericamente superior. Wayne resistiu até ser aliviado por reforços enviados por Washington, ele então reformou suas tropas e continuou a lutar. O corpo do tenente-coronel Henry Monckton foi descoberto pelo 1º Regimento da Pensilvânia, e surgiu a lenda de que ele havia morrido para lutar contra Wayne.

Em julho de 1779, Washington nomeou Wayne para comandar o Corpo de Infantaria Leve, uma unidade temporária de quatro regimentos de companhias de infantaria leve provenientes de todos os regimentos do Exército Principal. Seu ataque bem-sucedido às posições britânicas na Batalha de Stony Point foi o destaque de seu serviço na Guerra da Independência.

Em 16 de julho de 1779, ele replicou o ataque ousado usado contra ele em Paoli e liderou pessoalmente um ataque noturno de baioneta com duração de 30 minutos. Suas três colunas de cerca de 1.500 infantaria leve invadiram e capturaram fortificações britânicas em Stony Point, um reduto ao lado de um penhasco que comandava o sul do Rio Hudson. A batalha durou 25 minutos e terminou com cerca de 550 prisioneiros, com menos de 100 baixas para as forças de Wayne e Rsquos.

O sucesso desta operação impulsionou o moral do exército, que havia sofrido uma série de derrotas militares, e o Congresso Continental concedeu-lhe uma medalha pela vitória.

Em 21 de julho de 1780, Washington enviou Wayne com duas brigadas da Pensilvânia e quatro canhões para destruir uma fortificação em Bulls Ferry, em frente à cidade de Nova York, na Batalha de Bull & rsquos Ferry. As tropas de Wayne e rsquos não conseguiram capturar a posição, sofrendo 64 baixas enquanto infligia 21 aos defensores legalistas.

Em 1o de janeiro de 1781, Wayne serviu como oficial comandante da Linha da Pensilvânia do Exército Continental quando as preocupações com pagamentos e condições levaram ao Motim da Linha da Pensilvânia, um dos mais sérios da guerra. He successfully resolved the mutiny by dismissing about half the line, and he returned the Pennsylvania Line to full strength by May 1781.

This delayed his departure to Virginia, however, where he had been sent to assist the Marquis de Lafayette against British forces operating there, and the Line&rsquos departure was delayed once more when the men complained about being paid in the nearly worthless Continental currency.

In Virginia, Wayne led a small scouting force of 500 at the 1781 Battle of Green Spring to determine the location of Lord Charles Cornwallis, and they fell into a trap. Once again, Wayne held out against numerically superior forces until reinforced by Major John Wyllys.

Cornwallis then attacked, and Wayne led a bayonet charge against the British forces and then retreated in good order while night set in. This increased his reputation as a bold commander.

After the British surrendered at Yorktown, Wayne went farther south and severed the British alliance with Indian tribes in Georgia. He then negotiated peace treaties with both the Creeks and the Cherokees, for which Georgia rewarded him with the gift of a large rice plantation. Ele foi promovido a major-general em 10 de outubro de 1783.


General Anthony Wayne Monument

General Anthony Wayne Monument

Research by: Amanda Carlson, Villanova University

The Anthony Wayne Monument at Valley Forge is located in a grassy area surrounded by trees and facing Wayne’s home in Chester County. The bronze statue, supported by a large rectangular base of pink granite, features General Wayne on horseback, emphasizing his role in the military. The north side of the pedestal lists the many roles that Wayne filled during his lifetime. During 1774 Wayne was the chairman of the Chester County Committee and the deputy of the Provincial Convention. In 1787 he was a member of the Pennsylvania Convention that ratified the U.S. Constitution. The north side of the monument also includes the places and dates of his birth and death (January 1, 1745 - December 15, 1796). Another plaque on the south side of the monument quotes the Congressional resolution honoring Wayne’s victory at the Battle of Stony Point in 1779:

Resolved unanimously, that the thanks of Congress be presented to Brig. General Anthony Wayne for his brave, prudent and soldierly conduct in the spirited and well conducted attack on Stony Point that a gold medal emblematical of this action be struck and presented to Brig Anthony Wayne.

The monument is a duplicate of the Anthony Wayne statue at Stony Brook.

During the encampment, George Washington relied heavily on Wayne’s leadership, saying “In Wayne the spark of daring might flame into rashness, but it was better to have such a leader and occasionally to cool him to caution than forever to be heating the valor of men who feared they would singe their plooms in battle.” Wayne’s duties included recruiting replacement soldiers and providing clothing for the men of the Pennsylvania line.

