Golpes para enriquecimento dos loucos anos 20

Golpes para enriquecimento dos loucos anos 20

A economia prosperou durante os loucos anos 20 e o aumento da renda deu aos americanos comuns acesso a novas conveniências atraentes, incluindo máquinas de lavar, geladeiras, carros e outros luxos que antes pareciam inatingíveis.

Mas para muitos, isso não foi suficiente.

Com milionários recém-formados em Wall Street exibindo suas mansões e estilos de vida opulentos em um estilo semelhante ao do protagonista do romance de 1925 de F. Scott Fitzgerald O Grande Gatsby, era fácil para um Joe comum sonhar alto também e imaginar investir alguns dólares em economias ganhas com dificuldade em uma fortuna igualmente vasta.

Essa ânsia caiu nas mãos das legiões dos loucos anos 20 de promotores de fala rápida, charlatães e vigaristas francos, que atraíram os supostos ricos com dezenas de esquemas aparentemente infalíveis - de ações de empresas que realmente não existiam até especulação em imóveis na Flórida ou nos campos de petróleo da Califórnia, até a promessa do vigarista Charles Ponzi de que os investidores poderiam ter um retorno de 50 por cento em 90 dias, investindo em um plano bizarro para resgatar cupons postais no exterior.

LEIA MAIS: 8 maneiras de ‘The Great Gatsby’ capturou os loucos anos 20

Boom Times convida ao risco

De certa forma, os esquemas de enriquecimento rápido foram o subproduto inevitável de uma era otimista em que tudo parecia possível.

“As fronteiras da inovação capitalista sempre atraem golpes de investimento, e havia muitas dessas fronteiras na década de 1920, alimentadas por invenções tecnológicas - rádio, aviões, telefonia, eletrificação, descobertas químicas - e o boom econômico mais geral associado da época”, explica Edward J. Balleisen, professor de história e políticas públicas na Duke University e autor do livro de 2017 Fraude: uma história americana de Barnum a Madoff. “Essas fronteiras sugerem o potencial - e o exemplo real - de grandes riquezas, e os tempos de expansão facilitam a obtenção de crédito.”

As pessoas queriam seguir o exemplo de heróis como o magnata do automóvel Henry Ford e o aviador Charles Lindbergh, que ousou sonhar. “Esses homens foram celebrados por sua coragem, coragem e ousadia”, diz Nate Hendley, autor do livro de 2016 The Big Con: Grandes Hoaxes, Frauds, Grifts and Swindles in American History. “Intencionalmente ou não, a mensagem que chegou ao público foi: seja ousado. A coragem é boa. Não seja tímido. Em outras palavras, não hesite em investir seu dinheiro! ”

A proibição também desempenhou um papel em tornar os cidadãos suscetíveis, de acordo com Hendley. “Transformou bandidos de esquina como Al Capone em milionários. Cidadãos normais, cumpridores da lei, não tinham nenhum problema em comprar bebida ilegal dessas pessoas. Depois que os cidadãos cruzaram essa linha moral e começaram a frequentar bares clandestinos ilegais e a comprar bebidas no mercado negro, eles naturalmente se tornaram mais receptivos a propostas desprezíveis, mas atraentes, para investir em esquemas de enriquecimento rápido. ”

LEIA MAIS: Como a Proibição Coloca o ‘Organizado’ no Crime Organizado

O esquema Ponzi original

Ao mesmo tempo, muitas pessoas não tinham instrução financeira para entender a diferença entre investir em uma empresa legítima e um esquema como o operado por Ponzi, um imigrante italiano que afirmava ter se tornado um homem rico por pura engenhosidade e trabalho árduo.

“Os americanos adoram uma história da pobreza para a riqueza”, diz Hendley. O Ponzi, de Boston, disse aos investidores que descobriu uma maneira de fazer fortuna comprando cupons de correspondência espanhóis e resgatando-os em selos dos EUA, para tirar vantagem da fraqueza da moeda espanhola. Na verdade, Hendley explica, o que Ponzi realmente fez “foi simplesmente pegar dinheiro de novos investidores e dá-lo a investidores antigos, sem realmente investir em nada tangível ... em outras palavras, ele apenas recirculou o dinheiro”.

Cerca de 40.000 investidores confiaram a Ponzi US $ 15 milhões. Mas depois que os inspetores postais dos EUA começaram a investigar seu esquema, ele desabou e Ponzi foi para a prisão. Muitos de seus investidores se recusaram a acreditar que foram enganados e se agarraram a seus certificados inúteis.

LEIA MAIS: Como o esquema de Ponzi ganhou esse nome

Um milionário barão do petróleo que não era

Embora o golpe tenha se tornado conhecido como esquema Ponzi, seu homônimo não foi o único que o perpetrou. Em Chicago, Leo Koretz, um imigrante da Boêmia, fez uma fortuna vendendo ações em plantações de arroz supostamente lucrativas no Arkansas que não existiam de fato, bem como em uma empresa madeireira que ele afirmava possuir terras com petróleo abaixo delas.

“Koretz foi um ator talentoso que viveu uma mentira durante a maior parte de sua vida, interpretando o papel de um milionário barão do petróleo que estava disposto a compartilhar seu sucesso com seus parentes e amigos”, explica Dean Jobb, professor de jornalismo da University of King's College em Nova Scotia e autora do livro 2015 Empire of Deception: a incrível história de um mestre vigarista que seduziu uma cidade e cativou uma nação.

Ele operou sua grande fraude chamada Bayano Syndicate por quase 20 anos, muito mais do que qualquer esquema Ponzi sobreviveu até que a fraude multibilionária de Bernie Madoff foi exposta uma década atrás. ”

Koretz prometeu e entregou altos retornos, e isso atraiu mais investidores e dinheiro para manter seu esquema de pirâmide à tona, diz Jobb. Ele também conseguiu convencer muitos de seus investidores a reinvestir seus lucros no papel em ações mais inúteis do Bayano - na verdade, enganando-os duas vezes.

Especuladores de terras da Flórida

A Flórida, que atraiu nortistas ávidos por escapar do inverno, também se tornou um paraíso para especuladores de terras, que compravam propriedades a preços baratos e as vendiam com grandes lucros. Alguns dos especuladores nunca foram eles próprios à Flórida. Em vez disso, contrataram jovens agentes que se destacaram sob o sol quente e convenceram os compradores a dar uma entrada não reembolsável em um pacote.

