San Diego III AFS-6 - História

San Diego III AFS-6 - História

San Diego III

(AFS-6: dp. 15.900 (f.); 1. 581 '; b. 79'; dr. 24 '; s. 20k.
(tl.); cpl. 484; cl. Marte)

O terceiro San Diego, um navio-armazém de combate, foi lançado em 11 de março de 1967 pela National Steel & Shipbuilding Co. em San Diego, Califórnia, lançado em 13 de abril de 1968; patrocinado pela Sra. Frank Curran; e comissionado em 24 de maio de 1969, o capitão John W. Wells no comando.

Depois de shakedown e treinamento de atualização no final de 1969, San Diego iniciou uma implantação de sete meses no Mediterrâneo em apoio à 6ª Frota. Ela voltou para seu porto de origem, Norfolk, Virgínia, e permaneceu na costa leste até fevereiro de 1971, quando foi selecionada para representar a Frota do Atlântico na celebração do Mardi Gras em Nova Orleans, Louisiana. Em abril, ela; desdobrado novamente para a 6ª Frota e permaneceu no Mediterrâneo até outubro. Durante esta viagem de serviço, ela ganhou o Eficiência de abastecimento "E", resgatou marinheiros de um cargueiro grego em chamas e representou a 6ª Frota no Admiral Farragut Day em Minorca, Ilhas Baleares.

Em 27 de julho de 1972, após mais de nove meses de volta aos Estados Unidos, operando e treinando ao longo da costa atlântica, San Diego começou a retornar à 6ª Frota. Ela chegou a Rota, Espanha, em 4 de agosto e substituiu o Sylvania (AFS-2) como o navio-armazém de combate na estação com a 6ª Frota. No final de mais seis meses de serviço no Mediterrâneo, San Diego começou a retornar a Norfolk em janeiro de 1973. Ela chegou no dia 26 e retomou as operações normais com a Frota do Atlântico

San Diego operou a partir de Norfolk, ao longo da costa leste e no Caribe até o final de outubro de 1973. Naquela época, ela partiu de Norfolk por sua causa

quarta viagem de serviço no Mediterrâneo. Ela chegou a Rota, Espanha, em 4 de novembro. O navio-armazém de combate cruzou o "mar médio" com a 6ª Frota pelos seis meses seguintes, partindo de Rota em 19 de abril de 1974 para retornar a Norfolk. San Diego chegou a Norfolk no dia 27 e, em 30 de junho de 1974, ainda está no porto de lá.


Old Town Talk & # 8212 III

Fofoca histórica da pioneira San Diego, intitulada Pode ter
Já fui o Halloween
, esta é uma continuação dos esboços da Sra. Davidson & # 8217s em
edições anteriores do Trimestral.

Seria 31 de outubro, o dia das minhas três ou quatro horas semanais de aulas de espanhol com o velho Mantilla & # 8217s Primeiro leitor. Da Sra. Lucy Brown Wentworth, nascida Old San Diegan, por vinte e cinco centavos a sessão. De uma importância!

& # 8220 Fiesta vestida, & # 8221 John Davidson e eu deixamos Point Loma por volta das nove horas & # 8217 horas. Em frente ao portão frágil de Lucy & # 8217, saí de trás dos saltos vermelhos Chevvy, e saias pretas compridas e pesadas apenas abrindo espaço na porta. Foi uma luta desajeitada pelo meio-fio de terra.

& # 8220Você & # 8217 descerá para a celebração? The Plaza ao meio-dia? & # 8221

& # 8220Talvez, & # 8221 gritou J. D. sem encorajamento. & # 8220Serra Museum tem que ser mantido aberto. Lembrar? E não chame isso de celebração. O Dia dos Mortos nunca foi um banquete divertido na Califórnia. Lembra? & # 8221

Ele desapareceu em meio à poeira abundante em direção ao Parque Presidio. Hesitei em levantar o trinco e me aproximar da pequena varanda. Não havia sinal de Lucy nem de Menininho Chihuahua na porta ou janela. Recuei de instruções antecipadas:

& # 8220Não, não, não! A ponta da língua tornou-se muito fina e vibrou rapidamente atrás dos dentes superiores da frente e mais para o céu da boca, como. & # 8221

Suponha que eu perdesse a lição & # 8211 adiasse a conquista completa do doce jargão de Cervantes? Por caminhos que conduziam ao redor da capela de adobe restaurada (reconstruída) da controvérsia romântica para o restaurado (imensamente embelezado) Campo Santo e novamente para a calçada áspera da San Diego Avenue, vaguei até chegar à porta da frente da Whaley House chocantemente abandonada (não restaurada), marco da mansão de tijolo vermelho.

& # 8220E toda a Cidade Velha, todo o sul da Califórnia já a consideraram a casa mais linda do país! & # 8221, disse a mim mesmo.

À moda do início pueblo dias em que fiquei sem ser convidado, pronunciando meu melhor grito, & # 8220 Senhorita Lily, você está em casa? & # 8221

& # 8220O preto está certo hoje e estará certo amanhã. & # 8221

Eu usava uma saia de seda cheia, dura como chapa de ferro e muito ampla. Renda preta basco. Xale chinês bordado & # 8211 preto, verde e rosa com franjas. Preto muito antigo reboso destacou-se com uma rosa de veludo tão vermelha, tão caída.

& # 8220É autêntico & # 8211 um pouco autêntico? & # 8221

& # 8220 Entre. Sim, sim. Eu gosto do efeito de alto pente que você conseguiu. Mas aqui está alguém para lhe dizer & # 8230 & # 8221

Bem atrás, nesta sala escura que costumávamos chamar de Tribunal, estava sentado meu professor.

& # 8220Doña Luz! Eu não vi & # 8230 Você não me esperava hoje? Eu parei na casa. & # 8221

& # 8220Se eu fiz. Se eu não fizesse. E se você não olhou uma vez para ver Menininho na janela, mostrando tristemente que você não estava chamando por ele. & # 8221

& # 8220Perdoe-me, rapaz, meu velho! Sra. Wentworth, Lucy, vocês não gostam das minhas coisas em espanhol? & # 8221

Ela lançou um olhar pesaroso para o teto alto.

& # 8220E exatamente o que você acha que deveria representar? & # 8221

& # 8220 Ora, uma pessoa elegante e rica que falava espanhol nativamente há muito tempo. & # 8221

& # 8220 Senhorita Lily, & # 8221 reclamou Lucy. & # 8220 Ela lembra você do Crysostoma? & # 8221

& # 8220Don & # 8217t mind me, & # 8221 disse I. & # 8220Who was Crysostoma? & # 8221

& # 8220Ela era cômica & # 8221, ela explicou. & # 8220Uma índia cômica bem conhecida de todos, lavando roupa para todos e passando, passando por entre as famílias conforme tinha tempo e vontade de ganhar dois bits. & # 8221

& # 8220Mama frequentemente a tinha. Ela nos fez Whaleys em lágrimas & # 8211 nós rimos tanto de seus rigs e suas observações. & # 8221

& # 8220Mãe Hubbard chita e casaco preto Prince Albert! & # 8221

Inspecionando atentamente minhas saias de seda, Lucy e Menininho estavam me rodeando. De repente, meu xale foi arrancado, largado, puxado para trás e gentilmente, habilmente, graciosamente ajustado. A rosa vermelha voou para fora da porta aberta.