Sponsor - the Commonwealth of Pennsylvania

This was the first monument constructed by the Commonwealth of Pennsylvania at Valley Forge. The Pennsylvania Legislature appropriated $30,000 for the monument and established the Wayne Monument Commission to monitor the project.

Sculptor - Henry K. Bush-Brown (1857 – 1935)

Henry K. Bush-Brown was born in Ogdensburg, New York, into a family of artists. He studied at the National Academy of Design under his uncle Henry. Bush-Brown was known for his many statues, including several monuments at Gettysburg and his Anthony Wayne monument at Stony Brook. He was married to Margaret Wesley, a painter from Philadelphia. At the dedication of the Valley Forge monument to Wayne, Bush-Brown said “For all of the heroes of the War of the Revolution, Wayne is the one that fills the ideal of imagination and especially of the youth of the land and all who love a man of courage and action.”

Monument Dedication - Saturday June 20, 1908

The dedication of the Anthony Wayne Monument opened with music by the Phoenix Military Band and a prayer by J.H. Lamb from St. David’s Church in Radnor, Pennsylvania. Featured speaker John Armstrong Herman, Esq., referred to the location of the monument as a “sacred field.” Armstrong described Wayne as “the most daring, and brilliant Revolutionary officer under the great, revered, and incomparable Washington.” Armstrong said there were two sides to Anthony Wayne: “the daring, fearless officer ever anxious to lead his soldiers in the most desperate charges or encounters, and that won for him during the Revolutionary days the sobriquet of "Mad Anthony Wayne" and “the man ever considerate of his soldiers, careful, watchful, the vigilant Anthony Wayne.”

Anthony Wayne’s home, Waynesborough, in Easttown Township, Chester County, is operated as a historic site by the Philadelphia Society for the Preservation of Landmarks. Wayne is also commemorated by a statue on the terrace of the Philadelphia Museum of Art. This monument was erected in 1937 by the Pennsylvania Sons of the American Revolution as “a memorial of his valor” and “a tribute to his achievements in the War of Independence.” Like the Valley Forge monument it depicts Wayne on horseback, but the sculpture was done by John Gregory and the pedestal was designed by architect Paul Philippe Cret. A gold medal awarded to Wayne by the Continental Congress in June 1779 brought $51,000 at auction in 1978. This broke a record for the highest amount of money paid for a commemorative medal.

Dodd, John and Cherry. “Statue of General Wayne Monument.” Classified Structures Reports, Vol.VI, (Valley Forge National Historical Park, 1981).

Neslon, Paul David. Anthony Wayne, Soldier of the Early Republic. Bloomington: Indiana University Press. 1985.

Tucker, Glenn. Mad Anthony Wayne and the New Nation. Mechanicsburg, Pa: Stackpole Books, 1973.


Wayne s Crossing

Three miles southeast, at Noland s Ferry, “Mad Anthony” Wayne, on his way to join Lafayette, crossed the Potomac River, May 31, 1781. He passed through Leesburg June 3, and joined Lafayette near the Rapidan River, June 18.

Erected 1931 by the Conservation & Development Commission. (Número do marcador F-5.)

Tópicos Este marcador histórico está listado nesta lista de tópicos: Guerra, Revolucionário dos EUA. A significant historical date for this entry is May 31, 1887.

Localização. 39° 12.741′ N, 77° 32.128′ W. Marker is in Lucketts, Virginia, in Loudoun County. Marker is on James Monroe Highway (U.S. 15) near Stumptown Road and Lucketts Road, on the left when traveling south. It is next to the Elementary School at Lucketts Community Park. Toque para ver o mapa. Marker is in this post office area: Leesburg VA 20176, United States of America. Toque para obter instruções.

Outros marcadores próximos. At least 8 other markers are within 4 miles of this marker, measured as the crow flies. Catoctin Rural Historic District (here, next to this marker) Lucketts School (approx. 0.2 miles away) Potomac Crossings (approx. half a mile away) Temple Hall Farm Regional Park's Role in Preserving (approx. 2.3 miles away) The Creation of Temple Hall Farm Regional Park (approx. 2.3 miles away) Temple Hall (approx. 2.3 miles away) Lee Crosses Into Maryland

(approx. 3.3 miles away) Early Crosses At White's Ford (approx. 3.3 miles away). Touch for a list and map of all markers in Lucketts.

Mais sobre este marcador. This and the other marker are turned to face the roadway, so they are difficult to see until you are upon them.