Muitos dos compradores não podiam pagar de fato os empréstimos; em vez disso, eles estavam apostando que os preços dos terrenos subiriam ainda mais, para que pudessem revender e sair com lucro. Eventualmente, porém, o mercado estagnou, os preços caíram e muitos ficaram com propriedades que valiam muito menos do que esperavam.

Vendas de poços de petróleo indescritíveis

A crescente demanda por petróleo para abastecer automóveis também levou a esquemas de perfuração de petróleo elaborados por promotores que enviaram publicações e distribuíram panfletos que prometiam um retorno fabuloso. Alguns até mesmo fretaram ônibus para atrair investidores em potencial e levá-los aos campos de petróleo para dar uma olhada.

Conforme descrito em um Los Angeles Times resenha do livro de Jules Tygiel de 1994 A grande fraude de Los Angeles: petróleo, ações e escândalo durante os loucos anos 20, um dos promotores mais audaciosos foi Courtenay Chauncey “C.C.” Julian, que comprou anúncios de jornal e rádio em que bajulava: "Você nunca vai ganhar um tostão só de olhar."

Julian atraiu US $ 2 milhões de 40.000 pequenos investidores e realmente os usou para perfurar poços e abrir uma rede de postos de gasolina. Mas depois que as autoridades começaram a suspeitar que ele estava engavetando os livros e outras impropriedades, ele vendeu sua empresa em colapso e evitou uma acusação de fraude postal fugindo para Xangai, onde cometeu suicídio.

Wall Street Scams

Wall Street também ofereceu sua parcela de esquemas para enriquecimento rápido. Com o aumento dos preços das ações, os pequenos investidores foram atormentados pela perspectiva de retornos maiores sobre suas economias do que as contas bancárias pagariam com juros. Mas eles não tinham como saber que o mercado estava sendo manipulado por investidores ricos.

Um infame golpe da década de 1920 foi o Radio Pool, no qual os manipuladores elevaram o preço das ações da RCA, realizaram seus lucros e deixaram outros acionistas assistindo impotentes à queda de suas ações. Para piorar as coisas, muitos pequenos investidores foram induzidos a comprar ações de empresas na margem - essencialmente, com empréstimos que eles teriam que pagar do bolso se o preço das ações caísse.

LEIA MAIS: Sinais de alerta que os investidores perdiam antes da crise de 1929

A proliferação de golpes de enriquecimento rápido na década de 1920 foi tão intensa que os titãs da indústria começaram a se preocupar com o efeito corrosivo dos vigaristas e das empresas passageiras sobre o sistema, mesmo que estivessem dispostos a procurar o outro maneira nas deturpações que sua própria espécie às vezes perpetrava.

“Os membros do establishment empresarial viam as piores fraudes como parasitismo econômico que corroía os lucros das empresas legítimas e, potencialmente, minava a confiança pública mais ampla nos mercados e no capitalismo em geral”, explica Balleisen. “Pelo menos ocasionalmente, esses líderes empresariais se preocupavam com a ameaça potencial representada pelo comunismo soviético.”

Essa angústia levou ao surgimento de grupos de vigilância do setor privado, como o Better Business Bureau, uma organização nacional formada em 1921 que investigou e alertou o público sobre operadores inescrupulosos e aumentou a agressividade das agências reguladoras do governo.

Com o crash de Wall Street em 1929, a prosperidade que havia financiado o surgimento dos esquemas de enriquecimento rápido evaporou. O dinheiro pode ter secado, mas o fascínio pela riqueza fácil tornou-se uma parte permanente da psique americana.

“A noção de que qualquer pessoa pode ser milionário era forte na década de 1920”, diz Hendley, “e nunca foi embora”.


7 dos maiores golpes de todos os tempos

Você deve ter ouvido aquela sobre Maria Gabriella Perez, de 51 anos, dona de um salão de beleza em Beverly Hills, que foi presa por autoridades federais esta semana por supostamente roubar informações de cartão de crédito de Jennifer Aniston, Anne Hathaway e Liv Tyler, entre outras. . Perez, ao que parece, acumulou US $ 280.000 em cobranças fraudulentas em um ano.

Vários anos atrás, meu filho e eu fomos vítimas de um golpe perpetrado por um bandido que morava no Arizona. No total, perdemos cerca de US $ 15.000 em dinheiro e itens colecionáveis, muito menos do que as centenas de milhares de dólares perdidos por algumas de suas outras vítimas, localizadas em todo o mundo.

Nem preciso dizer que fiquei furioso e mais do que um pouco envergonhado e queria me vingar. Claro, esse cara não usou nenhuma de suas informações reais. Mas, ei, eu sou um repórter investigativo, então fiz um pouco (muito bem) de trabalho investigativo e finalmente o localizei. Por fim, entreguei as autoridades de Phoenix a ele. Na verdade, eles já estavam procurando por ele, mas gosto de pensar que contribuí para colocá-lo atrás das grades. Ele acabou sendo preso e logo será julgado. Não poderia acontecer com um cara mais legal.

De qualquer forma, tudo isso me fez pensar em todos os golpes de que as pessoas foram vítimas ao longo dos anos. Portanto, para o seu prazer de leitura, aqui estão sete dos meus favoritos, em nenhuma ordem particular. Ah, e nem é preciso dizer: "Não tente nada disso em casa". [Por que os idosos fazem bons alvos para golpes]

Golpes de trabalho em casa

& ldquoSeja parte de uma das indústrias de crescimento mais rápido da América. & # 8232Seja o chefe! & # 8232Ganhe milhares de dólares por mês em casa! & Rdquo

Anúncios como esse estão por toda parte & mdash em postes de telefone, em seu jornal, e-mail e em seus sites favoritos. Embora os empregos sejam diferentes, a mensagem é a mesma & mdashvocê pode ganhar a vida trabalhando em casa, mesmo nas horas vagas.

Alguns até prometem um reembolso se o & ldquojob & rdquo não funcionar. Se você gosta de muitas pessoas, provavelmente está pensando: & ldquoOnde me inscrevo? & Rdquo Mas o que você realmente deve fazer é correr, e não andar, o mais longe possível desses anúncios.

A realidade é que a maioria desses empregos são fraudes. Os vigaristas que os anunciam podem fazer com que você pague por kits iniciais ou certificações inúteis. E eles podem até cobrar seu cartão de crédito sem permissão.

Um dos golpes de trabalho em casa mais conhecidos envolve o enchimento de envelopes. Os anúncios dizem que se você pagar uma "pequena taxa" como US $ 99, você aprenderá a ganhar muito dinheiro enchendo os envelopes em casa. Mas tudo o que você recebe com o seu dinheiro é uma carta dizendo para você enganar seus amigos e parentes da mesma forma que você foi enganado, fazendo-os comprar o mesmo recheio de envelope & ldquoopportunity. & Rdquo Colá-lo com eles é a única maneira de você ter algum retorno seu investimento.