& # 8220A Cidade Velha ainda não é Hollywood! Agora você se parece um pouco com alguém com quem poderíamos ter falado na vizinhança. Temos orgulho de sermos originários do espanhol, sentados e eretos, com os dois pés juntos. & # 8221

& # 8220A observância pública de dias especiais sempre foi digna. Aprendemos comportamento com nossos pioneiros falantes de espanhol. & # 8221

& # 8220Como você diz, Srta. Lily. Com os olhos voltados para baixo como e as mãos unidas. Se fosse um dia sagrado costume do lugar. & # 8221

& # 8220Nós Baleias, morando tão perto da capela e do cemitério, naturalmente participamos das formas prescritas de observação do último mês de outubro e primeiro de novembro. Mamãe, vindo para esta pequena comunidade, uma jovem francesa do Brooklyn, rapidamente adotou este e outros costumes da Cidade Velha. & # 8221

Agora éramos três habitantes da Cidade Velha relembrando eventos românticos: dois que descreviam calorosamente, Menininho ansioso e eu ouvindo.

& # 8220 Tarde tardia. Todos vestidos de preto caminhando lentamente mantendo o silêncio. Mas feliz por estar fazendo isso, & # 8221 disse Lucy.

Miss Whaley disse algo como: & # 8220Todos entrando silenciosamente na capela e saindo em fila indiana com doces acesos, murmurando piedosamente e às vezes com lágrimas pelas pessoas cuja presença durante longos períodos de vida parecia fixada demais para se afastar de nós. Tia Pilar de Arguello, bela em vida, abençoada na morte pelas orações de centenas de amigos e de todos os seus vinte e dois filhos e muitos parentes distantes. As famílias Machado e os Smith, permanecendo enquanto as velas ardiam, rezando ao lado de seus próprios túmulos, como o cabo Manuel e sua esposa Maria Serafina. E ajoelhados ao lado do seu todos os Estudillos, os Rodriguezes, os Serranos, os filhos de John Minter & # 8230 & # 8221

A Corte esperou alguns instantes até que a Srta. Whaley recomeçasse.

& # 8220We Whaleys costumávamos dizer que a capela de All Souls era como um navio iluminado no mar, com pequenas velas acesas em volta dos paralelepípedos da fundação, fazendo com que parecesse realmente estar em movimento. & # 8221

& # 8220E não havia pessoas que se moviam de joelhos entre as sepulturas irregulares, fazendo uma última oração pelas queridas pessoas da Cidade Velha que viveram e morreram solitárias? & # 8221 perguntei.

Falamos de recém-chegados que estão mais entusiasmados em reviver o passado, pessoas sem uma gota de sangue espanhol eloquentes com sugestões que custam muito dinheiro e esforço sobre-humano, para fazer um show para atrair outros recém-chegados. (Algo que pode ser feito anualmente para lembrar San Diego e o mundo como o início da Cidade Velha era verdadeiramente dourado.)

& # 8220Mama costumava dizer que era impossível trazer de volta o passado. Só na música, nas canções, disse ela, salvamos um pouco do que antes tínhamos. & # 8221

& # 8220Ela era verdadeiramente musical, Sra. Whaley, e não será esquecida tão cedo com suas canções e memórias de canções e a maneira como todos nós as cantamos, & # 8221 Lucy sussurrou.

& # 8220Todo mundo que cantou ou tocou veio para esta casa. Lembro-me de quando aprendemos as palavras em espanhol de & # 8216The Ship That Never Returned. & # 8217 Mamãe ao piano, Dick Kerren improvisando um acompanhamento em seu velho violino. & # 8221

& # 8220Ouça, Srta. Lily! & # 8221 Eu interrompi. & # 8220Eu ouço a banda? & # 8221

& # 8220A festa cômica começou, & # 8221 cheirou Lucy. & # 8220Agora você pode ver como este dia nunca foi celebrado nesta terra. & # 8221

& # 8220Você vai até o Plaza comigo, Sra. Wentworth? Você e Menininho para me dar coragem? & # 8221

& # 8220Obrigado. Não vamos. Você passa adiante. E ande alto, mesmo com pequenos passos e não meio correndo como você & # 8217, fará falta se você não chegar. & # 8221

& # 8220Você não vai me acompanhar? & # 8221

& # 8220Eu não desejo que meus amigos riam como se eu aprovasse a maneira como você se vestiu hoje. & # 8221

Corri para um telefone para avisar J. D. para permanecer em sua mesa, onde suas calças engraçadas de vaqueiro seriam imperceptíveis. Tentei caminhar em direção ao Plaza pisando orgulhosamente. Os conhecidos do clube da Cidade Nova me cumprimentaram com entusiasmo.

& # 8220Como apropriado! & # 8221 alguns disseram. & # 8220Exatamente que espanhol Vistoyoreena usaria em uma ocasião tão bonita. Até a última dobra clássica dessa coisa de renda. Minha querida, um momento. Deixe-me prender esta rosa em seu véu. Ele havia caído na rua, mas ainda está fresco. & # 8221

& # 8220Celebração um sucesso? & # 8221 J. D. perguntou a caminho de casa.

& # 8220Tão parecido com uma observância tradicional de el Dia de los Muertos como Chevvy é como um carro de boi. & # 8221

& # 8220Todos pareciam satisfeitos. Centenas de pessoas percorreram o Museu.

Fiquei com meu chapéu grande o dia todo e fui muito fotografado. & # 8221

& # 8220Você & # 8217 está no show business. Eu & # 8217 fico feliz que Lucy tenha sentido sua falta. & # 8221

& # 8220Ela não & # 8217t. Ela me disse com uma risada maliciosa que gostou mais da minha fantasia do que da sua. & # 8221

(Das memórias de entrevistas durante um período de vários anos com a Srta. Lily Whaley e a Sra. Lucy Brown Wentworth na Velha San Diego)

Centro de História de San Diego

Localizado no coração do Balboa Park
1649 El Prado, Suite # 3
San Diego, CA 92101

Para consultas gerais:
[email protected]
619-232-6203

Oportunidades de emprego

Arquivos de pesquisa

Nível inferior do San Diego History Center
1649 El Prado, Suite # 3 San Diego, CA 92101

Para questões de pesquisa:
coleçõ[email protected]
619-232-6203

Museu Junípero Serra

Localizado no Parque Presidio
2727 Presidio Drive, San Diego, CA 92103

Para consultas gerais:
[email protected]
619-232-6203

O San Diego History Center, afiliado do Smithsonian e membro do San Diego Museum Council e da Balboa Park Cultural Partnership.

O Centro de História de San Diego é financiado em parte pela Comissão de Artes e Cultura da Cidade de San Diego e pelo Condado de San Diego.


Conteúdo

Ainda reconstruindo um recorde de vitórias após sua primeira derrota profissional para Joe Frazier, Ali enfrentou o Norton em 31 de março de 1973, na Sports Arena, em San Diego, Califórnia. A luta foi ao ar ao vivo na TV gratuita dos Estados Unidos via ABC. A luta contra Norton deu início a uma rivalidade de anos. Ali foi derrotado pelo estilo de luta pouco ortodoxo de Norton, que envolvia golpes de baixo e cruzar as mãos para se defender. Quando o sinal final tocou, Norton venceu por decisão dividida, gerando polêmica no mundo do boxe. Logo após a luta, Ali foi tratado no hospital devido a uma fratura na mandíbula, lesão sofrida no primeiro assalto da luta. [2] [3] [4] [5] [6] [7] [8] [9]

Em 10 de setembro de 1973, Ali e Norton se encontraram no Forum, Inglewood, Califórnia, EUA, para sua revanche altamente antecipada. Norton estava em excelente forma indo para a segunda luta, enquanto Ali treinava em seu campo de treinamento em Deer Lake, Pensilvânia, onde ele "procurou colocar seu físico, antes parecido com o de Adônis, de volta à forma". [10]

Quando a luta começou, Ali e Norton pareciam em forma e cheios de energia. No entanto, Ali demonstrou sua resistência física pulando sem pausa e ficando em pé entre as rodadas. Norton saiu agressivamente no início da quinta rodada, liderando com uma enxurrada de jabs e empurrando Ali para uma postura mais defensiva.