This marker was originally erected near the Maryland State line, about 4½ road miles north. Noland s Ferry is about 3 miles southeast from there, it is 3½ miles northeast from the marker s current location.

Comentário adicional.
1. Noland s Ferry
Not mentioned on the marker, Noland s Ferry was also used to convey 5,000 British prisoners captured at Saratoga in 1778 to holding areas in Virginia. In addition to use during the Revolutionary War, Noland s Ferry was used during the American Civil War by both armies, particularly during the Antietam campaign.

Additional keywords. General Lafayette, Gilbert du Motier, Marquis de La Fayette. General Anthony Wayne.


Anthony Wayne

Anthony Wayne was an instrumental American military leader during and after the American Revolution.

Born on January 1, 1745, in Waynesboro, Pennsylvania, Anthony Wayne attended his uncle’s private school in Philadelphia where he trained to become a surveyor. In 1765, a Pennsylvania real estate company sent Wayne to Nova Scotia to survey and help to settle 100,000 acres of company owned land. When he returned to Pennsylvania in 1766, Wayne worked for his father's tannery business which he eventually inherited when his father died in 1774.

Wayne served on numerous committees in his home county, and encouraged his community to support rebellion against the British government. He served in the Pennsylvania legislature in 1775 and joined the Continental Army in 1776 where he quickly advanced to the rank of brigadier-general in 1777. Due to his lack of military experience before enlisting, other more experienced officers resented Wayne's quick advancement. He became known for his bravado and ill-advised attacks, earning the nickname "Mad" Anthony Wayne because of his impulsive actions on the battlefield. He participated in America's failed invasion of Canada in 1776 and assumed the command of Fort Ticonderoga later that same year. The following year, he assisted George Washington in his failed defense of the nation's capital, Philadelphia. In 1779, Wayne led an American force against British soldiers at Stony Point, New York, where he captured the entire garrison, a crucial victory for the Anglo-American settlers. The Continental Army had experienced few recent successes, and this victory improved the soldiers' morale.

In 1780, Wayne played a critical role in preventing Benedict Arnold from turning over the American fortifications at West Point to British forces. By serving as the men's advocate before the Confederation Congress, Wayne also helped to eliminate a mutiny of Pennsylvania soldiers who had not received payment from the government formed by the Articles of Confederation. Following Lord Cornwallis's defeat at Yorktown, Virginia, in October 1781, Wayne served in Georgia against British Loyalists and their American Indian allies, especially the Creek and Cherokee peoples. Having attained the rank of major general, Wayne retired in 1783 from the Continental Army.

From 1783-1792, Wayne remained a civilian in Pennsylvania. He held several political offices, including a seat in the Pennsylvania legislature in 1784 and 1785. He was a strong supporter of the Constitution and served as one of Georgia's members of the United States House of Representatives from 1791 to 1792, but was removed from this position in 1792 because he had failed to take up residency in Georgia, even though Georgia had given Wayne an eight-hundred-acre rice plantation for his assistance against the area’s American Indian nations.

In 1792, President George Washington appointed Wayne as the commander of the United States Army of the Northwest, and appointed him to serve in the Northwest Territory, where he created a militia called The Legion which underwent merciless training and drills. The major objective of The Legion was to protect Anglo-American settlers from American Indian attacks and to forcibly push native peoples out of Ohio Country to pave the way for expansion. Josiah Harmar and Arthur St. Clair had both been defeated at the hands of Ohio's American Indians in previous years, and Washington hoped that Wayne would prove to be more successful. To help defend the frontier, Wayne ordered the construction of several forts, including Fort Recovery, Fort Defiance, and Fort Greene Ville. The construction of these forts and the degree of Anglo-American activity in Ohio made American Indian leaders suspicious and nervous, and an American Indian Confederacy actively fought against settlers’ expansion onto their land. To ease their fears, the American Indians' British allies constructed Fort Miami on the Maumee River. During 1794, Wayne moved against the American Indians and on August 20, 1794, the two forces met at the Battle of Fallen Timbers. Wayne's men drove the American Indian forces from the battlefield.

Thirty-three Anglo-American soldiers were killed and roughly one hundred wounded, while the American Indians lost approximately twice that number. Blue Jacket, leader of the Shawnee Nation, and his men retreated to Fort Miami, hoping the British would provide protection and assistance against Wayne's army the British refused and Wayne followed the American Indians to the fort. Upon his arrival, Wayne ordered the British to evacuate the Northwest Territory, but the British commander refused and Wayne decided to withdraw to Fort Greene Ville.