Excesso de peso? Eu tenho um acordo para você.

Bem, talvez não eu, mas os golpistas que prometem ajudá-lo a perder peso se você pagar uma pequena taxa. Eles tentam vender produtos falsos para perder peso, como um adesivo contendo algas que o fará perder peso ou uma pílula que não apenas o ajudará a perder peso, mas também reverterá o processo de envelhecimento. Se você morder um desses golpes, a única coisa que você vai perder é o seu dinheiro suado.

The Nigerian Scam

A menos que você more em uma caverna ou na lua, você provavelmente já ouviu falar sobre este. Veja como funciona:

O golpista envia um e-mail para você afirmando ser um funcionário público nigeriano, um empresário ou o cônjuge sobrevivente de um ex-funcionário do governo. Ele ou ela se oferece para transferir milhões de dólares para sua conta bancária em troca de uma taxa - neste caso, também não é uma taxa pequena. Se você responder à oferta inicial, poderá até receber documentos com aparência & ldquooficial & rdquo. Em seguida, o golpista pede que você forneça um papel timbrado do banco em branco, os números da sua conta bancária e algum dinheiro para cobrir os custos de transação e transferência e honorários advocatícios.

Claro, você perderá seu dinheiro e nunca verá um centavo desses milhões prometidos. [Os golpes de phishing online tornam-se pessoais]

Salgando a mina de ouro

Este é um antigo, mas um goodie. Antigamente, proprietários de minas desonestos colocavam algumas pepitas de ouro em minas sem valor para convencer os compradores em potencial de que as minas continham uma tonelada de ouro e levá-los a comprar seus créditos. Conforme a história continua, alguns golpistas antigos até costumavam disparar espingardas carregadas com pó de ouro nas laterais das minas.

Golpe do número de telefone 900

Você recebe um telefonema ou um aviso pelo correio notificando-o de que ganhou um sorteio ou na loteria. Mas para resgatar seu prêmio, você deve ligar para um número de telefone 1-900.

À medida que você ouve a longa mensagem, você começa a acumular cobranças significativas que irão direto para os bolsos dos golpistas. Essas cobranças aparecerão na sua conta mensal de telefone e você ficará responsável por elas. Oh, esqueci de mencionar. Você realmente não ganhou no sorteio ou na loteria.

Esta é uma versão de baixa tecnologia do vírus malware Trojan, recentemente descoberto, dirigido em smartphones que executam o sistema operacional Android do Google e rsquos. Uma vez instalado no telefone, o Trojan começa a enviar mensagens de texto, ou mensagens SMS, para números de tarifa premium & números mdash que cobram uma taxa & mdash sem o conhecimento ou consentimento dos proprietários & rsquo, retirando dinheiro das contas dos usuários & rsquo e enviando para os cibercriminosos.

Esquema de pagamento a maior de ordem de pagamento

O golpe começa quando um vigarista responde a um anúncio classificado ou lista de leilão, oferecendo-se para comprar o item à venda e pagá-lo com uma ordem de pagamento. Em seguida, ele apresenta um motivo para enviar uma ordem de pagamento superior ao preço de compra do item. O golpista então pede ao vendedor que devolva a diferença depois que o pedido de pagamento for depositado e & ldquos supostamente compensado. & Rdquo

Como a ordem de pagamento parece muito real, o banco normalmente a aceita como legítima. Infelizmente, a ordem de pagamento é falsa e o vendedor é responsável perante o banco pelo valor total. Ele também perde o dinheiro que enviou ao golpista e o item que vendeu.

O esquema Ponzi

Um dos maiores vigaristas da história dos Estados Unidos, o nome Charles Ponzi & rsquos está associado ao esquema Ponzi & ldquopyramid & rdquo & mdash, você sabe, aquele supostamente usado por Wall Street & rsquos Bernard Madoff para fraudar investidores desavisados ​​em US $ 65 bilhões.

Na década de 1920, Charles Ponzi enganou milhares de residentes da Nova Inglaterra para que investissem em um esquema de especulação de selos postais. Naquela época, a taxa de juros anual para contas bancárias era de apenas 5%, mas Ponzi prometeu aos investidores que poderia fornecer um retorno de 50% em 45 dias e um lucro de 100% em 90 dias.

Inicialmente, Ponzi comprou um pequeno número de cupons de correio internacional para apoiar seu esquema, mas depois usou dinheiro de investidores posteriores para pagar seus investidores anteriores. Em seu apogeu, Ponzi ganhou milhões de dólares, mas acabou falido e na prisão.

Depois de escrever sobre todos esses golpes, acho que vale a pena repetir: Se parece bom demais para ser verdade, provavelmente é.

Linda Rosencrance escreveu sobre crime e segurança para jornais da área de Boston. Ela escreveu sobre crimes cibernéticos e segurança cibernética para Computerworld e TechNewsDaily. Ela é a autora de quatro livros sobre crimes verdadeiros & ldquoMurder at Morses Pond, "& ldquoAn Act of Murder & rdquo & ldquoRipper" e "Bone Crusher".


The & # 8220Dollar Store & # 8221

No censo de 1880, Benjamin Marks listou sua ocupação como “jogador”. # 8221 Isso era verdade, mas obscurece os muitos disfarces de seu comércio, incluindo tubarão de cartas, apostador de hipismo e dono de cassino. Mas ele ganhou um lugar nos livros de história por aparentemente ter inventado a ideia de uma “Loja do dólar & # 8221 distorcida.

Esta instalação de cidade fronteiriça parecia uma loja típica, mas ninguém comprava nada. Em vez disso, eles foram tentados a voltar para uma pequena mão de cartas: jogos de three-card monte. Enquanto a maioria dos traficantes montava mesas na rua, Marks e seus descendentes tinham vitrines de verdade.

Começando em Cheyenne, Wyoming, ele se mudou para Council Bluffs, Iowa, onde estabeleceu um cassino legal na cidade e hospedava jogos de cartas (e prostitutas) em sua casa à beira do rio. Posteriormente, os investigadores contaram milhões de dólares em ganhos ilícitos.