Na rodada final, Ali dominou com uma série de combinações. Embora a partida tenha sido disputada, Ali acabou vencendo a divisão por 2 votos a 1. Embora Ali tenha demonstrado a resistência física pela qual se tornou conhecido, ele admitiu: "Estou mais cansado do que o normal, por causa da minha idade". [11]

Ali e Norton se encontraram pela terceira e última vez em 28 de setembro de 1976, no Yankee Stadium, Bronx, Nova York, EUA, completando sua trilogia. Desta vez, Ali, de 34 anos, entrou no ringue como Campeão dos Pesos Pesados. Ambos os lutadores mostraram suas qualidades, mas nenhum se estabeleceu como o vencedor óbvio. A maioria dos comentaristas deu a luta para Norton. No final das contas, Ali venceu por decisão unânime, mantendo assim seu título. Ali disse durante uma entrevista com Mark Cronin em outubro de 1976: "O estilo de Kenny é muito difícil para mim. Não posso vencê-lo e tenho certeza que não quero lutar com ele novamente. Sinceramente, pensei que ele me venceu no Yankee Stadium. , mas os juízes deram para mim, e eu sou grato a eles. " Norton ficou amargo, afirmando após a luta: "Ganhei pelo menos nove ou dez rounds. Fui roubado." [12]

No geral, Ali acertou 199 de 709 socos enquanto Norton acertou 286 de 635 socos, de acordo com as estatísticas do CompuBox de Bob Canobbio. Norton acertou mais socos e teve uma precisão muito melhor (45% vs 28%). Norton também acertou 192 socos de força contra 128 de Ali. [13]


Obituários

F. Lee Bailey, que já foi o advogado de defesa mais famoso do país, defendendo clientes, incluindo O.J. Simpson e Patty Hearst, morre aos 87.

O fundador de uma das maiores empresas independentes de relações públicas e agências de publicidade do estado morre aos 77 anos

Até sua morte na segunda-feira aos 101 anos, Leonard queria que o relatório sobre a queda do voo 182 em 1978 fosse reaberto

A vencedora do Oscar Olympia Dukakis, a veterana do teatro que teve reviravoltas memoráveis ​​em filmes como “Moonstruck” e “Steel Magnolias”, morreu na cidade de Nova York.

Robb era reverenciado por sua devoção ao oceano e à comunidade

O nativo de Nova York veio a San Diego para ver os edifícios do Salk Institute e ficou

Ele dirigiu um trem carregado de torpedos para longe de aviões japoneses bombardeados

Seu marido foi o último a administrar uma loja de departamentos que carregava o nome da família

Obituários enviados por leitores em homenagem a mortes recentes de membros da comunidade de San Diego.

Obituários e avisos de falecimento

Honre um ente querido que faleceu com um obituário nas páginas do The San Diego Union-Tribune e no Legacy.com.

Tributos em vídeo

Veja vídeos criados por leitores para homenagear e lembrar aqueles que eles perderam.

Em memória


San Diego III AFS-6 - História

Serviço de Internet grátis a bordo

Notícias quentes da embarcação no Facebook

O barco instalou lâmpadas ultravioleta para matar quaisquer germes e vírus durante o sistema de filtragem AC.
Todas as áreas comuns tocadas serão desinfetadas por um nebulizador anti-germe / vírus.
Na data da partida, todos os passageiros terão sua temperatura medida.
Os passageiros podem trazer sua própria roupa de cama e travesseiro. (opcional)

O RED ROOSTER III opera uma variedade de expedições de pesca de longo alcance da Lee Palm Sportfishers em San Diego, Califórnia. Há mais de 40 anos, essas aventuras nas águas mexicanas são o máximo na pesca esportiva. Expandimos continuamente nosso conhecimento e atualizamos nossos equipamentos para melhor atender nossa clientela.

Você descobrirá que RED ROOSTER III é a melhor pesca de longo alcance em termos de tecnologia, design, velocidade, conforto e segurança. Este iate de pesca esportiva de 105 pés atende a todas as demandas de conforto ao mesmo tempo em que oferece férias de pesca inesquecíveis. Nossos capitães e tripulantes são experientes, amigáveis ​​e sinceros em seu desejo de ajudá-lo a ter a viagem de sua vida.

Se você tiver quaisquer perguntas? Red Rooster III

escreva-nos para: Red Rooster III 2801 Emerson St. San Diego Ca. 92106

Horário comercial

Verão: segunda a sexta-feira, das 9h às 5h

Inverno: Por favor, deixe uma mensagem se não estiver.

O site é protegido por direitos autorais por Lee Palm Sportfishers (1998-2011)
Todas as imagens e textos são propriedade da Lee Palm Sportfishers.

Melhor visualizado no Microsoft Internet Explorer

O Red Rooster III apoia a Make a Wish Foundation e o Conselho de Pesca Esportiva de San Diego e a Associação de Pesca Esportiva da Califórnia

Lee Palm Sportfishers e o Red Rooster III gostariam de agradecer aos maravilhosos patrocinadores listados abaixo.

Os seus produtos de qualidade irão melhorar a sua experiência de pesca.


Wyatt Earp morava na Third Ave., no centro de San Diego

Wyatt Earp está sentado na sala de estar de sua casa na Third Avenue, fumando seu cachimbo, relembrando divertido um jogo de pôquer na noite anterior que ganhou com um blefe e um par de três. É quase meio-dia, mas ele acaba de terminar seu desjejum de biscoitos com manteiga e geléia de morango e café. Na sala ao lado, sua esposa Sadie está se vestindo para sair, um empresário local prometeu levar o casal para ver vários lotes à venda. Lá fora, uma camada de nuvens baixas recua lentamente em direção ao oceano, deixando para trás o brilhante sol de primavera.

Os Earps estão em San Diego há um mês e estão começando a se sentir acomodados, até mesmo confortáveis. Quando chegaram, foram cercados pelos inevitáveis ​​repórteres - e histórias sobre Tombstone e o tiroteio no O.K. Corral simplesmente não vai morrer. Wyatt desencorajou a maioria das perguntas com uma frase que costumava usar - "Acho que poderíamos falar sobre algo um pouco mais alegre do que isso" -, mas mais tarde ameaçou causar danos corporais significativos e duradouros a um repórter que veio a sua casa para questioná-lo . Os jornalistas querem elogiá-lo como um herói, o marechal que ajudou a colocar ordem no Ocidente sem lei, mas eles seriam tão rápidos em retratá-lo como um assassino implacável que atirou em homens inocentes se pudessem confirmar os rumores sobre ele atualmente circulando.

Earp se mexe na cadeira, despejando o conteúdo do cachimbo em um cinzeiro de porcelana. Ele está pensando nos jornalistas agora. Eles não sabem, e em sua vida nunca saberão, que ser um homem da lei para ele tem sido apenas outra maneira de ganhar dinheiro, um bom dinheiro. Eles não sabem do sonho de sua vida de ser rico, ou dos muitos empreendimentos que ele tentou com sucesso misto: caçar búfalos, transportar lenha, operar bares, garimpar ouro. Agora ele veio para o movimentado pequeno porto de San Diego, onde os preços dos imóveis estão disparando porque as conexões ferroviárias foram estabelecidas para Los Angeles e San Bernardino. Fala-se até de San Diego se tornar o principal terminal da Santa Fe Railroad na costa do Pacífico. É a última cidade em expansão do Ocidente, e Earp veio para cá pelo mesmo motivo que foi para outras cidades em expansão: para fazer fortuna. Se isso significa comprar e vender imóveis, é isso que ele fará.