For the next year, Wayne stayed at Fort Greene Ville, negotiating a treaty with Ohio's American Indians. After their disastrous defeat at Fallen Timbers, American Indians realized that they were at a serious disadvantage with the settlers because of Britain's refusal to support them and the settlers steadily encroaching on their land. On August 3, 1795, the Treaty of Greenville was signed. Representatives from the Miamis, Wyandotte, Shawnee, Delaware, and other American Indian nations agreed to move to the northwestern part of what is present-day Ohio. In doing so, they left behind their lands south and east of the agreed upon boundary. Not all American Indians, however, concurred with the treaty, and bloodshed continued in the region for the next twenty years as Anglo-American settlers and American Indians struggled for control of the region.


General Anthony Wayne

Anthony Wayne was an American Statesman, who became a general and fought in the Revolutionary War. He made military his career. His bravery and daring exploits earned him the nickname “Mad Anthony.”

Vida pregressa

Anthony Wayne was born on January 1, 1745. As a child, Wyne studied to be a surveyor at a private school in Philadelphia, owned by his uncle. He went on continue his studies at the college of Philadelphia. In 1766, he was hired by Benjamin Franklin to survey some land in Nova Scotia. After working there for a year, he returned and took a jab at his father’s tannery. During this time he continued his career as a surveyor. In late 1766, he married Mary Penrose, and together they had two children.

Carreira militar

In 1775, when the war was beginning, Anthony raised a group of militia in Philadelphia. The following year, they were titled 4th Pennsylvania Regiment, and Anthony Wayne became a colonel.

Once in the army, Anthony’s competence as a leader helped him climb through the ranks very quickly. In 1779, after working his way up to Brigadier General, Anthony was hiding out on the cliffs near Stony Point, New York. The British were stationed at what was called an “impregnable” fortress, just a few miles down the river.

Washington had explained to Anthony that gaining this fortress was critical to their tactical advantage in the war, and that they needed to find a strategy to take it. On June 16, 1779, with only a few light infantry, Anthony attacked the fortress in the middle of the night, using only bayonets. Their strategy relied on the element of surprise, so no shots could be fired, and anyone they came across was captured or killed.

The attack lasted a total of 30 minutes. General Anthony walked away with 472 British prisoners and only 18 American casualties. Congress, then, presented General Anthony Wayne with an award for his actions, and the army awarded him the lifelong nickname “Mad Anthony.” This mad mission was the highlight of Anthony’s career.

Política

After the war, General Anthony decided to try his hand at politics. In 1748, he served as Pennsylvania State Legislature. In 1788, he was a member of the state convention, which ratified the United States Constitution. Wayne continued to pursue his political career, until the arrival of the Northwest Indian War.

George Washington had been doing his best to contain the growing conflict with the Native Americans, however as the strife quickly escalated into a war, Washington called upon General Wayne to be the head of the newly formed American Army. Wayne proved to be proficient at this task, and took control of all dealings with the natives from there on.

Wayne served the Army until his death on December 15, 1796. The good he had done for this new country and its army, long outlived him. America was benefitting from his dealings and treaties with the Indians for many years after his death.


Historic Waynesborough: The House

Historic Waynesborough. This magnificent Georgian-style country manor house is just five miles from Valley Forge in historic Chester County. The most famous resident was Revolutionary War hero, Major General Anthony Wayne (1745-1796). Wayne served with George Washington and Lafayette and led the Pennsylvania line in the battles of Brandywine and Germantown. He weathered the Valley Forge encampment and fought at Monmouth (NJ). After his decisive victory in 1779 at Stony Point on the Hudson River, he became a national hero.

Historic Waynesborough, is a National Historic Landmark in Paoli, PA. Seven generations of the Wayne family continuously owned the property from 1724 until 1965. The original owner of the property was Captain Anthony Wayne, (The Immigrant, 1666- 1739), who had fought valiantly for William of Orange at the Battle of the Boyne. With his wife, Hannah Faulkner, and several of their nine adult children he emigrated from Ireland to the Pennsylvania colony and purchased 386 acres in Chester County, PA in 1724. His son, Isaac (1699-1774), married Elizabeth Iddings, and was an officer in the French and Indian War. Isaac’s son, Anthony, born January 1, 1745, was to become the famous Major General Anthony Wayne.


Assista o vídeo: Mad Anthony Wayne -- Wallace House