Centennial Technologies (1996)

Em dezembro de 1996, Emanuel Pinez, o CEO da Centennial Technologies, e sua gerência registraram que a empresa obteve US $ 2 milhões em receitas com cartões de memória para PC. No entanto, a empresa estava realmente enviando cestas de frutas aos clientes. Os funcionários então criaram documentos falsos como prova de que estavam registrando vendas. As ações da Centennial subiram 451%, para US $ 55,50 por ação na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE).

De acordo com a Securities and Exchange Commission (SEC), entre abril de 1994 e dezembro de 1996, a Centennial exagerou seus ganhos em cerca de US $ 40 milhões. Surpreendentemente, a empresa relatou lucros de US $ 12 milhões quando perdeu aproximadamente US $ 28 milhões. As ações despencaram para menos de US $ 3. Mais de 20.000 investidores perderam quase todo o seu investimento em uma empresa que já foi considerada uma queridinha de Wall Street. A Pinez foi considerada culpada por cinco acusações de fraude em títulos, incluindo negociação com informações privilegiadas e vendas falsas de produtos fictícios para aumentar a receita relatada.


8 Um milhão de pedacinhos de James Frey

O escritor James Frey abalou o estabelecimento literário e envergonhou Oprah Winfrey quando foi descoberto que seu livro de memórias best-seller de 2003 Um milhão de pedacinhos foi realmente um milhão de pequenas mentiras. O livro de Frey foi lançado como um livro de memórias factual, um confessionário que relatou sua batalha contra o vício de drogas e álcool e escaramuças com a lei. Um milhão de pedacinhos era um New York Times best-seller, Oprah o escolheu para seu Clube do Livro, e Frey foi o brinde dos literatos. Apenas o livro de Frey era mais uma obra de ficção do que um livro de memórias factual. Em 2006, A arma fumegante revelou imprecisões, mentiras e enfeites no livro. Frey entrou no circuito da mídia, incluindo o sofá de Oprah, para se desculpar pelo golpe.


1. A tia Jemima original veio de uma caricatura em uma litografia de publicidade de vaudeville

A tia apareceu como um meio de abordar mulheres negras mais velhas escravizadas no sul dos Estados Unidos antes da Guerra Civil, assim como o Tio com seus colegas homens mais velhos. Os negros mais jovens consideravam um termo de respeito na época. Os negros foram negados os títulos de cortesia de Sra. E Sr. O termo continuou em uso após a Guerra Civil, não sendo mais considerado respeitoso. Após a Reconstrução e o início do Período da Causa Perdida, os termos se tornaram estereótipos para os chamados escravos satisfeitos das plantações anteriores à guerra. Ben era um nome comum para tios, embora Tom fosse evitado por causa das conotações negativas que indicavam uma docilidade para com seus mestres. Em 1875, Billy Kersands, um menestrel e artista de comédia negro popular, escreveu uma canção intitulada A velha tia Jemima. Alguns dizem que Christopher Rutt assistiu a uma apresentação de um show de menestrel em que a música foi interpretada por um personagem que apresentava a imagem. Outros afirmam que ele o retirou diretamente de um cartaz publicitário.

Apesar de tudo, a imagem já era um estereótipo em 1889. Os estereótipos incluíam uma mulher negra grande e rechonchuda, usando um lenço cobrindo o cabelo, com um sorriso largo e brilhante e uma atitude constantemente otimista. Um avental também apareceu no personagem. & LdquoMammies & rdquo semelhantes apareceram em peças, shows de menestréis, revistas e livros do período, muitos deles compartilhando o nome Jemima, muitas vezes abreviado apenas para Mima. Todos eles retratavam a mesma imagem, a de uma escrava mais do que feliz com sua sorte na vida e uma cozinheira do que mais tarde ficou conhecido como comida reconfortante. O personagem Mammy continuou mais ou menos o mesmo por décadas, embora, como veremos, o nome Tia Jemima tenha se tornado uma marca registrada e seu uso proibido para qualquer pessoa além da Tia Jemima Mills.


Construído na areia: os golpes do enriquecimento rápido da Flórida dos anos 1920

Quando você compra um livro revisado de forma independente por meio de nosso site, ganhamos uma comissão de afiliado.

BOLHA AO SOL
O boom da Flórida na década de 1920 e como isso resultou na Grande Depressão
Por Christopher Knowlton

Em 1925, cerca de 7.000 pessoas em busca de uma nova vida e talvez uma nova fortuna entravam na Flórida todos os dias. Somente em Massachusetts, os proprietários de mais de 100.000 contas bancárias usaram suas economias para investir em terras na Flórida. Os depósitos em bancos da Flórida aumentaram 400% em três anos. Os políticos de Ohio ficaram tão chocados com o tamanho da onda de dinheiro fluindo para o sul que proibiram as imobiliárias da Flórida de fazer negócios em seu estado.

Will Rogers, que era bom em analisar esse tipo de coisa, sabia que havia uma explicação simples. Falando de seu amigo Carl Fisher, o Kubla Khan de Miami Beach, Rogers disse: “Carl descobriu que a areia pode segurar uma placa de um imóvel”.

Areia, isto é, que foi enriquecida com grandes suplementos de hype e arrogância, então colocada a serviço da ganância. Esse é o assunto de Christopher Knowlton, "Bolha no Sol: O boom da Flórida dos anos 1920 e como isso trouxe à Grande Depressão", que, apesar do subtítulo, não argumenta nem remotamente que o boom imobiliário da Flórida nos anos 1920 "trouxe a grande Depressão." (Knowlton, na verdade, efetivamente nega a própria afirmação, então vou culpar uma editora presunçosa pelo subtítulo enganoso.) Mas o livro oferece uma história que, embora muitas vezes contada antes, vale a pena ser contada com entusiasmo por Knowlton.

Seus personagens são o sonho de um escritor. Há D. P. Davis, que em 1924 vendeu 300 terrenos para construção em Tampa Bay em três horas - enquanto eles ainda estavam debaixo d'água - e que se casou novamente com sua primeira esposa porque, disse seu irmão, ele queria deixar sua amante com ciúmes. Há Barron Collier, que desenvolveu 1,2 milhão de acres no sudoeste da Flórida que o tornou, se você pudesse acreditar nos preços que ele colocou sobre eles (e muitos milhares fizeram), mais rico do que John D. Rockefeller. O empresário que construiu Coral Gables, George E. Merrick, contratou um publicitário que o descreveria como um artista brilhante que usou “madeira, aço e pedra” para “pintar seus quadros em uma tela de campos espaçosos, bosques frios e canais sorridentes. ” O arquiteto da sociedade Addison Mizner construiu um reino de fadas de castelos neo-espanhóis em Palm Beach. Seu vigarista, irmão Wilson, disse profeticamente: “A rua fácil é um beco sem saída”, e não muito depois os dois se viram tropeçando ao longo de sua extensão escura.