Sadie entra na sala vestida para o dia. Ela é falante, sentindo-se entusiasmada com a perspectiva de comprar terras: ele responde aos comentários dela apenas ocasionalmente, como de costume, e quando o faz suas palavras são diretas e diretas. Ao saírem de casa, passam por um cabideiro com o cinto da arma pendurado - as alças dos cartuchos cheias de cartuchos, o cano de 18 polegadas de sua linha Bunt .45 com cabo de nogueira apontando para o chão. A arma ainda está pendurada lá quando Earp e sua esposa caminham pela calçada da frente e entram na Terceira Avenida. Ele não prevê precisar disso aqui.

Wyatt Earp e sua esposa Sadie se mudaram para San Diego em 1887. No rescaldo do chamado tiroteio no O.K. Corral (que de fato ocorreu em um pátio próximo ao curral) em outubro de 1881, eles deixaram Tombstone, Arizona e viajaram extensivamente pelo oeste de San Francisco, Denver, San Antonio e El Paso foram alguns dos lugares que visitaram. Durante suas viagens, eles viviam das economias de Wyatt e do que ele podia ganhar no jogo de vez em quando, ele também trabalhava para Wells Fargo como um agente secreto, procurando suspeitos em assaltos recentes. Em 1887, os dois moravam com os pais de Earp em Colton, Califórnia (perto de San Bernardino), quando o irmão de Wyatt, Virgil, mandou dizer de San Diego que um boom imobiliário estava se desenvolvendo em conjunto com a nova ferrovia. Wyatt logo deixou Colton e foi para San Diego algumas semanas depois, Sadie se juntou a ele depois de visitar seus pais em San Francisco.

Quando chegou a San Diego, Wyatt Earp tinha trinta e nove anos. Ele já tinha ganhado a reputação de um pistoleiro beberrão que se enredou com alguns dos bandidos mais duros do Ocidente e venceu. Mas ele não era um pistoleiro e quase nunca bebia. Ele era um jogador e tinha sido um homem da lei em algumas das cidades mais turbulentas do país: Wichita e Dodge City, Kansas e Tombstone. Ele tinha uma coragem incomum e sabia como sacar e disparar uma pistola rapidamente, sem cometer o erro de se apressar demais. Mas em sua longa carreira policial - em vários momentos ele trabalhou como delegado de polícia da cidade, subchefe dos Estados Unidos e guarda de diligência e agente disfarçado de Wells Fargo - ele sempre preferiu prender cowboys armados sem sacar sua pistola, porque ele sabia que isso era um insulto para eles. A maioria desses caras se imaginava como pistoleiros infames, perversos assassinos, e ser preso sem luta, sem nem mesmo ter uma arma apontada para eles, era algo que eles teriam que viver por muito tempo. Earp entendia isso e queria insultá-los porque acreditava que eram covardes e ralé e que ele era um homem melhor do que qualquer um deles. A confiança não era uma qualidade que lhe faltava.

Ele tinha pouco mais de um metro e oitenta de altura, pesava 50 quilos e tinha cabelo louro-avermelhado repartido e penteado para trás. Quando ele morava em San Diego, seu bigode comprido descia pelas bochechas e se arrastava ao longo da mandíbula em direção às orelhas - “como os chifres de um boi texano”, descreveu um autor. Seus olhos eram profundos e azuis, e na maioria das fotos que sobreviveram dele, ele parece estar ligeiramente carrancudo. Mas as mulheres o achavam bonito e bem educado, e muitas vezes irresistível. Earp gostou da atenção que eles lhe deram e manteve casos clandestinos depois que se casou.

Sadie era sua terceira esposa, ou melhor, a terceira mulher com quem morava. Não há registro de que tenham se casado formalmente, mas viveram juntos por quase cinquenta anos. Ela tinha quase trinta anos quando chegaram a San Diego, tinha olhos castanhos, cabelos escuros e era bonita, com um temperamento explosivo que costumava ser desencadeado por coisas triviais. Um amigo da família Earp, solteiro há muito tempo, comentou que o exemplo de Sadie como companheira doméstica o convenceu a nunca se casar. Mas Sadie compartilhava o amor por viagens e aventuras com seu marido comum e, apesar de suas brigas ocasionais, eles eram profundamente ligados um ao outro.

(Um segredo que eles compartilhavam era o conhecimento de que Wyatt havia deixado sua segunda esposa, Celia Ann Blaylock - com quem ele também nunca se casou formalmente - para viver com Sadie em Tombstone. Oito anos depois, Blaylock cometeu suicídio, dizendo que Wyatt Earp “a havia arruinado vida.")

Em San Diego, os Earps moravam na Terceira Avenida, 946, em uma casa que provavelmente alugaram em vez de possuir. (O local foi desde então assumido pela Central Savings Tower na Third com a Broadway.) Mas Earp comprou uma quantidade considerável de propriedades aqui, incluindo a esquina noroeste nas ruas Ash e Columbia, agora o Edifício John Hancock, bem como o esquina nordeste nas ruas Beech e Union, que atualmente é um pequeno estacionamento. Em Hillcrest, ele possuía um quarteirão inteiro ao longo da University Avenue entre a Quarta e a Quinta avenidas, e quatro lotes no cruzamento da First Avenue com a Lewis Street (três casas e um pequeno prédio de apartamentos agora estão neste cruzamento perto do UCSD Medical Center).

Além de suas propriedades, Earp alugou concessões para jogos de azar de três taberneiros locais. Um dos cassinos que ele administrava ficava na Quarta Avenida entre a E e a Broadway, onde hoje uma fileira de lojas pequenas e decadentes - incluindo uma casa de penhores, um bar e uma barraca de tacos - fica de frente para o Horton Plaza. Outro ficava no lado norte da E Street, perto da Sexta Avenida, e o terceiro ficava ao lado do St. James Hotel, no número 830 da Sexta Avenida. O biógrafo de Earp, Stuart Lake, observou que Earp circulava em todos esses cassinos e muitas vezes trabalhava pessoalmente como dealer nos jogos preferidos de faro, pôquer e blackjack.

Pouco depois de se mudar para San Diego, Earp foi contatado por William Barclay “Bat” Masterson. Masterson tinha um rosto um tanto suave e rechonchudo e olhos engraçados e parecia que estava sempre prestes a contar uma piada. Mas ele tinha um histórico considerável como policial e atirador, entre outras coisas. Ele havia trabalhado com Earp como subchefe de Dodge City onze anos antes. Masterson foi contratado como subchefe dos Estados Unidos quando veio para San Diego e estava a caminho de Ensenada para pegar um desertor do exército que estava preso lá. Ele queria que seu amigo Earp o acompanhasse até Ensenada e de volta, caso o desertor fosse difícil de controlar. Earp concordou, mas quando contou a Sadie sobre a viagem, ela reclamou amargamente. Ela havia chegado recentemente a San Diego, depois de ficar separada de seu homem por várias semanas, e ela não estava ansiosa para se separar dele novamente tão cedo.

No final, ela foi com ele. Eles partiram na manhã seguinte do cais de navios a vapor, um longo cais de madeira que serpenteava para a baía de San Diego, no sopé da Quinta Avenida, onde agora fica o restaurante Chart House. O pequeno navio a vapor que os carregava fazia a corrida para Ensenada, San Quintin, e de volta para San Diego três vezes por semana. Em suas memórias, Sadie Earp lembrou que chegaram a Ensenada à noite e alugaram quartos em um pequeno hotel administrado por um americano. No dia seguinte, ela, o marido e Masterson tiveram um almoço agradável e satisfatório - mesmo cem anos atrás, a comida mexicana em Ensenada era boa - enquanto esperavam para pegar o vapor de volta para San Diego naquela noite.

Pouco antes de o navio partir, Masterson trouxe seu prisioneiro a bordo e o algemado a um ancoradouro de aço em uma das cabines. Sadie e Wyatt se retiraram para outra cabana, e Sadie estava quase dormindo quando houve uma batida forte na porta. Era o comissário do navio, informando aos Earps que eles teriam que se mudar para outra cabine.