Para mim, porém, Carl Fisher (que colocou aquela placa na areia) é o personagem paradigmático da saga da Flórida. Fisher saiu da periferia do negócio automobilístico. Ele construiu o autódromo de Indianápolis, deu início à ideia da primeira rodovia transnacional e fez sua primeira fortuna fabricando faróis antes de buscar um segundo em um pedaço dragado da baía de Biscayne. Quando Warren G. Harding veio jogar golfe em Miami Beach, Fisher forneceu um pequeno elefante para servir como caddie do presidente, uma oportunidade de foto imbatível em uma década que não faltava para competição. Seus anúncios divulgam fotos de cheesecake (o próprio termo cunhado pelo publicitário de Fisher) de mulheres em maiôs em todo o país. Um trazia a legenda: “Turalura Lipschits e sua irmã gêmea Tondalaya estão em Miami Beach curtindo o sol de setenta e oito graus em 21 de dezembro!” Mas ainda mais atraente do que o Lipschitses bem torneado e os céus amenos de Miami era a isca de riquezas rápidas, uma isca que Fisher lançou com sua decisão de 1919 de aumentar os preços das terras que ele vendia em 10 por cento - e sua afirmação simultânea de que aumentaria esses preços pelo mesmo montante anualmente. “Ao tentar acender um pequeno incêndio”, escreve Knowlton, Fisher, em vez disso, forneceu combustível para “uma conflagração”.

Outras metáforas estão disponíveis: "O cheiro de dinheiro na Flórida, que atrai homens como o cheiro de sangue atrai um animal selvagem, tornou-se maduro e forte na última primavera", escreveu Gertrude Matthews Shelby, enviada ao sul pela Harper’s Monthly para narrar o boom. Embora "inclinada a zombar" das grandes reivindicações de riqueza instantânea, ela logo largou seu caderno e "sucumbiu ao bacilo do boom". Shelby embolsou o equivalente a 2019 $ 190.000 em um mês de compra e venda de terras não desenvolvidas - "não muito", concluiu ela, "mas muito para um pequeno comprador em uma pequena aposta." Hoje, o que Shelby fez seria chamado de "virar" na Flórida dos anos 1920, onde sempre havia uma nova vítima vagando na mira de um especulador, era chamado de "recarregar".

Knowlton não é o mais infalível dos anedotalistas. Especialmente em seus capítulos iniciais, o leitor é muitas vezes levado à beira de uma revelação reveladora apenas para não encontrar nada lá: “Na verdade”, ele escreve sobre Fisher, “uma de suas duas esposas lembraria que ele era quase tão ágil com seus pés como com suas mãos. ” A próxima frase apenas nos diz que ele usava óculos de aro de tartaruga. Mas, uma vez que Knowlton chega ao furo inevitável da bolha, a força gravitacional absoluta que eventualmente atrapalha todos os balões especulativos exerce seu poder irresistível. A ambição se transforma em mentira, a motivação do lucro torna-se avareza.

A certa altura, quando as revistas nacionais começaram a expor o pior dos esquemas imobiliários fraudulentos, a indústria reagiu com um evento chamado “The Truth About Florida”, que foi exatamente o oposto. Os luminares que viajaram a Nova York para argumentar que o mercado imobiliário da Flórida não era especulativo incluíram seu governador, seus principais editores de jornais e uma falange de incorporadores em risco e banqueiros sobrecarregados - "os próprios homens", escreve Knowlton , “Que foram os mais culpados na criação do boom especulativo em primeiro lugar, um boom que eles agora insistiam que não existia”. O esquadrão da verdade, de cara séria, disse que a má imprensa que o estado estava recebendo nada mais era do que “propaganda do Norte” (outro, moderno, algum dia da Flórida, teria chamado de “notícias falsas”). Não havia nada com que se preocupar.

O colapso chegou apenas três meses depois. Os jornais antes cheios de anúncios imobiliários agora deram seu espaço cada vez menor a um tipo diferente de conteúdo. Antes da apreensão, o Miami Daily News de um dia tinha 504 páginas e pesava tanto quanto um bebê saudável apenas dois anos depois, em 1927, uma única edição de outro diário da Flórida trazia 41 páginas de avisos de delinqüência fiscal. Com o tempo, quase 90% dos municípios da Flórida foram obrigados a deixar de pagar seus títulos. Bancos superalavancados entraram em colapso. Lotes vazios se estendiam por quilômetros e quilômetros de terrenos não edificáveis. O desenvolvedor Walter P. Fuller ofereceu a última palavra em um livro de memórias publicado quase três décadas depois: “Acabamos de ficar sem idiotas”.

A única grande fraqueza de "Bubble in the Sun" é a ausência desses otários. Estão totalmente ausentes os infelizes (ou, se preferir, tolos ou crédulos, ou talvez simplesmente gananciosos) indivíduos que embarcaram na onda - sonhadores fervorosos que pensaram que estavam comprando um refúgio de aposentadoria em uma praia, mas acabaram com um pedaço de especuladores de pântano fétido que faziam algum dinheiro rápido e depois caíam ao tentar alcançar ainda mais os milhares e milhares que você pode encontrar persistentes na linha de chegada de qualquer mania especulativa, deixados segurando nada além de pedaços de papel sem valor.

Mas, a longo prazo, eles não foram os únicos perdedores. É por isso que Walter Fuller decidiu alterar seu comentário sobre a escassez de otários. “Isso não é muito correto”, disse ele. Ponderando seu próprio mundo de desenvolvedores e promotores e banqueiros viajantes e funcionários corruptos, ele disse: “Nós tornaram-se os otários. ”

Muitos pagaram por seus pecados, principalmente por meio de alcoolismo incapacitante, falência pessoal e extrema humilhação pública. Addison Mizner estava falido em 1930. Quando George Merrick de Coral Gables morreu aos 55 anos, ele deixou uma herança de $ 400. No final dos anos 1930, um associado encontrou Carl Fisher vagabundeando em um banco de parque em Miami Beach. “Eu sou um mendigo - completamente falido”, disse Fisher. "Nenhuma família para contar."


Resumo geral

Carlson destaca as fraudes que se destacam na história, dividindo os eventos e encerrando as histórias em capítulos independentes bem definidos. Isso dá ao leitor a opção de pular para as histórias que achar mais interessantes.

Da história de Ivar Kreuger, o Match King da Suécia, ao impacto devastador do esquema Ponzi multibilionário de Bernie Madoff - os leitores podem escolher entre alguns dos vigaristas mais desprezíveis que já existiram.

Além de ser uma boa leitura sobre alguns dos vilões mais notórios da história, Não caia nessa também investiga as razões pelas quais as pessoas acreditam em golpes aparentemente óbvios. E também mostra como esses golpes têm sido capazes de enganar um amplo segmento da sociedade - incluindo os ricos e famosos e até presidentes em exercício!


15 principais esquemas de enriquecimento rápido dos quais você deve se manter afastado


Claro que todo mundo quer ganhar dinheiro fácil em casa. Quem quer se deslocar por uma hora só para ir a um trabalho em uma grande cidade? A resposta é ninguém, mas geralmente é onde os empregos estão localizados em algumas áreas do país. A maioria das pessoas se irrita por ter que gastar mais dinheiro com gasolina e carro devido ao deslocamento para o trabalho em outra cidade ou estado, quando as despesas anotadas no final do ano superam a soma total da dívida nacional. Por essas e outras razões, quem não gostaria de ganhar dinheiro “da maneira mais fácil”.

Infelizmente, muitos esquemas de enriquecimento rápido são realmente bons demais para ser verdade. Eles são golpes e muitas vezes têm o objetivo de humilhar, envergonhar e roubar a identidade da pessoa que está sendo enganada. Eles têm como alvo determinados segmentos demográficos vulneráveis ​​da população, como os idosos ou desfavorecidos. And as bad as this gets, they also trick highly educated and Internet savvy people too into believing that they can make money fast on these programs. Below are twenty of the most popular get rich quick schemes to avoid.

1. Internet business opportunities

Be careful here because if they require down payment to become a “partner” the person paying the fees could be stuck being liable for a business which is later sued on various merits unknown to the new “investor.”

2. High Yield Investment Programs

into with people who are not willing to meet face to face. While these are often risky investments, many of them are Ponzi schemes so be careful when someone suggests you jump on board the next hot thing.

3. Microcap Scams with Penny Stocks

These are securities sporting low prices issued by small companies which guarantee big returns. Many people invest in them because they find a tip telling them to buy the stock on a forum or investment blog. Truth is, many of these tips are plants meant to drive the price of the stock up so that initial investors, scammers, make money. Investigate any company before investing in them.

4. Buying real estate and “flipping” a home DIY style

Some people made quite a bit of money flipping houses, others lost everything. Make sure the market in the area being considered for the flip has actually rebounded first before buying a foreclosed home or one on short sale for the best chance of seeing real returns on resale.

5. Investing in a company when a sales rep has secret inside information

The movie Wall Street was based on this concept and it is the very thing that Martha Stewart went to jail for. Information that comes from insiders may be illegal so do not get involved in this type of transaction without understanding the nature of the info being offered “for a price.”

6. Stuffing envelopes at home

This includes writing letters, backing envelopes or other envelope jobs from rogue companies which offer pennies (or even a tenth of a penny) on the dollar for each envelope “stuffed.” It will take thousands to make any money and this usually results in the person paying for the privilege of working for a few dollars a day.

7. Books/Seminars/Conferences/Webcasts

Which promise you’ll earn big in real estate/marketing/business/the stock market understand that these people make their money up front by taking payment for the people who attend the conference or meeting. What they say after you have paid for your ticket does not matter and in many cases are complete fabrications on the truth of what happens in that particular industry.

8. Ponzi schemes

The name Bernie Madoff might immediately come to mind, there are other Ponzi schemes to watch out for. Traditional Ponzi schemes take money to one investor to provide returns for another while lining the pockets of the scam artist. Eventually, the money is gone and investors lose out.

9. Selling magnetic “power bracelets” to people in your community who play sports

These have not been uniformly proven to enhance performance so don’t push them on friends, neighbors and family members just yet. You may be stuck with boxes of inventory (bracelets) and no outlet to sell them off to others at the end of the day.

10. Pyramid schemes

These include any scheme where you buy something, are encouraged to get 12 more people “under you” to do the same and you have to encourage them to each bring in 12 more people. Remember, you are never going to really be on the top of this mountain, you are only one of 12 people someone else brought in and will never get much money from this effort (but you may lose some friends over it).

11. Getting paid for Pay Per Click ads online

Understand that these ads are going to make someone rich, but it is not the person who is not owning the website. If you are a writer of a blog and have PPC ads, you will see pennies on the dollar as a result of your creative effort and the webmasters usually put the ads on which they prefer, not which you would rather see adjacent to your content.

12. Getting paid to write reviews online

These include book reviews, reviews of movies or restaurants or the like will never pay out big money in the long or short run. This is because the reviewers are offering their opinion and some never even see the movie, so the reviews are inaccurate and are paid accordingly.

13. Mystery shopper

Mystery shopper sounds like a great job so there are a plethora of websites that promise to help you get started in this field. However, these sites sometimes make the person interested in doing this part time job buy a list of which stores offer the service locally, so you spend money before you can even make money.

14. Putting together jewelry or “hand work” at home

These jobs offer the chance to work from home putting together jewelry or furniture and never pay well enough to make it work it to do the service of assembling items for someone else who will make good money once the materials are sold to others.

15. Online writing jobs which ask for your personal information in exchange for up front advances for work to be performed in the future

If this sounds too good to be true, it usually is. For this reason and others, no one should ever be given your social security number even if the “employer” claims that he needs it to fill out the appropriate tax forms for your services rendered online. Any online writing job should be verified or it may be a scam where the identity thief is the one who gets the bonus at the end of the assignment, not the writer.


10 Of The Biggest Scams Ever In History

Since the time people started using money, there have been numerous cases of scams and frauds. History shows that scammers are expert in preying on people’s gullibility. But even after stealing millions, the future for these people does not bode well, and usually, their frauds are exposed. In this article, we have collected the 10 biggest scams in history which left the investors penniless and sometimes even destroyed entire economies.

1. In 1996, a Canadian mining company, Bre-X, announced a huge discovery of gold, and in the process went from a penny stock to $280 per share, with a total value of $4 billion. In reality, it was all a fraud and the lead geologist was shaving off gold from his wedding band to add to drill-core samples.

Image Source: www.911metallurgist.com

During the late 1990s, geologist John Felderhof believed that a property near the Busang River in Indonesia would produce gold after mining. At his advice, David Walsh, the founder of Bre-X Minerals Ltd., bought the property. The project manager of the gold mining project was Filipino geologist Michael deGuzman. When deGuzman tested the initial samples, he didn’t find any trace of gold, so he shaved off some gold from his wedding band, added it to the samples, and declared the first estimate of the total find to be about 62 metric tons.