'Porque?" perguntou Wyatt, usando seu espanhol superficial. Mas quando o comissário lhe disse que um importante general mexicano havia subido a bordo e que recebera a promessa da cabine de Earp, Wyatt foi um pouco menos educado. "O que diabos você diz!" ele respondeu. “Pagamos por esta cabana e vamos ficar aqui mesmo!”

Depois de discutir pela porta trancada da cabine por alguns minutos, o comissário saiu. Mas ele voltou alguns minutos depois com o capitão, um homem bastante baixo que Sadie mais tarde descreveu como um “pequeno pomposo pomposo”. O capitão exigiu que os Earps saíssem de sua cabine. Wyatt recusou. Mas o capitão continuou gritando até que Wyatt sentiu que já tinha ouvido o suficiente. Sadie descreveu o que se seguiu em suas memórias:

“A resposta de Wyatt foi tranquila e controlada, mas sua voz tinha uma qualidade que eu nunca tinha ouvido antes e só ouviria algumas vezes depois.

“'Se você não for embora e nos deixar em paz', disse ele em palavras lentas e moderadas, vou jogá-lo no mar. '”

O capitão logo saiu, resmungando em espanhol. O resto da noite passou silenciosamente e, quando Sadie acordou na manhã seguinte, seu marido estava sorrindo. "Estamos em San Diego", disse ele.

Wyatt Earp encara por um momento o estranho à sua frente, agradece e depois liga para um dealer para substituí-lo na mesa de blackjack. Ele caminha lentamente até seu escritório particular no Copper Queen Casino na Quarta Avenida, entra e fecha a porta atrás de si. Em algum lugar ele encontra uma garrafa de uísque ', e a picada amarga do primeiro gole o atinge como a memória de Celia.

Notícias de Tombstone: Celia está morta. Não apenas morta, mas se matou por causa dele. Meu Deus, ele pensa, que vida miserável e sórdida eu levei. O que poderia ter passado em sua mente nos últimos minutos? Por que no mundo. A mulher sempre foi.

Earp abaixa a cabeça. Ele não está acostumado com o uísque e ele sobe rapidamente à cabeça, mas isso não o impede de beber. À medida que a dormência se espalha lentamente por seu corpo, seus pensamentos vão de Celia para Sadie e de volta para Celia e então para Tombstone, aquela pequena e feia cidade deserta que as pessoas sempre irão associar a ele. Ele se lembra do fedor de merda de cavalo nas ruas, o suor e a poeira nas bochechas de mineiros corpulentos enquanto eles estavam no bar de seu Oriental Saloon no sábado à noite, as jovens prostitutas cômicas se esforçando ao máximo para ser sexy. E à medida que o álcool penetra cada vez mais fundo em seu cérebro, as imagens de Tombstone tornam-se cada vez mais angustiantes: a longa caminhada até o pátio próximo ao OK Corral naquela manhã de outubro, onde as armas de Wyatt, Virgil e Morgan Earp e Doc Holliday mataria três homens com o sangue encharcando o casaco preto de seu irmão Morgan dois meses depois, enquanto ele estava morrendo no chão de um salão, sua coluna estilhaçada pela bala de um assassino o terror nos olhos de Ike Clanton e Frank Stilwell quando eles percebem isso é Wyatt Earp que veio por trás deles na escuridão, e que ele vai matá-los por assassinar seu irmão Celia gritando com ele por ter partido tanto, quando o verdadeiro problema é que eles tentaram tantas vezes pegá-la grávida, sem sucesso Celia chorando e implorando enquanto ele carrega suas coisas em uma carroça.

Às dez horas ele se levanta abruptamente, sai do cassino e sobe a Quinta Avenida em direção à Cedar Street. A esposa de um tenente do exército que Earp conheceu no dia anterior disse-lhe que ele deveria aparecer para uma visita assim que souber com certeza que o marido dela está em San Francisco. Earp encontra a casa sem dificuldade, vê que as luzes ainda estão acesas, bate na porta. A mulher fica surpresa a princípio, mas o deixa entrar, conquistada por seus modos educados, quase tímidos. Mais tarde naquela noite, em sua cama, ele encontra o único consolo que encontrará.

Sadie ainda está acordada quando ele volta para casa às 2:00 da manhã, mas ele está cansado demais para falar e apenas sorri para ela enquanto tira a roupa e cai pesadamente na cama. No dia seguinte, ele descobre um bilhete que ela o deixou e o pega sabendo que ela só escreve quando está muito zangada com ele. “Wyatt,” ele diz, “Eu sei sobre Celia. Mas nós já falamos sobre suas madrugadas antes. Como devo me sentir? Como? Dê-me o respeito que mereço, ou não haverá motivo para continuarmos. ”

On the afternoon of May 6, 1888, Wyatt Earp got into a stagecoach and headed from downtown San Diego to the Mexican border near Tijuana. He was on his way to referee what had been advertised as “The Hundred-Round Fight” — a boxing match.

The event was originally scheduled to take place in San Diego, but its promoters were apparently too successful in stirring up hoopla about it. Local ministers and then the newspapers began to denounce the pagan practice of pugilism. So the promoters made arrangements to move the fight to Tijuana, where a man could use his knuckles to knock another man senseless and no one would get upset about it. Earp was chosen as referee for two reasons: one, he had seen more than his share of fights in the mining camps and boom towns of the West and had refereed quite a few of them two, he had a reputation for honesty. At the time, a boxing referee was usually called upon to hold the purse, decide on a winner, and award the money, too, so honesty counted for a lot.

As the date for “The Hundred-Round Fight” neared, the promoters gave notice that there would not only be two fights but a bullfight and a cockfight as preliminaries to the main events. Then, a few days before the extravaganza was to take place, the commander of the Mexican army garrison in Tijuana — who was also in charge of the town — realized that his troops were going to be outnumbered by a crowd of whooping, drunken Americans. And he was shrewd enough to guess that a crowd of whooping, drunken Americans could get out of hand pretty quickly and that the melee that might result would not do the career of a Mexican army officer any good. So he decreed that the fights could take place in Mexico, but the spectators would have to stay in the U.S. That’s exactly what happened: the contests between men, bulls, and roosters took place in the bed of the Tijuana River while a crowd of some 3000 people looked on from behind a rope that was rigged up to mark the border.

The National City and Otay Railway had to put on extra cars to take fans from San Diego to the site of the fight, and the cars were full from early afternoon until nightfall. During one trip, a conductor apparently got into the spirit of the day and pulled an elderly man from his seat and began kicking him in the belly for what onlookers later said was either very slight provocation or no provocation at all. (After an account of the incident was published in the San Diego Union, the conductor was forced to take a three-month leave.)

The bullfight was described by those who saw it as mediocre, and the cockfight was said to be worse. In the first boxing match, Gus Brown and Spider Kennedy of San Francisco squared off amid a general chorus of boos the fight had been advertised as bareknuckle, but these two pros wore skin-tight gloves, which resulted in a little less blood. Kennedy eventually broke his hand on Brown’s jaw, and Brown, a burlier, heavier man, knocked him down decisively in the sixth round.

The second match was between a local blacksmith named William McLaughlin and a longshoreman named James O’Neal. They were said to have a grudge against each other, and their hands were truly bare when they went at it. By the fourth round it was clear that McLaughlin was in trouble, and with one powerful blow O’Neal finally knocked him cold. Earp had no trouble selecting a winner McLaughlin didn’t regain consciousness for five minutes. The crowd drifted away, Earp climbed back into his stage for the return trip to San Diego, and “The Hundred-Round Fight” was history. No dia seguinte o União teased its readers with the information that one of its photographers had obtained a picture of some of the city’s most important businessmen and well-heeled young blue bloods at the fight “in company with some extremely interesting females.” The photo, if it existed, was never published.