The news of the presence of gold in Bre-X’s property soon spread like wildfire. The company claimed that it was going to be the richest gold mine ever discovered. Mining investors rushed to invest and the stock price of Bre-X started climbing, and it rose from pennies to $280 per share.

Michael deGuzman kept on salting the samples, and that worked until 1997. In 1997, the Indonesian government got involved, and from February 1997, the evaluation of the site began. In March 1997, deGuzman committed suicide by jumping from a helicopter. Bre-X and its mine’s reputation started going downhill from then on. On March 26, 1997, an American firm announced that its core sample collected from Busang contains a negligible amount of gold. As a result, the Indonesian government postponed signing the mining deal with Bre-X. Stock prices began to fall, and thousands of investors lost billions. TSE and NASDAQ suspended trading of Bre-X stock, and it went bankrupt on November 5, 1997.(1,2)

2. Founded in 1985, the Enron Corporation claimed revenues of nearly $101 billion during 2000 and employed approximately 20,000 staff. But the real value of the company was exposed at the end of 2001, after which the company was declared bankrupt. Enron was responsible for wiping out over $78 billion in stock market value.

Image Source: www.entrepreneur.com

The American company Enron came into focus after 1996 when it began reporting a steady increase in its sales each succeeding year. From 1996 to 2000, the sales of Enron was reported to increase from $13.3 billion to a staggering $100.8 billion. It was declared as “America’s Most Innovative Company” by Fortune magazine for six consecutive years. But at the end of 2001, the actual financial condition of Enron was revealed. The report stated its accounting fraud, also known as the “Enron Scandal,” and the company filed for bankruptcy in 2001.

The Enron Scandal revealed the loopholes in accounting rules in America. The company used to book revenue from huge energy-derivative contracts at their gross value instead of their net value. Basically, Enron served as a middleman on deals. It would put together a seller with a prospective buyer and take “delivery” of the contract. Then it would book the entire “sale” as its own revenue. This was made possible due to a loophole in the procedures approved by the Financial Accounting Standards Board (FASB). According to the board, each company had a “free option” as to how to account for the deals of energy contracts.(1,2)

3. In 1821, a Scotsman, Gregor MacGregor, invented a fictional Central American republic called “Poyais” and convinced hundreds of people in his home country of Scotland to invest in the nonexistent country, and even oversaw the deployment of a ship of 250 people hoping to start a new life in Poyais. When their ship arrived, they found nothing but undeveloped, inhospitable jungle.

Image Source: 1,2

Gregor MacGregor was born in 1786 at Glengyle, Scotland. He carved out a place for himself in history by pulling off one of the biggest frauds of the early 19th century, gaining over £200,000 in the process. In the early 1820s, McGregor invented an entirely fictional country and named it “Poyais” He claimed it was located near the Black River in what is now present-day Honduras. McGregor claimed that Poyais covered eight million acres, and he was the prince of this land. He also claimed that the land was rich in natural resources but required manpower to turn it into a developed country.

MacGregor began an aggressive campaign to make people believe in his fictional country. He printed advertisements and leaflets and gave interviews in national newspapers. He even had Poyais-related ballads composed and sung. In mid-1822, a 355-page Poyais guidebook was being sold in London and Edinburgh which contained elaborate maps and details about this fictional country. The official-looking book convinced many people, and they started buying Poyaisian land certificates. By early 1823, about 500 people had bought Poyaisian land.

After that, McGregor began making arrangements to send interested people to Poyais. On 10 September 1822, a vessel with 70 emigrants on board sailed towards the non-existent country. Later, on 22 January 1823, another vessel sailed with almost 200 emigrants aboard. Upon reaching the land which was they believed to be Poyais, the emigrants realized they have been duped. Few travelers were able to return, and most of them died due to diseases like yellow fever and malaria.(1,2)

4. In the early 1990s, the infamous Italian criminal Charles Ponzi scammed investors out of about $7 million by passing on new investors’ money to existing investors and presenting it as a sustainable investment.

Image Source: commons.wikimedia.org

In the summer of 1919, Charles Ponzi was living in Boston. The idea for a scam began forming in his mind when he received a letter from a Spanish company. The letter contained an international reply coupon (IRC). This coupon could be redeemed by the recipient for postage to the sender’s country. Ponzi realized that he can buy the coupon in one country and then exchange them for postage in another country with a higher value of postage. Soon, he set his plan into motion, but he required a large amount of capital to buy the IRCs with cheap, European currencies.

To raise the money, he went to his friends and promised them double returns in 90 days. Some people invested and they got the interest as promised. In January 1920, Ponzi opened his own company to promote this scheme. In the beginning, 18 people invested. They got the promised interest the next month. As word spread about this unbelievable scheme, investments started pouring in.

By June 1920, the net total investment in Ponzi’s scheme rose to $2.5 million. People began mortgaging their homes and even invested their life savings in the scheme. But no one realized that Charles Ponzi was paying the earlier investors with the money invested by new investors. Ponzi’s rapid rise drew suspicions, and his publicity agent found incriminating documents related to the scam. The agent wrote an article for the Boston Post which brought Ponzi’s scam into public view. From then on, things went downhill for Charles Ponzi, and his investors lost about $20 million. In November 1920, Ponzi was sentenced to five years in prison.(1,2)

5. After buying the financial institution Lincon Savings and Loan Association, Charles Keating began investing savers’ cash in high-risk ventures without informing the depositors. The scam was revealed in 1989 after the business failed leaving thousands of elderly investors with worthless bonds.

Image Credit: Nick Ut/Associated Press via www.nytimes.com

Charles H. Keating was a champion swimmer, activist, lawyer, banker, and real estate developer. But the thing he is most known for is his role in the savings and loan scandal of the late 1980s. Charles Keating became the head of Lincoln Savings and Loan Association in 1984. Immediately after joining the enterprise, he fired the existing management. During those times there were quite loose restrictions on banking investments. Taking advantage of this opportunity, Keating began investing depositor’s money in high-risk investments. For the next four years, Lincoln’s assets increased. It rose from $1.1 billion to $5.5 billion.

In 1989, Lincoln Savings’ parent company, American Continental Corporation, went bankrupt. The day after American Continental Corporation went bankrupt, Federal authorities seized Lincoln Savings. The scam left 23,000 customers with worthless bonds.(1,2)

6. In 1925, a Portuguese named Alves dos Reis forged a government contract authorizing him to print money and “officially” printed himself 100 million escudos, the equivalent of 0.88% of Portugal’s GDP at that time, leading to the “Portuguese Bank Note Crisis.”

Image Source: commons.wikimedia.org

In 1924, Alves dos Reis was in jail for embezzling money from a company. During his 54-day stay in jail, he planned a scam which later came to be known as the “Portugal bank note affair.” After being released from jail, Reis forged a contract in the name of the Central Bank of Portugal, Banco de Portugal. Then he posed as a representative from the bank and convinced a London-based company that the bank had authorized him to print his own bank notes. Reis further claimed that the money they were going to print was a part of a secret project, and it would be used to financially aid a struggling Portuguese colony, Angola.

According to Reis’s instructions, the London-based company printed an equivalent of £1,007,963 of bank notes. The notes were then circulated into the Portuguese economy. In June 1925, he created the Bank of Angola & Metropole to help Angola. He even went on to buy the controlling interest in the Bank of Portugal following which he hoped he would be able to successfully hide his scam. But the low-interest rates of the Bank of Angola & Metropole piqued the interest of journalists, and they raised questions. Finally, the Bank of Portugal noticed the bank notes with duplicate serial numbers, and Reis’s scam was exposed. Five years later, he was sentenced to 20 years in jail.(1,2)

7. In the 1920s, Ivar Kreuger, who owned banks, film companies, newspapers, mines, telephone companies, and railways, decided to form a monopoly to control all the world’s safety matches. International banks begged him to let them invest, not knowing that his many companies existed only on paper, profitable only because they were invested in each other.

Image Source: en.wikipedia.org

The Swedish civil engineer Ivar Kruger began his career by helping in building New York’s Plaza Hotel and other landmarks. After gaining experience, he opened a company in Sweden in 1908. His company soon became the best construction firm in Sweden. Then Kruger took over his father’s match business. In 1917, he founded the Swedish Match Company. In the post-depression era after WWI, Kruger began to acquire match-making factories around Europe.

From 1925, Kruger began offering loans to insolvent countries at a bargain that was hard to refuse. He would also provide loans to countries that offered him a national monopoly on match production. Using his skills, he increased the sales in the country. Since the governments taxed matches, the increase in sales would increase tax revenues used to repay the loans. By 1931, the Swedish Match Company controlled 250 factories in 43 countries. But his empire collapsed during the Great Depression. On 12 March 1932, he committed suicide by shooting himself.

The death of Kruger led to the “Kreuger crash.” It hit investors and companies all over the world, especially in America and Sweden. After his death, Kreuger’s forgery of Italian bonds amounting to $142 million was found out. In Sweden, Kruger owed more than the country’s national debt. As a result, the suicide rate increased in Sweden and the prime minister fell. In America, his shares collapsed taking with it the life savings of thousands of people.(1,2)

8. Nigerian scammer Emmanuel Nwude once sold a fake airport to a major international bank for $242 million, and the scam wasn’t discovered until 3 years later.

Image Source: 1,2

Emmanuel Nwude is a Nigerian fraud artist who was formerly the Director of Union Bank of Nigeria. In 1995, he defrauded a Brazilian man, Nelson Sakaguchi, who was the Director at the Brazil’s Banco Noroeste. Nwude began his scam by impersonating the then Governor of the Central Bank of Nigeria, Paul Ogwuma. Posing as the governor, he convinced Sakaguchi to invest in a new airport located in Nigeria’s capital, Abuja. In exchange, he asked for a $10 million commission.

The fraud remained undetected until 1997 when a Spanish bank decided to take over the Banco Noroeste Brazil. When an official from the Spanish bank enquired about the large sum of Noroeste’s money which was sitting in the Cayman islands unmonitored, it led to a criminal investigation. It was found that Sakaguchi had paid $242 million in between 1995 to 1998 to Emmanuel Nwude who promised him an airport which actually never existed.(source)

9. When “Count” Victor Lustig discovered that the famous Eiffel Tower was in need of repairs, he faked some government papers and sold the tower to scrap metal dealers twice with a total of over $200,000 in bribes to throw the multi-million dollar contract their way.

Image Credit: Jeff Maysh via www.smithsonianmag.com

Victor Lustig began his conman career through a “money-printing machine.” The machine would produce a counterfeit bill of $100. His client would buy the machine for a high price believing that it would provide them with huge profit in the future, but the machine would produce $100 bills only for the next 12 hours after which its supply became exhausted resulting in blank notes. By the time the person realized the scam, Lustig was long gone.

Lustig’s sale of Eiffel Tower began in 1925 when he read about a repair and maintenance of the tower in a newspaper. He invited six scrap metal dealers and posing as a government official said that Eiffel tower would be taken down. Then he asked them to submit a bid and finally secured a deal with one of the dealers. For finalizing the deal, scrap dealer Andre Poisson offered a large bribe and secured the deal. After receiving the money, Lustig went away and Poisson was too embarrassed to lodge a police complaint. A month later, Lustig returned back to Paris and repeated the same trick. His second victim went to the police, but Lustig evaded arrest.(source)

10. From 1997 to 2002, over 4,000 people paid an advance fee in order to receive new cars at a fraction of their value. The cars supposedly came from the estate of a wealthy Christian man according to his will. The scheme took in over $ 21 million, but neither the deceased, his alleged will, an estate of any kind, or the cars ever existed.

Image Source: www.highlineautomotive.in

The “miracle car scam” began with a story circulated by a man named Robert Gomez who claimed that he was the adopted son of John Bowers, a wealthy executive of a food company. Three years later, just before Christmas Bowers claimed in his church that he is now the heir of Bowers’ estate which is valued at $411 million. He also said that Bowers had instructed in his will that a fleet of 16 luxury cars would be given to fellow believers as a “gift.” The beneficiary needed to pay an amount of roughly $1,000 to $1,100 as a conveyance fee for each vehicle. The news spread through word of mouth and many church members showed interest in the deal. People started depositing the conveyance fee, and in a course of four years, from 1997 to 2002, 4,000 people deposited the advance fee.

The staggering number of car sales aroused suspicion, and an investigation was launched. Investigators found out that a man called John Bowers, as described, never existed and neither did his estate or cars. It was also revealed that in 2002, Gomez, along with his accomplice, had collected $21.1 million from people. In 2003, he was sentenced to 21 years and 10 months in federal prison.(source)


Assista o vídeo: CRISE DE 1921. OS LOUCOS ANOS 20. A BOLHA DE 1929