Wyatt Earp sits in the darkened theater in downtown San Diego, watching the actors as they gesture on the stage in front of him. Sadie is sitting next to him, and next to her sit Wyatt's brother Virgil and his wife Allie. Ordinarily Earp is fond of Shakespeare, but the characters in this one — Hamlet — seem to him unnecessarily gloomy and overdrawn. Moreover, the play’s focus on this hapless Danish family and its peculiar son has got him thinking about his own desire to have a family, and in particular a son. It was a constant point of friction between him and Celia it was one of the reasons he left her. And now Sadie has been unable to get pregnant, too, even though both of them are anxious to raise a family. Earp cannot bring himself to believe what Virgil ’s doctor once said, that it is the Earp men and not their women who are likely the problem. Yet Virgil and Allie are also childless after many years.

His mind wanders to Sadie and how well she seems to get along with his friend Elias “Lucky" Baldwin, a flashy entrepreneur who is notorious for his way with the ladies. Perhaps they are. Hell no! Should he ask her about it, though? She'd be insulted, terribly insulted. Earp makes a mental note to keep an eye on the situation very closely. Damned if he's going to finally get a son and find out it isn’t his.

At intermission the Earps stand with the other spectators in the lobby. ‘ ‘Don’t much like that little prince fellow,“ Wyatt says in response to Allie's question about the play, and he feels Sadie stiffen next to him. He turns angrily to her, thinking: maybe it was a stupid thing to say what of it? But she has already let the remark pass and is joking with Virgil about something else. Looking at her dark eyes and delicate mouth, Earp is suddenly filled with a feeling of admiration and love for her. She is a sport, better than most of the men he has known, and with a shock he realizes that Sadie has become the dearest thing in the world to him, and that no matter what happens he is going to spend the rest of his life with her.

One night Earp returned to the house on Third Avenue and told Sadie that a man “had sort of donated” a racehorse to him in a poker game. The horse's name was Otto Rex. Earp exercised and raced it at the old Pacific Beach Racetrack, which once stood on the west side of Interstate 5 near the mouth of Rose Canyon. The racetrack buildings, some of which were still standing in 1935, included a grandstand, a hotel, cottages, and stables. On Sundays, San Diego’s upper crust would ride the San Diego, Pacific Beach, and La Jolla Railway to the racetrack and spend the afternoon betting, swapping stories, and watching the races, in which the horses pulled rubber-tired buggies around an oval track. Wyatt Earp was in some of those races, his face completely expressionless — the way it was in card games — as he urged his horse on.

The Earps did not stay in San Diego long after Wyatt took up horse racing. The real-estate boom slowed and then collapsed when the Santa Fe Railroad moved its shops and general offices to Los Angeles in 1889, but by then the Earps were already traveling again, racing horses in such places as Santa Rosa, Napa, San Francisco, and Los Angeles. Later, Earp owned stables in San Francisco and accompanied his horses on a racing circuit that included Chicago, St. Louis, Cincinnati, and Kansas City. His animals didn’t always win, but when they did he would buy jewelry for Sadie, and she later recalled acquiring a bracelet adorned with rubies and a peacock brooch encrusted with diamonds as direct results of her husband's success at the track.

During these years Earp occasionally returned to San Diego and Escondido to race his horses or to referee a boxing match. But by 1896 he had sold nearly all of his property here, making little or no profit on any of it. He did receive a substantial amount from the eventual sale of his racing interests, and in 1897 he and Sadie sailed to Nome, Alaska to try to cash in on the gold rush there. The Earps returned to California in 1901 and prospected in the deserts of California, Nevada, and Arizona for several years until they struck a relatively rich vein of copper and gold on the west side of the Colorado River, near present-day Parker, Arizona. For almost twenty-five years they spent summers in Los Angeles and winters in a house they built on their desert claim site.

In 1929 Wyatt Earp died in a small, undistinguished cottage in Los Angeles. He was seventy-two. Sadie cradled his dead body in her arms until she was led away, and she was too distraught to attend the funeral. A few days later a close friend of Earp's wrote in a local newspaper: “If the writer could make his epitaph, it would read: Here lies a man.”


What sank the USS San Diego? A WWI naval mystery may be solved

Was it a German torpedo, undetected by the ship’s 17 lookouts? Or did the San Diego blunder into an underwater mine? Or, less likely, was it the work of a German saboteur?

It’s one of the mysteries of U.S. naval history. What sank the armored cruiser San Diego, just 10 miles off the New York coastline during World War I?

A surprise explosion rocked the ship that July morning, 99 years ago. Within 30 minutes, the 500-foot warship capsized in about 100 feet of water, taking six sailors to a watery grave.

Was it a German torpedo, undetected by the ship’s 17 lookouts? Or did the San Diego blunder into an underwater mine? Or, less likely, was it the work of a German saboteur?

This summer, the U.S. Naval History and Heritage Command is using today’s technology to finally solve that longtime question. An underwater drone and sophisticated sonar are being employed for the first time to assemble a 3-D image of the wreck.

It’s the same science the Navy uses to survey modern underwater ship damage, so the results may even inform how the United States views collisions today.

“We are definitely drawn to this site because of the mystery of how it sunk and our desire to set the record straight,” said Alexis Catsambis, an underwater archaeologist with the Navy history command. “We believe we have a unique opportunity here, combining scientific data and archival research to answering this question.”

The effort comes on the heels of the discovery last month of the World War II cruiser Indianapolis, which was lost at sea in the Pacific in 1945.

A high-tech civilian team led by Microsoft co-founder Paul Allen used a 2016 finding by the Naval History Command to search a new quadrant, locating the ship in 18,000 feet of water.

The results of the San Diego survey will be released around the 100th anniversary of the sinking next summer.

Why solve a 100-year-old mystery?

To lovers of the history of the sea, the answer matters. The cruiser was only major U.S. warship lost during World War I.

“It’s just a question of getting the story right,” said Kevin Sheehan, a curator at the Maritime Museum of San Diego.

The downtown museum has a 12-foot model of the World War I cruiser named for the city.

Over the years, thousands upon thousands of visitors have viewed its red-and-white hull and four stout smokestacks through the clear case. It is part of the museum’s Navy history program.

“We do tell the story of the San Diego here,” Sheehan said.

Prior to the war, the San Diego had served as flagship for the U.S. Pacific Fleet. Operating off the West Coast for several years, it visited San Diego, its namesake city, for the 1915 Panama-California Exposition in Balboa Park.

Commissioned in 1907 and originally called California, the ship was renamed San Diego in 1914, to follow the policy of reserving state names for battleships.

Currently, the name San Diego is held by a San Antonio-class amphibious transport dock ship stationed at San Diego Naval Base.

Here’s what’s known about that day

On July 19, 1918, the cruiser San Diego’s job was to escort U.S. ship convoys through the submarine-infested waters of the North Atlantic toward Europe.

The United States had entered the war just over a year earlier. That morning, the warship was alone and heading toward the port of New York to meet a fresh convoy.

The crew was excited about the coming time ashore. Some had already changed into liberty uniforms.

The U.S. Navy knew that German U-boats were lurking off U.S. shores, so Capt. Harley Hannibal Christy had ordered his crew to be on guard.

The ship had 17 men on lookout. It was zig-zagging through the water and its watertight doors were shut. At one point in the morning, someone reported a possible periscope above the surface.

The explosion hit the port, or left, side of the vessel just back of midship. The great majority of the 1,180-man crew escaped alive. Four sailors died almost immediately and two more died while the vessel sunk.

The captain was the last man to depart, after delaying the call to abandon ship until the bitter end to make sure a German U-boat didn’t surface to capture the American warship.

The six dead were never recovered, making the ship a war grave in the eyes of the Navy.

The ship is a popular dive site, leading recreational divers to bring artifacts ashore as souvenirs until the 2004 Sunken Military Craft Act forbade it.

In his final ship’s log, Christy gave the opinion that a German torpedo had hit the San Diego. But the official reason listed on the Navy’s books is a mine, laid by German U-boat 156, after American forces found and destroyed five to six German mines in the area.

U-156 did not return to Germany from this war patrol, so there are no concrete facts available about its role in the sinking.

There’s another theory: sabotage

There’s a third, outlier, theory involving an infamous German saboteur named Karl Jahnke.

In 1999, the University of North Carolina at Chapel Hill declared that one of its professors had found the historical smoking gun in formerly classified Russian documents. Professor Russell Van Wyk issued the opinion that Jahnke planted a bomb in the San Diego’s boiler room.

The Navy doesn’t give a lot of weight to that theory. The court of inquiry that followed the sinking determined that the initial explosion was an external one.

Two subsequent explosions are believed to have been caused by rupturing of a boiler and ignition of one the ship’s ammunition magazines.

So the current research focuses instead on the torpedo and mine scenarios — but Catsambis said they are open to all options.

If they do discount sabotage, it would remove any cloud from the record of the officer responsible for keeping watch against intrusions during refueling of the ship.

Modern tech is what may deliver the answer

Off Long Island this week, an autonomous underwater drone has scanned the site as it made methodical passes above and on both sides.

Using multi-beam and side-scan sonar readings, and video, the Navy’s maritime archaeologists expect to get a fuller picture of the holes in the hull.

The University of Delaware is lending support and equipment, including its research boat Joanne Daiber.

The look of the holes matter, because they may hold the key to finally closing the mystery of what sunk the San Diego.

The Naval Surface Warfare Center, Carderock Division, will examine the results. In Maryland, the scientists and engineers there are considered the Navy’s experts in maritime technology. The Office of Naval Intelligence is also consulting on the project.

“They are very qualified to look at hull damage and to assess and visualize that damage, in order to then correlate what we have underwater with what we know of German mines and torpedoes of the time,” Catsambis, the Navy underwater archaeologist, said.

“If there are different charges, we’re hoping that will give a different signature on the site,” he added. “If it was a mine or torpedo, that might alter how high on the hull the impact occurred.”

The effort is costing the Navy about $21,000 for the contract with the University of Delaware plus employee travel.

U.S. is commemorating World War I

The events of nearly 100 years ago still have relevance today, Navy officials say.

The history division is putting its resources toward commemorating many of the centennial anniversaries of World War I milestones.

“Clarifying whether a mine or torpedo sunk the vessel might impact our understanding of naval warfare in World War I and anti-submarine techniques,” Catsambis said.

World War I was a transitional period for the U.S. Navy, and the lessons learned in that conflict helped lead to the modern warships of today.

“It might also help us use current technology to better understand current damage that’s inflicted on our vessels,” Catsambis added. “Because we’re using a lot of the same methods.”


H3: Presented by [Presenting Sponsor Name Here]

Normal: [Month Day, Year] or [Coming in Year]

Select Language

^ Adding Translated Content

In the text block above, use these options as needed:

  • 中文 (Chinese)
  • inglês
  • Español
  • Français
  • alemão
  • Italiano
  • Filipino

Copy the layout container with original content. o layout container must have a custom class. See below for the custom classes needed for this page (CSS must match exactly):

  • lng-中文chinese
  • lng-english
  • lng-español
  • lng-français
  • lng-german
  • lng-italiano
  • lng-filipino

Proceed to edit the page elements and replace copy with the updated language.

Available Options Race Detail
Don't edit this column Don't edit this column **Edit here**
Event Dates Month, DD-DD, YYYY Oct 23 - 24, 2021
Event Location City, State San Diego, Califórnia
Presenting Sponsor Sponsor name only
Distances Number value 3
Avg Air Temp F° Fahrenheit, rounded to a whole number 68
Avg Air Temp C° Celsius, rounded to a whole number 20
Aeroporto Must be tri-code SAN

^ Changing Race Icons

This table populates the race icon band on the race page and its subpages. The race icons should match what's displayed on the race card. The race icon band and race card are managed by Webmasters. Please submit your race icon changes para eles.

Distances Crumb

Available Options **Edit Here**
Maratona sim
Half Marathon sim
10k Não
5K sim
1k Não
Retransmissão Não
KiDS ROCK Não
VR Não

^ Changing Distances

This table populates the available distances on the race page and its subpages. The distances listed should match what's displayed on the race card. The distances on the race page and its subpages as well as the race card are managed by Webmasters. Please submit your distance changes para eles.

Registro

^ Updating Register Button

This registration link should match the Race Registration Status on the race card. Both are managed by Webmasters. Please submit your updated status e registration link targets to them.

The link title should only be one of the following:

  • Registration Opening Soon
  • Registration Now Open
  • Limited Spots Remaining
  • Get Notified
  • Sold Out
  • Registration Closed
  • Postponed
  • Rescheduled
  • EXPO

To set the default language for this race page and its sub pages, there can only be one default language. If a default language is not needed for a race, this container can be deleted from the top template.

The language must adhere to the special characters, similar to the "Select Language" dropdown (i.e. français.)

The race page must have the default language in the "Select Language" dropdown AND there must be layout containers with custom classes on them.

Add a custom class to this layout container ^

Update the layout container class to one of the following, based on the default language needed:

  • helper-text default-language-chinese
  • helper-text default-language-english
  • helper-text default-language-español
  • helper-text default-language-français
  • helper-text default-language-german
  • helper-text default-language-italiano
  • helper-text default-language-filipino

The Original Rock 'n' Roll

Bringing the fun to the run since 1998, Rock 'n' Roll San Diego is a favorite among locals and tourists alike. Starting at Balboa Park and finishing in Downtown San Diego, you&rsquoll explore up to eight well-known neighborhoods and experience an insider tour that even the locals rave about. This ultimate foot tour highlights all the iconic communities, their personalities, and everything we love about America's Finest City: San Diego, CA.


Annual Passes

&ldquoI have been coming to SeaWorld for the past two years with my kid and have to say that now that they are open again they have done a great job at social distancing and making sure everything is clean and sanitized with all the COVID guidelines in place. We are annual pass members and the park has continued to keep us updated on the current offerings, what is open and closed, expectations when at the park, and new systems for reserving tickets to come to the park. . & rdquo

&ndash Tracy S. from San Diego, CA

Seaworld SoCal Resident Pass

- LIMITED-TIME OFFER
- Unlimited Admission* for 12 months
- 50% Off General Parking
- Blockout dates apply*

The SeaWorld San Diego SoCal Resident Pass Membership Includes:

  • Valid for Unlimited Admission for 12 Months with blockout dates
  • Blockout Dates: May 31, July 4, July 10, July 17, July 24, July 31
  • Includes 50% off General Parking

Reservations required prior to each park visit. Subject to park capacity. Children under 3 do not require a reservation or ticket for entry.

Restrictions may apply. Offer, park products, hours and services are subject to change or cancellation without prior notice. Passes are non-transferable, non-refundable and may be revoked for misuse. Passes are not for resale and void if altered. Passes may not be duplicated and photocopies will not be accepted. This offer is not to be combined with any other special offers or discounts. Taxes, shipping and service fees not included in price. Your visit helps support animal rescue efforts, with over 38,000 and counting

EZpay is a monthly payment program designed to make it easy for anyone to become a Pass Member at our parks. Memberships on EZpay will continue on a month-to-month basis. Algumas restrições podem ser aplicadas.

SeaWorld Silver Annual Pass

- Unlimited Admission for 12 months
- GRATUITAMENTE General Parking
- 2 FREE Guest Tickets
- Up to 20% Discount on In-Park Offerings

SeaWorld San Diego Silver Pass Benefits:

  • Unlimited admission for 12 months
  • No blockout dates
  • Two (2) FREE Guest Tickets (to be used at SeaWorld San Diego on future specified dates only)
  • Access to Seasonal In-Park Events. Does not include separately-ticketed events (Howl-O-Scream, Sesame Street Parade of Lights).
  • GRATUITAMENTE General Parking
  • 50% Off Up-Close Parking Upgrade
  • GRATUITAMENTE Annual PhotoKey
  • GRATUITAMENTE Bayside Skyride Access
  • 10% off Food & Beverage. Includes Character Dines at SeaWorld San Diego.
  • 20% off Merchandise
  • 20% off Photo Prints & Frames
  • 10% off Select Animal Encounters (advanced reservations required)
  • Exclusive Pass Member Discounted Tickets
  • 20% off Quick Queue
  • 10% off Dine with Orcas
  • 10% off Youth Summer Camps
  • 10% off Stroller Rentals
  • Exclusive Savings to Discovery Cove
  • Exclusive Pin Trading Events and Other Special Access

Reservations required prior to each park visit. Subject to park capacity. Children under 3 do not require a reservation or ticket for entry.

EZpay: Fees and taxes not included and will be applied at checkout.

The electronic and printed version of this Annual Pass may not be copied, transferred or resold and is valid only for the person listed above. The Park and Park&rsquos exhibits are subject to closure at the Park&rsquos discretion. The electronic and printed version of this Annual Pass will be voided if altered. Tickets and Annual Passes are non-refundable. Valid for admission at SeaWorld San Diego. Please present your electronic or printed Annual Pass to the Toll Booth Attendant for free general parking. EZpay is a monthly payment program that requires a 12 month commitment. Pass Members will automatically remain on EZpay on a month-to-month basis after that commitment is met. Click for EZ Pay Terms and Conditions.

SeaWorld Gold Annual Pass

- Unlimited Admission for 12 months
- GRATUITAMENTE Up-Close Parking
- 4 FREE Guest Tickets
- Up to 30% Discount on In-Park Offerings

SeaWorld San Diego Gold Pass Benefits Available:

  • Unlimited admission for 12 months
  • No blockout dates
  • One (1) FREE Guest Ticket available NOW through 6/25/21 (blockout dates: 5/29 & 5/30) to use at SeaWorld only.
  • Three (3) FREE Guest Tickets (to be used at SeaWorld San Diego on future specified dates only)
  • Access to Seasonal In-Park Events. Does not include separately-ticketed events (Howl-O-Scream, Sesame Street Parade of Lights).
  • GRATUITAMENTE Up-Close Parking
  • GRATUITAMENTE Annual PhotoKey
  • GRATUITAMENTE Bayside Skyride Access
  • 15% off Food & Beverage. Includes Character Dines at SeaWorld San Diego.
  • 30% off Merchandise
  • 30% off Photo Prints & Frames
  • 15% off Select Animal Interactions (advanced reservations required)
  • Priority Fast Lane Park Entrance
  • Exclusive Pass Member Discounted Tickets
  • One (1) FREE Up-Close Reserved Parade Viewing
  • 30% off Quick Queue
  • 15% off Dine with Orcas
  • 15% off Stroller Rentals
  • Exclusive Savings to Discovery Cove
  • 15% off Youth Summer Camps
  • Exclusive Pin Trading Events and Other Special Access

Reservations required prior to each park visit. Subject to park capacity. Children under 3 do not require a reservation or ticket for entry.

EZpay: Fees and taxes not included and will be applied at checkout.

The electronic and printed version of this Annual Pass may not be copied, transferred or resold and is valid only for the person listed above. The Park and Park&rsquos exhibits are subject to closure at the Park&rsquos discretion. The electronic and printed version of this Annual Pass will be voided if altered. Tickets and Annual Passes are non-refundable. Valid for admission at SeaWorld San Diego. Please present your electronic or printed Annual Pass to the Toll Booth Attendant for free Up-Close Parking. EZpay is a monthly payment program that requires a 12 month commitment. Pass Members will automatically remain on EZpay on a month-to-month basis after that commitment is met. Click for EZ Pay Terms and Conditions.

SeaWorld + Aquatica Platinum Annual Pass (11 Parks)

- Unlimited Admission for 12 months to 11 SeaWorld Parks locations (VA, FL, CA, TX, PA)
- GRATUITAMENTE Up-Close Parking
- 6 FREE Guest Tickets
- Up to 50% Discount on In-Park Offerings

SeaWorld San Diego Platinum Pass Benefits:

  • Unlimited admission for 12 months to 11 SeaWorld Parks
  • Valid at Aquatica San Diego through 9/6/21
  • No blockout dates
  • One (1) FREE Guest Ticket available NOW through 6/25/21 (blockout dates: 5/29 & 5/30) to use at SeaWorld only.
  • Five (5) FREE Guest Tickets (to be used at SeaWorld San Diego on future specified dates only)
  • One (1) FREE Guest Ticket to Howl-O-Scream (to be used on a future specified date only)
  • Access to Seasonal In-Park Events. Does not include separately-ticketed events (Howl-O-Scream, Sesame Street Parade of Lights).
  • GRATUITAMENTE Up-Close Parking
  • GRATUITAMENTE Reserved Show Seating
  • GRATUITAMENTE Annual PhotoKey
  • GRATUITAMENTE Bayside Skyride Access
  • 20% off Food & Beverage. Includes Character Dines at SeaWorld San Diego.
  • 50% off Merchandise
  • 50% off Photo Prints & Frames
  • 20% off Select Animal Interactions (advanced reservations required)
  • Priority Fast Lane Park Entrance
  • Exclusive Pass Member Discounted Tickets
  • GRATUITAMENTE Up-Close Reserved Parade Viewing
  • One (1) FREE Single-Ride Quick Queue Per Visit
  • 50% off Quick Queue
  • 20% off Cabanas & Loungers
  • One (1) FREE Animal Experience (advanced reservations required)
  • 20% off Dine with Orcas
  • 20% off Stroller Rentals
  • Exclusive Savings to Discovery Cove
  • 20% off Youth Summer Camps
  • Exclusive Pin Trading Events and Other Special Access

Reservations required prior to each park visit. Subject to park capacity. Children under 3 do not require a reservation or ticket for entry.

EZpay: Fees and taxes not included and will be applied at checkout.

The electronic and printed version of this Annual Pass may not be copied, transferred or resold and is valid only for the person listed above. The Park and Park&rsquos exhibits are subject to closure at the Park&rsquos discretion. Platinum Passes include admission to 11 SeaWorld & Busch Gardens family of parks. Select parks may be operating at a limited capacity, with restrictions, or remain temporarily closed. Please consult each park&rsquos website for updates on availability. The electronic and printed version of this Annual Pass will be voided if altered. Tickets and Annual Passes are non-refundable. Valid for admission at SeaWorld & Aquatica San Diego AND 9 other SeaWorld Parks. Please present your electronic or printed Annual Pass to the Toll Booth Attendant for free Up-Close Parking. EZpay is a monthly payment program that requires a 12 month commitment. Pass Members will automatically remain on EZpay on a month-to-month basis after that commitment is met. Click for EZ Pay Terms and Conditions


Daniel Broderick III Was Paying Betty Broderick thousands in alimony.

Other evidence of just how much Daniel Broderick III was worth and how much he was likely raking in was the amount he had been giving Betty Broderick in alimony checks. After the divorce, Betty Broderick was slated to not only receive a one-time payment of $28,000, but also $16,000 per month in alimony.

Even so, Betty Broderick claimed at her 2017 parole hearing that she hadn’t received a settlement, which only led to her continued animosity toward her ex-husband before she murdered him. While the exact amount of Danielle Broderick III’s net worth isn’t so cut and dry, clearly he left behind a small fortune.


Assista o vídeo: Historia de AFS